.

sábado, 23 de março de 2019

NO VALE DE AOSTA

© João Menéres

14 comentários:

  1. Sempre surpresas fascinantes, JOÃO !...

    Que maravilha este véu de água com os pés salpicados de florinhas de montanha !...
    Mais uma imagem rara, encantadora.

    Beijinhos:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como digo ao EDUARDO, foi feita à pressa, a caminho do Monte Branco.
      Encostar o carro e disparar.

      Um beijo e muito obrigado.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Obrigado, Gracinha !
      Hoje estive meio fora, meio dentro.
      Estou atrasado com muita coisa e não vou conta do recado...

      Um beijo amigo.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Não consegui editar melhor, Isabel...
      E bem merecia, mas o tempo não me chega para tudo.

      Beijo amigo.

      Eliminar
  4. Linda! Água e florinhas que esperavam o Mestre que as imortaliza-se.

    Boa semana, que me parece vai ser afadigada!:)

    Beijinho, Amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas tuas palavras que tanto me animam !

      Um beijo.

      Eliminar
  5. Belíssima imagem. Quando a água é capturada num movimento dinâmico ascendente e descendente o resultado é espectacular e a nuvem fica parada numa fracção de tempo.
    Abraço, caro João Menéres.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho sentido muito a sua falta, caro AGOSTINHO.
      Mas eu bem sei como é impossível cumprir desejos.
      Também há dois dias que estou praticamente ausente...

      Muito obrigado pelo seu comentário que muito me alegra !

      Abraço amigo.

      Eliminar