.

terça-feira, 17 de julho de 2018

IGREJA DOS CLÉRIGOS

© João Menéres


A IGREJA DOS CLÉRIGOS,
MONUMENTO BARROCO,
É DE AUTORIA DO ARQTº ITALIANO
 NICOLAU NASONI
E A SUA FORMA OBLONGA
É UM POUCO SINGULAR. 
A FRONTARIA É DE GRANDE BELEZA,
BEM COMO A PRODIGIOSA TORRE, 
QUE A BREVE TRECHO, SE TORNOU
O PRINCIPAL ÍCONE DA CIDADE.

NESTA IMAGEM PODE APRECIAR-SE
A ABÓBODA, DE FORMA ELIPSOIDE,
É TALHADA EM DOZE GOMOS
COM UMA COMPOSIÇÃO HERÁLDICA AO CENTRO. 

24 comentários:

Fatyly disse...

Imponente e bela é o que me ocorre dizer:)

Beijocas

João Menéres disse...

FATYLY

Além de pela forma, já constituir uma visita obrigatória, como dizes, a sua imponência e beleza, são marcantes.


Um beijo numa manhã que promete um radioso dia AZUL.

bea disse...

Desconheço tudo deste monumento excepto o aspecto exterior.

João Menéres disse...

BEA

O Porto ainda tem muita coisa ( de todo o tipo ) que aos 83 1/2 anos ainda desconheço, mas que estou apostado em conhecer depois do MEU QUERIDO MÊS DE AGOSTO, até porque quero daqui a ± 8/9 meses ter pronto o meu 3º Livro sobre o Porto...


Um beijo amigo e os desejos de UM BELO DIA.

Eduardo P.L. disse...

Curiosa e bela imagem. O Porto ainda terá mais de três livros seus, com certeza.

Maria Manuela disse...

Outro dos seus dons, João - orientar o olhar dos demais para a singularidade de certas "coisas" ! Porque as ama e é generoso.
Uma abóbada de peso... monumental, na sua forma e não só.
Um portento, esta imagem! Gosto muito.
Bj e um bom Dia de Verão...

Os olhares da Gracinha! disse...

Preciso de regressar pois há muito que a não visito!!!
Bj e gosto do olhar!
...
Espero que esteja a correr tudo bem João!

João Menéres disse...

EDUARDO

Ainda mais do que o 3º livro ?
- Nem pensar...
Já este que pré-anuncio foi uma decisão provocada pela alegria das boas novas sobre o meu estado de saúde com esta idade e depois da colocação ( plena de êxito ) da prótese na aorta abdominal !
Entendi que estava obrigado moralmente a retribuir...


Luísa disse...

Bem, parece-me q um cerebro fotografou outro! Essa aboboda é fantástica!
Bjnhs

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

És muito exagerada nos atributos que me atribuis, Maria Manuela !
Não sou um teórico, muito menos um orientador.
Devo à Vela, digo eu, olhar o mar para o melhor rumo e instantaneamente tomar a decisão da rota imediata.
Quando larguei as engenharias e os cálculos e me dediquei à Fotografia encontrei aqui um vasto campo onde a prática do olhar podia ser muito útil.
E com isso também me divirto.

Um beijo amigo e muito grato.

João Menéres disse...

GRACINHA

O Porto por ti espera !

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

LUÍSA

Às vezes, estou mais virado para amplitudes.
Outras, para detalhes.
Como nada rejeito, tudo depende do meu momento interior.


Um beijo amigo e muito obrigado.

Remus disse...

Quando fui revisitar os Clérigos, na altura em que tornou a abrir portas depois do restauro, também tentei fazer uma fotografia deste tipo. Digo tentei, porque o meu resultado alcançado ficou uma porcaria. Não tinha tripé (nem sei se é permitido entrar/usar um lá dentro) pelo que tive que usar todas as minhas capacidades de ficar o mais estático possível. Mas o resultado esperado não foi alcançado. Todas as minhas tentativas de fotografias ficaram tremidas.
Mas agora vem o João mostrar-me que é uma tarefa completamente alcançável, desde que se saiba o que se faz. Quem é mestre, é mestre. E perante todas as dificuldades, consegue sempre um bom trabalho.

João Menéres disse...

REMUS

É possível usar tripé, sim senhor.
Flash é que não.
Também para aquela distância...
Tenho ( ainda...) o pulso bastante firme e portanto não é tarefa árdua.
Fiz três disparos, porque queria a imagem centrada, só por isso.
Eleve o ISO e pique a burra para a frente, Remus !

Grande abraço.

Pedro Coimbra disse...

Daqueles (MUITOS!!!) tesouros de Portugal.

João Menéres disse...

PEDRO

Por QUATRO VEZES tentei comentar o seu post de hoje sobre as selfies.
Procedi como era habitual.
Em vão.
Não pode facilitar a postaremos comentários ?

Aquele abraço amigo.

Rasuras do Aparo disse...

... visitei a dita mas só retive a componente visual ... realmente com a explicação técnica complementada com a imagem que nos faz reviver tal beleza é sentir-me um afortunado ...

João Menéres disse...

RASURAS

E quando a visitou ?
Não me diga que me vou zangar consigo !...


Um abraço, mas em suspenso.

Elvira Carvalho disse...

Interessante. Já fez dez anos o mês passado que a visitei.
Abraço

João Menéres disse...

ELVIRA

Nem imaginas como o restauro a modificou para muito melhor !
Até tem um pequeno museu...


Um beijo.

L.Reis disse...

Uma pessoa até fica com vertingens com esta perspectiva. Não conheço a Igreja o que é um grande pecado meu. Aliás, conheço muito mal o Porto, como tu sabes, mas tenciono colmatar essa falha antes de me reformar :):):)

João Menéres disse...

E quando te reformas tu ?
Andas a tratar do book ?

Já tenho título para um dos meus...


BjKa.

Ana Freire disse...

Um olhar majestoso, que nos permite apreciar toda a grandiosidade, destas admiráveis obras de outrora...
Magnifica perspectiva, João! Adorei ver... e recordar... pois passei por ai, há uns anitos valentes...
Beijinhos!
Ana

João Menéres disse...

ANA

Toda a Igreja beneficiou de importantes e significativas obras de restauro e adaptação.
Vale a pena voltares !

Beijo muito amigo.