.

sábado, 11 de agosto de 2018

NO REMANSO

© João Menéres



RABELOS

11 comentários:

Maria Manuela disse...

Muito curiosa imagem ! Incomum, mesmo.
Gosto desta diagonalidade e da cor. Original. Outro modo de ver o Douro.
Gostei.
Beijinhos, João, e um BOM DIA.:)

Luísa disse...

Não sei se é a cor do rio
Ou o tom do remanso dos Rabelos,
Talvez seja a aliança de ambos
E o elevado olhar do fotógrafo...
...que me deixa serenidade D'ouro sempre que aqui passo!

Beijinho ternurento,amigo das mil e uma belas fotos!
Este Porto teu e tu, deixa-nos ancorados ao Grifo!É uma maravilha!

Elvira Carvalho disse...

Uma foto muito interessante.
Abraço

APS disse...

Linda foto.
E a cor da água até lembra um Rosé, fresquinho, à maneira, para o Verão..:-)
Umas óptimas férias.

Os olhares da Gracinha! disse...

... em estilo de PAUSA no DOURO
e em belo estilo!!!:=)...bj

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

LUÍSA

ELVIRA

APS

GRACINHA


A aprontar as malas para o REMANSO de Agosto, venho agradecer os CINCO comentários até agora recebidos.

Beijos / Abraços.

bea disse...

Neste mar de papel enrugado os barcos são pequenos brinquedos.

João Menéres disse...

BEA

Beleza de palavras, BEA !

ADOREI !

Um beijo muito agradecido.

Maria disse...

Imagem única, uma beleza de cor , movimento e suavidade. Faz-nos ir buscar à memória um odor, uma temperatura e uma brisa que se faz sentir na pele.
Linda.

Isabel disse...

Tão bonita!
E a cor da água está muito linda:)

Beijinhos:)

Remus disse...

Isto não é capaz de fazer mal ao rio?!
Então o João colocou a água a rodar novamente para a nascente, sem vez de rodar para foz?!
:-D

Belas cores e luz.
Uma fotografia poética.