.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

CAIXA DE ESCADA

© João Menéres



ESTAMOS NO ORIGINAL EDIFÍCIO
CONSTRUÍDO PARA AÍ SE INSTALAR
A ORDEM DE SÃO DOMINGOS.
INAUGURADO EM 1832, MUITO POUCO DUROU.
PENSO QUE FOI VÍTIMA DE UM INCÊNDIO
PROVOCADO PELA LUTA ENTRE
OS LIBERAIS E OS ABSOLUTISTAS, 
DURANTE O CERCO DO PORTO,
QUE DUROU MAIS DE UM ANO,
TENDO TERMINADO, EM 1833,  COM A VITÓRIA
DOS QUE SE OPUNHAM AOS FIEIS A D. MIGUEL.

O BANCO DE PORTUGAL, DESIGNADO AINDA POR
BANCO DE LISBOA, ADQUIRIU-O E PROCEDEU

À SUA RECONSTRUÇÃO.
DURANTE ANOS, FOI SEDE DE UMA 
COMPANHIA DE SEGUROS.
ACTUALMENTE, FUNCIONA COMO UM CENTRO DE ARTES.

24 comentários:

Victor Barão disse...

Se terminar ou melhor se continuar definitivamente como Centro de Artes, diria que termina/continua muitíssimo bem!
Saudações
VB

João Menéres disse...

VICTOR BARÃO

Pelo menos, será o futuro próximo...

Um abraço.

Rasusras do Aparo disse...

... depois de tantas voltas ... parece terminar em beleza ... e com beleza ... e um destino aconselhável ... ( bela foto ...)

João Menéres disse...

RASURAS

E como o Porto está na moda...


Um abraço amigo e grato.

Os olhares da Gracinha! disse...

A foto mostra um belo ângulo dando a conhecer a sua beleza!
Obrigada pela partilha!bj

João Menéres disse...

GRACINHA

Eu é que agradeço a tua atenção.

Um beijo amigo.

Remus disse...

Eu confesso: Já passei inúmeras vezes à frente dele, mas nunca lá entrei. Nunca vi como era por dentro. É uma falha minha, eu sei. Até porque já tive várias oportunidades para o visitar. Tenho que fazer por colmatar essa minha falha.
:-)


PS: O texto tem uma gralha. Não foi em 1933 mas sim em 1833. Vai ter que recuar 100 anos.
;-)

bea disse...

O tecto é magnífico e casa bem com o destino que deram ao edifício.

João Menéres disse...

REMUS

Fico-lhe imensamente grato pela chamada de atenção !
Já rectifiquei, obviamente.

Um abraço.

João Menéres disse...

BEA

Muito obrigado pelo teu comentário, Bea.

Um beijo amigo.

Ana Freire disse...

Passando por aqui, já com um super, mega, atraso, João... mas ultimamente tenho andado um pouco menos presente na Net... ainda a recuperar mais um pouco, a minha mãe... obrigando-a a sair mais comigo... para recuperar mais dos grandes períodos em que esteve mais parada, ao longo do últimos meses... pelo que a minha presença na Net, tem andado mais intermitente... e por consequência, ainda não consegui passar por aqui, com mais tempo e vagar, para apreciar as suas imagens com calma, João... não querendo de todo, fazê-lo às pressas, apenas para marcar presença!
Não havendo novidade, conto vir aqui, amanhã com maior disponibilidade, no final da tarde, para apreciar tudo devidamente... inclusive a foto de hoje!
Aproveito para agradecer, de coração, a grande surpresa, que por estes dias, o João me reservou... e porque o meu tempo, tem andado mesmo mais limitado, aproveito já por aqui, a oportunidade de perguntar... a propósito de um post, que estou a pensar fazer muito em breve, lá no meu canto, e juntando um link para aqui, para o Grifo... se posso usar um pedacinho do conteúdo, da página 44... referenciando, também o livro em questão... :-)) e já agora... a exposição do João!...
Um beijinho grande! E mais uma vez, os meus sinceros agradecimentos... um bocadinho atrasados, nestes dias mais preenchidos...
Amanhã cá estarei de novo... a deixar a escrita em dia... :-D
Ana

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Eu compreendo perfeitamente os problemas com que a vida nos surpreende, Ana !
Dedica-te é o mais que puderes à tua Mãe (que é o que tens feito ) !
Não é um mar de rosas que nos rodeia, como todos desejaríamos.

Claro que se entenderes podes utilizar o que quiseres !
Só te tenho é a agradecer, querida amiga.


Um beijo muito grato.

Luísa disse...

Muito bem reaproveitado com fim superiormente...belo.
Nada se perde, tudo se transforma!
Mil bjnhs de hoje

Pedro Coimbra disse...

Como Centro de Arte faz todo o sentido

Agostinho disse...

Fotografia com História, portanto, mas importa aqui realcar a conciliação de
(toda) geometria presente.
Gostei do foco e do enfoque.
BFS

L.Reis disse...

Esta fotografia podia-se chamar "sensibilidade e bom senso" tal como o livro. Este interior denota uma grande bm senso na reconstrução do edifício e uma grande sensibilidade para o que foi aproveitado e preservado. (andei a cuscar mais imagens na net)
O ângulo desta imagem mostra um pouco de tudo isso, acentuando-lhe ainda mais a elegância arquitetónica. Agora que já vi para onde levam as escadas abençoo a decisão da subida :):)

Eduardo P.L. disse...

Escada é uma grande invenção.

João Menéres disse...

LUÍSA

Agora é o Palácio das Artes !

Um beijo grato ( mas atrasado ).

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

Tem boas áreas e dispõe de boas condições para exposições.
Grande abraço.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Pelo menos houve respeito !

Um grato abraço.

João Menéres disse...

L. REIS

Muito obrigado por tanto cuscares !
Assim, valorizas o meu trabalho porque te leva a descobertas.


BjKa.

João Menéres disse...

EDUARDO

E o ascensor ?

Ana Freire disse...

Magnifica perspectiva, que deixa apreciar a riqueza de pormenores decorativos, do interior do edifício... e que bom saber que actualmente, o mesmo se encontra ao serviço das artes!
Um beijinho grande!
Ana

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Agradeço o facto de teres apreciado.

Um beijo amigo.