.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

GRAFISMO

© João Menéres



 FRAGMENTO


SÃO ASAS DE ALVOROÇO OU SÃO SINAIS?
SÃO SOMBRAS AGITADAS NA DESCIDA?
SÃO PALAVRAS ALADAS JUNTO AO CAIS?

SÃO UM RUMOR NO VENTO?  OU REPETIDA
ANIMAÇÃO DO INSTANTE NAS MANHÃS
QUANDO AO PASSAR DA GENTE PASSA A VIDA

E ALGUÉM ESPERA OLHANDO AS HORAS VÃS?



( Vasco Graça Moura, in POESIA 2001/2005 )

24 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Tantas interrogações a que não sei responder.
Abraço

João Menéres disse...

ELVIRA

Mas desejo que tenhas um dia assim luminoso !


Beijo amigo e grato.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Estou como a Elvira e a fotografia está espectacular.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

João Menéres disse...

FRANCISCO OLIVEIRA

E alguém como vai ser o dia de amanhã ?
Estamos submersos em interrogações permanentes.

Muito obrigado pelo seu comentário amigo.

Kaipiroska disse...

Adoro estes grafismos que se conseguem quando olhamos de outra maneira para as coisas banais do nosso dia-a-dia.
E que lindo azul esse!
Um beijo caro amigo :)

bea disse...

Os poetas dão ao mundo novos mundos de palavras. Não sei como conseguem.

João Menéres disse...

CARIN

Fico muito contente quando levo até aí alguma coisa que merece um comentário destes !

Um beijo amigo numa tarde que se tornou cinzenta e fresca.

João Menéres disse...

BEA

Para uns, soltam-se as palavras.
Para outros, sobram as interrogações...

Um beijo amigo e muito obrigado, Bea.

Os olhares da Gracinha! disse...

O poeta tem razão ... de tudo um pouco e assim é a Arte!!!
bj e gosto muito da partilha

Rasuras do Aparo disse...

... são tudo e são nada .. convulsão de um início de dia ... intrigante começo da subida ... paixão de reencontro ... sina de azul ... esperando ... esperando ...

João Menéres disse...

GRACINHA

Desde a minha juventude que aprecio Poesia e gosto de a dizer, quando ela me faz sentir.

Um beijo amigo e obrigado.

João Menéres disse...

RASURAS

Mas eu como estou a chegar ao topo, só vejo a descida a pique e curta em extensão
Quererá tal significar que terei uma quebra acentuada em breve e que ficarei ainda uns tempos a sofrer e a dar trabalho ?


Um abraço grato e muito amigo.

Luísa disse...

A duvida quando poetisada reflete a sabedoria do ser!
Tenho a certeza que todas as respostas se encontram entre o céu e o mar...entre o convés e a proa...nessa visão gráfica do dia!
Bjnhs

Pedro Coimbra disse...

Vasco Graça Moura era um Senhor!
Aquele abraço, bfds

Eduardo P.L. disse...

Bonita composição

João Menéres disse...

LUÍSA

Os poetas, se apaixonados ( e qual o poeta não apaixonado ? ) estão assoberbados com permanentes interrogações.
TERRAMAREAR ( assim mesmo ! ) guarda ciosamente a resposta que, por vezes, não desejamos saber.
O poeta carece de incertezas, de dúvidas eternas.

Obrigado pelo teu muito apreciado comentário.
Hoje, um dia de pleno sol. Amanhã, a chuva virá ou não...

Um beijo, querida amiga.

João Menéres disse...

EDUARDO

Olhares, Eduardo. Somente olhares.

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

Cedo se despediu de nós que tanto perdemos !

Abraço soalheiro ( hoje ).

L.Reis disse...

Nenhuma pergunta é suficientemente importante, nenhuma resposta é preciso procurar ou encontrar, quando se tem a capacidade de assim encontrar asas soltas no azul do dia! E "mai" nada!

João Menéres disse...

L. REIS

Acabei de me servir de um aforismo da Agustina para a postagem de amanhã.
E qual não é o meu ESPANTO quando AGORA MESMO ( ! ) leio o teu ilustríssimo comentário....
É por estas e por outras que vou alimentando o grifo em tempo complicado.

MUITO OBRIGADO, Lina !

BjKa.




Remus disse...

Excelente grafismo.
Acho que não poderia ter ficado melhor.

João Menéres disse...

REMUS

Que surpresa !
Dois elogios seguidos !!!

Muito obrigado pela sua opinião.

Maria Manuela disse...


Tudo ASAS... nas palavras e na imagem...
Beijinho.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Imagino que tenhas gostado !



Um beijo amigo e grato.