.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

O VERMELHO IRLANDÊS

© João Menéres


Desafio 362

32 comentários:

✿ chica disse...

Linda foto, cores fortes ! abração, chica e lindo dia!

Eduardo P.L. disse...

Amarelo Venezuela?

Jorge Pinheiro disse...

Que cores!

Agostinho disse...

A noite sublima a animação das cores.
Abraço.

João Menéres disse...

CHICA

Muiiiiiito obrigado !

Beijo amigo.

João Menéres disse...

Eduardo

Na presente conjuntura, não quero nada com amarelos maduros !

João Menéres disse...

JORGE

Assim outros a julguem...

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Apreciei muito a sua opinião.

Um abraço e bfs.

Elvira Carvalho disse...

Bonita foto. Já foi ver a reedição do Desafio? O Rui deixou-lhe uma mensagem nos comentários.
Abraço

João Menéres disse...

ELVIRA

Obrigado pelo elogioso comentário.
E também obrigado pela informação.

Um beijo amigo, Elvira.

João Menéres disse...

ELVIRA

Em que postagem minha ?

Remus disse...

Protesto! Eu já vi esta fotografia. E na altura eu deixei por lá o meu comentário:
«Um hino à simplicidade. Tanto da simplicidade da janela, como da própria fotografia. Simplesmente com três cores e um rectângulo, conseguiu criar uma bela fotografia. Se o Piet Mondrian visse esta fotografia, acho que iria ficar completamente apaixonado por ela.
Parabéns!»
Como prova, posso deixar aqui o link: JANELA EM CONNEMARE
;-)

João Menéres disse...

REMUS

A razão nunca lhe falta, sabe disso muito bem.
Eu sou muito despistado ( a idade não perdoa...).
Ma fiz um pequeno ajustamento !
Deu conta, não deu ?

Tinha sido postada um dia 1 de Abril ( DIA DAS MENTIRAS ).

Um abraço grato pela esperança que me transmite.

© Piedade Araújo Sol disse...

João

na minha modesta opinião e nem sei se correcta, esta foto apenas prima pela sua simplicidade , e pelas cores garridas, mas é este género de fotos que eu gosto, e simplifico.
simplicidade e talento e assim se faz uma boa fotografia.
bom fim de semana.
beijinhos
:)

João Menéres disse...

PIEDADE

Opino como tu, Piedade : SIMPLICIDADE.
Quanto ao resto não me compete dizer mais.

Muito obrigado pelos votos de bom fim de semana que retribuo com igual amizade.

Luísa disse...

Adoro!
As cores e a forma!
Mil bjnhs,
Luísa

myra disse...

deus meu que maravilha de imagem! que cores! me inundam de beleza!!!!!!!!!!!!!!!
beijossssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Gostei do contraste das duas cores e o maravilhoso efeito que nos faz chegar à retina!
Abraço estimado amigo!

João Menéres disse...

LUÍSA

Agradeço-te muito a forma como expressas o teu agrado.

Esta manhã, por estes lados ( Terras de Basto ) parece de Verão.
O pior é à noite com o acentuado arrefecimento.

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

MYRA

Também imaginei que irias mesmo gostar !

Desejo-te um fim de semana mais de acordo contigo.

Um beijo.

João Menéres disse...

RUI PIRES

Veremos se tal efeito tem reflexos positivos...

Um grande abraço.

Unknown disse...

Quente que te quero quente !

Um olhar de mestre... que tão bem cativou o essencial deste jogo geométrico, luminoso e linear, de calor e cor...
Enquadramento perfeito ! Gosto muitíssimo !!!
Beijinho e um bom sábado.:)

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Continuas a ter problemas, não é ?
Mas AGORA já sei a razão !

Uma vez mais ( e não podia deixar de assim ser ), o teu comentário traduz o quanto és entendida em Arte !Muito obrigado e um beijo muito amigo.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

O teu vermelho irlandês
É a nós, o encarnado
E o amarelo do lado
É o amarelos talvez

Do ouro, por sua vez
Que aqui já foi consumado
Como lastro e o pecado
Dizem ser do português

Que deu à coroa amiga
Inglesa - é uma intriga
Inventado por malucos.

Mas, João, que alguém me diga
Por quê que o vermelho é briga
E o amarelo aos caducos?

Grande abraço. Laerte.

Victor Barão disse...

ARTE _ refiro-me à foto "O Vermelho Irlandês".

Aparte: Estimado João Menéres, não esqueço e nem fujo à responsabilidade do que prometo. Sendo que eu até já havia passado duas vezes pelo Flinpo, mas mais na superficial curiosidade de ver o que e como era, sem aprofundar muito. Mas desta vez e ao ter prometido ao amigo João que me inscreveria no Flinpo durante esta mesma semana, tenho agora de concluir que após entre ontem e hoje ter aprofundado minha pesquisa das regras do Flinpo fiquei com significativas dúvidas, não tanto com relação à mecânica do Flinpo, mas sim à minha disponibilidade para corresponder à mesma. É que segundo entendi, por exemplo, para poder votar é necessário participar com fotos próprias, com base em desafios muito específicos colocados pelo próprio Flinpo, que por sinal incentiva o mais possível essa participação. E mas de momento a minha disponibilidade para a fotografia já é tão pouca que muitas das fotos que publico no meu blogue têm em muitos casos um ou mais anos de feitas e inclusive a minha disponibilidade para as redes sociais virtuais modo geral não é muito maior, a ponto de me ter levado a reduzir muitíssimo a minha participação no Facebook e a ter deixado há meses de literalmente participar no Flickr; sequência de que tendo de optar, no caso optei por cultivar o blogue. Sequência de que estar a inscrever-me no Flinpo para participar pouco e/ou superficialmente, ao menos de momento mais vale adiar essa inscrição até melhor oportunidade e conjuntura da minha parte _ até porque de resto parece-me muito desafiante e estimuladoramente interessante a perspectiva e respectiva mecânica do Flinpo. Mas que ao menos de momento, sem absoluta ofensa para o estimado João Menéres e/ou para mim mesmo pela momentânea quebra de minha promessa para consigo, que deveria à partida e da minha parte ter sido algo mais cautelosa entre promessa e verificação do objecto da mesma, vou-me então auto conceder ainda mais algum tempo de espera por melhores dias e/ou por mais disponibilidade da minha parte. A partir de que com pedido de perdão pela promessa (ainda!!!) não cumprida da minha parte, a que acresce também já pedido de perdão pelo presente (longo) discurso, deixo então os meus votos de bom fim-de-semana.

Abraço

João Menéres disse...

LAERT

Extremamente grato por sensibilizado pelo poema que esta minha JANELA IRLANDESA lhe dedica.

Desejo que a sua veia nunca deixe de fluir com tão significativa expressão.

Um abraço gratíssimo.

João Menéres disse...

VICTOR BARÃO

Pois eu compreendo TOTALMENTE as suas razões, estimado Victor Barão !
Não se preocupe com essa ( actual ) impossibilidade.
Acontece a todos ( e eu, quantas vezes, me "ausento" do meu próprio blogue...).
O que desejo sinceramente é que as razões da sua presente impossibilidade sejam compensadores para a sua vida.
Fico-lhe muito grato pela preocupação de me expor o motivo dessa não presença no Flinpo.
Espero que tão breve quanto possível ( até porque há temas bem fáceis de cumprir ) esteja apto a ser um dos participantes.

Um amigo abraço e votos de sucessos na sua vida.

Victor Barão disse...

Amigo, João Menéres

Por mim começaria a participar no Flinpo, tal como em alguma que outra plataforma de partilha e/ou de interacção, na circunstancia, fotográfica já ontem... pelo que no que também depender de mim essa participação será tão breve quanto possível.

De resto sinto-me muito grato pela compreensão e pelas palavras em geral por parte do estimado amigo João Menéres para comigo, que nos conclusivos votos de sucessos para minha vida, retribuo com acréscimos.

Abraço de consideração e amizade

VB

mariam [Maria Martins] disse...

Vermelho e ocre numa bela foto. Gosto de janelas 😊 bjs

João Menéres disse...

VICTOR BARÃO

Naturalmente que compreendo...
Nem a mim o tempo sobeja, caro V.B. !...
Mas o bichinho da Fotografia é terrível !...

Grato também pelos votos endereçados.

Um abraço.

João Menéres disse...

MARIA

Eu sei !...
Obrigado pelo comentário, Maria.

Um beijo amigo.

Ana Freire disse...

Tenho ideia de já ter visto esta imagem... ou provavelmente, estarei a fazer confusão e seria outra... no género!...
Simplicidade e intensidade, reunidas de uma forma perfeita!
Belíssimo registo!
Beijinho
Ana