.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

AS GAIVOTAS E O RIO DOURO


© João Menéres



AS GAIVOTAS

AS GAIVOTAS. VÃO E VÊM. ENTRAM
PELA PUPILA.
DEVAGAR, TAMBÉM OS BARCOS ENTRAM.
POR FIM O MAR.
NÃO TARDARÁ A FADIGA DA ALMA.
DE TANTO OLHAR, TANTO
OLHAR.


( Eugénio de Andrade, in rente ao dizer )

E já que estamos no Rio Douro, peço o favor de 

voltarem ao dia 6 de Dezembro
e lerem o comentário que
a MARIA MANUELA fez
no dia 10, às 00:24 h !

44 comentários:

  1. Um belo post...e "gaivotas em terra...tempestade no mar".

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Estes tons estão fantásticos.
    Mal vi a fotografia fiquei com a impressão que já a tinha visto.
    Puxei pelos neurónios e cheguei à conclusão que é muito parecida com a capa do seu livro " De um outro Porto".
    Um destes dias, quando estiver mais quente, vou-lhe pedir que gaste um pouco de tinta da sua caneta para me autografar o "Encontro com o Porto"

    ResponderEliminar
  3. FATYLY

    Esse dito há muito que perdeu actualidade :
    Elas no mar ( aqui no Porto ) não encontram muito alimento e estão em plena cidade.
    Infelizmente, muita gente da marginal do Douro alimenta-as e elas invadem todos os locais.
    São um praga, sobretudo pelas metralhas...
    Os carros, então, parecem ser o alvo preferido.
    E aquilo é muito corrosivo !

    Um beijo e obrigado por teres sido a primeira pessoa a comentar.

    ResponderEliminar
  4. QUESTIUNCAS

    Será um duplo prazer : Conhecer um dos meus mais fieis SEGUIDORES e dar-me a honra de solicitar a minha assinatura.
    Convinha ser antes do Natal...
    Fique com o meu telm : 96 6025 027 e disponha.
    É mais fácil de combinar.

    Quanto à imagem da capa : Pertence à mesma série da da capa. Mas nesta procedi ao acerto cromático...

    Um abraço e, então, até breve.

    ResponderEliminar
  5. Quão belo quadro na marginal!
    Estão serenas à espera da agitação do "clique" do Grifo!
    Bela foto, senhor das mil e uma belas imagens!

    Beijinhos mil, diretamente do Minho Meu, muito gelado.

    ResponderEliminar
  6. ... entrem param e poisam ... contando as novidades ... repetindo dia após dia o que nunca é repetição ... olham para ele com admiração por vezes com paixão ... riem-se e planam com graciosidade ... questionamdo-se por vezes ...Não o já vimos por aqui repetidamente?! ... A sua figura não nos é estranha ... ah!mas por vezes ele fixa-nos com uma cor diferente ... sim é ele ...

    ResponderEliminar
  7. Contei 21 gaivotas: 12 fêmeas, 8 machos e 1 que ainda não sabe o que é.
    :-)

    A fotografia está fantástica.

    ResponderEliminar
  8. LUÍSA

    De certeza que te não escapou a gaivota pousada de bicos abertos !
    Fui feliz com esse pormenor e com a outra a pousar e, ainda, com a que acabou de pousar.

    De facto, é uma bela imagem !

    Digo eu...

    Um beijo ( e as mãos continuam geladas...).

    ResponderEliminar
  9. RASURAS DO APARO

    É isso, camuflagem paraas tentarenganar...
    Mas elas já não vão na conversa !
    Até me viram as costas...


    Um abraço, meu caro AMIGO !

    ResponderEliminar
  10. REMUS

    Tem que vir ao meu filho !

    Está a ver mal...

    Contei o nº de patas e dividi por dois.
    Assim : 44:2=22 !
    Ora vamos lá ampliar !

    São momentos de sorte...

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  11. Gaivotas, mar, rio, a tríade dos meus encantos.
    Lindíssima a "cor" (não te rias, só leiga na matéria como muito bem sabes!) da fotografia.
    És um artista com sorte, convenhamos! Como é que conseguiste apanhar tanta gaivotinha junta?

    Beijinho.

    P.S. Não penses que me esqueci do já anunciado roubo, ok?!

    ResponderEliminar
  12. GL

    A cor ?
    Foi num amanhecer.
    As gaivotas ( tantas ) juntas ?
    - Já viste alguma isolada ?
    Os bandos fazem-me lembrar as ondas do mar : sucedem-se uns aos outros. Ao amanhecer e ao entardecer.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  13. Que maravilha de foto, adoro a silhueta, fez-me lembrar banda desenhada ao mesmo tempo. Abraço

    ResponderEliminar
  14. ZEKARLOS

    Nunca me lembrei disso !

    Obrigado, ZEKARLOS.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  15. ISABEL

    Não me dás muitas chances de me espraiar no agradecimento...

    Fica o meu MUITO OBRIGADO !

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  16. Linda composição. Nilda e Lais agradecem e lhe mandam um abraço.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  17. JOSÉ JAIME

    Agradeço os abraços e o seu comentário.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  18. Gaivotas num palco com um cenário de sonho!
    Esta imagem belíssima faz bem jus à "permanência do instante"...
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  19. MARIA MANUELA

    O Porto é o meu cenário natural.
    Por isso me vou demorando por cá...
    Desgosto é assistir à partida de tantas pesssoas amigas...

    Um beijo muito especial, MARIA MANUELA.

    ResponderEliminar
  20. THE DEAR ZÉ

    Gratíssimo pelo seu adjectivo .

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  21. As gaivotas são aves planantes. Em Lagos tomaram conta da cidade. A FOTO ESTÁ BELÍSSIMA.

    ResponderEliminar
  22. Gostei muito da composição João.
    A silhueta ao fundo valorizou muito a imagem.
    Abraço

    ResponderEliminar
  23. Gostei do contraste das gaivotas contra a cidade toda de pastel. É um lindo momento.

    Beijos

    ResponderEliminar
  24. JORGE

    Aqui fazem pouco ruído.
    Em Honfleur até aterrorizam !

    Obrigado pelas MAIÚSCULAS !

    ResponderEliminar
  25. JÉFFERSON

    Muito obrigado por ter comentado no GRIFO PLANANTE pela primeira vez ( se a memória não me atraiçoa ...)
    Concordo com a sua leitura.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  26. ANGELIKA

    Tu és uma excelente fotógrafa que acompanho muito e com grande prazer.
    É um gosto ler o teu breve comentário ( que diz tudo ).


    Um beijo.

    ResponderEliminar
  27. POR ERRO MEU, FOI POSTADA HÁ POUCO TEMPO
    UMA IMAGEM QUE ERA PARA SAIR A 18.
    QUANDO SUBI, DEPOIS DO JANTAR, SEM SABER O QUE DEVIA FAZER, PRECIPITEI-ME E ELIMINEI-A !
    E COM ISSO LÁ SE FORAM OS TRÊS COMENTÁRIOS QUE JÁ TINHA !
    HAVERÁ ALGUÉM QUE ME SAIBA DIZER SE AINDA POSSO RECUPERAR OS COMENTÁRIOS E COMO ?

    ResponderEliminar
  28. DONA URTIGA

    Nem eu, sobretudo para ver se não me metralham !

    LOL

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  29. maravilha de foto, so hoje pude vir aqui, beijossssssssssssss

    ResponderEliminar
  30. MYRA

    E qual é a importância ?
    Mas fizeste um belíssimo tabalho que adorei !

    O tempo não está menos agressivo ?

    Um beijoooooooooooooooooooooooooooooo

    ResponderEliminar
  31. Esta tem nitidamente a marca "João Menéres".

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  32. CARLOS ROMÃO

    Até concordo, obviamente !

    Obrigado e um abraço.

    ResponderEliminar
  33. ANA

    Não sei se leste os comentários do QUESTIUNCAS...

    Obrigado ( sabes a importância que os teus comentários têm para mim ! ).

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  34. Se a de Serralves nos leva para o mundo maravilhosos da pintura, esta parece-me uma bela cena de cinema. João ao Óscar, já!! :-))
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  35. Uma imagem que ata, que prende à cidade, esse Porto cinzento oculto na neblina… rodeado de gaivotas, habitantes perenes da urbe.
    Parabéns.

    ResponderEliminar
  36. SANDRA

    Os teus comentários derretem-me !
    Fico todo babado.
    A sério !

    Já não tenho idade para iniciar uma nova etapa...se bem que não fosse de todo novidade...

    Um beijo grande e outro Domingo também em GRANDE.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  37. DUARTE

    São dias em que tudo nos corre bem..

    Muito obrigado e um abraço.

    ResponderEliminar
  38. Um sonho! Um verdadeiro sonho!
    Que imagem João!

    Sinto falta de ver o mar . E gaivotas... Gostava de ver e ouvir. Aqui me é impossível!
    Beijo querido!

    ResponderEliminar