.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

LES UNS ET LES AUTRES


© João Menéres

35 comentários:

  1. Uma fotografia que conta a história. Vários elementos presentes situam a imagem (talvez) nos anos 70. Os minis, talvez um datsun lá ao fundo e, claro, este friso soberbo de um hábito e uma profissão extintos há muito. Um pouco por toda a cidade (no centro principalmente) havia um vão de escadas, nos cafés aproximavam-se para cada cliente que entrava e,sem dúvida, os sapatos ficavam impecáveis. Trabalho magnífico. Abraço/Mário

    ResponderEliminar
  2. gosto tanto de todas as fotos que coloca aqui, e esta e uma que me da saudades de muitos lugares....come estes...
    beijos imensos

    ResponderEliminar
  3. Isto era quase uma linha de montagem.
    :-)

    Para mim é fascinante ver estas fotografias de outras épocas, de lugares que conheço.
    Deduzo que a Torre dos Clérigos esteja por de trás do fotógrafo. E se assim for, essa parede de aparece por detrás dos homens que estão a ser "engraxados", não a reconheço. Na minha época, quando estudei nesse edifício que actualmente é a reitoria da UP, ela já não existia.
    Belo pedaço de história.

    ResponderEliminar
  4. Engraxadores de sapatos hoje em dia na cidade do Porto são muito poucos.
    Há um no Via Catarina e de momento não me estou a lembrar de mais nenhum.
    Também existiam numa barbearia na Rua Sampaio Bruno, mas essa barbearia já pertence à história.

    ResponderEliminar
  5. Uns engraxam, outros deixam-se engraxar!
    Ficam a estima pelos estimados, a estica pelos esticados!
    Hoje, contas história, senhor das mil e uma belas imagens!
    Bjnhs

    ResponderEliminar
  6. Um cão a bocejar. As caixas dos emgraxates decoradas com primor, o forte para-choque do automóvel ( hoje são plásticos)
    e todo o resto.
    A imagem possui história e inspira estórias!
    Magnífica João!
    Beijo querido!

    ResponderEliminar
  7. A foto é histórica e perfeita, mas a tecnologia atual é ótima.
    abraços,
    Léah

    ResponderEliminar
  8. Grande, grande, grande título!!!
    Os engraxadores já estão! Agora quero uma com amoladores, o homem das farturas, o polícia sinaleiro, o limpa-chaminés, o homem das cautelas…e pronto já chega de pedidos. Figuras que foram gradualmente desaparecendo das cidades…agora temos os arrumadores de carros…isto é que foi evolução… :)
    Adorei esta memória de outros tempos!

    ResponderEliminar
  9. MÁRIO

    Precisamente em Abril do ano de 1973.
    Trata-se de um Kodachrome 25 Asa.
    No slide, o globo está quase completo...
    Engraixadores e, à sua maneira, os tirones da área.

    Um abraço grato.

    ResponderEliminar
  10. MYRA

    É uma que se pode considerar histórica...

    Quem me dera ter muitas mais dessa época !


    Um beijoooooooooooooooooooooooooooooo

    ResponderEliminar
  11. REMUS

    Gostei dessa sua da ,palavra que gostei !

    Quanto à parede : existe sim.
    É a parede voltada para o CPF do Café Porta do Olival.


    Um abraço.

    ResponderEliminar
  12. QUESTIUNCAS

    Da barbearia de Sampaio Bruno, não me lembro eu !...
    Lembro-me, isso sim, de um portal nessa rua onde havia no corredor de entradda 3 ou 4 cadeiras de engraixadores.

    No Café Avis, o meu engraixador era o Adriano, que também alugava jornais !


    Um abraço.

    ResponderEliminar
  13. LUÍSA

    Recorri a esta para um certoconcurso...

    Em frente a estes clientes, e portanto nas costas dos engraixadores, havia uma "central" telefónica para uso de serviços de carga ( e talvez também de taxis, não estou certo ).
    Não sei é do slide "precioso" !
    Sou um desorganizado, cada vez mais refinado com a idade !

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  14. LI

    Nós nunca damos valor ao momento .
    Por isso, nem explorei mais a beleza das pinturas das caixas, dos clientes ( olha.me para aquele de gravata vermelha com o cigarro na boca ! ) e para tantas outras coisas mais que a imagem contém !...


    Um beijo, Li querida observadora.

    ResponderEliminar
  15. LÉAH

    Não concordo que as máquinas engraixem melhor !
    E , ainda por cima, não dizem umas "coisas" ao cliente !
    Por vezes, era melhor que ler o jornal do dia seguinte, podes crer.
    Sei do que falo, ou se preferires, do que OUVI !


    Um beijo.

    ResponderEliminar
  16. Foto absolutamente fantástica. Um título à altura.

    ResponderEliminar
  17. L. REIS

    Querida "pedinchona" :
    Estive para entrar com um vendedor de cautelas !
    ( Conta com ele, quando eu tiver + tempo ) .
    Amolador ? Tenho um, mas tenho que procurar MUITO !
    Em vez do homem das farturas, não pode ser um casal a vender LÍNGUAS DA SOGRA ?
    Se puder, também tenho que procurar BASTANTE !
    LIMPA-CHAMINÉS ? Não isso não tenho ! Iam a casa dos meus Pais e ainda vêm cá. Mas não dá...
    E nunca fotografei ( PECADO MORTAL ! ) um cabeça de giz !!!
    Então, lembras bem : Um arrumador de carros !
    Fica na minha agenda, prometo.


    Satisfeita ?
    Óptimo !

    Um beijo com gosto.

    ResponderEliminar
  18. JORGE PINHEIRO

    MIL VEZES OBRIGADO !
    E OUTRAS TANTAS POR TER LIDOo título !

    Forte abraço.

    ResponderEliminar
  19. O João tem toda a razão.
    Não era barbearia, era de facto um corredor onde estavam os engraxadores.

    ResponderEliminar
  20. QUESTIUNCAS

    Obrigado por confirmar.
    É que eu não me lembro de nenhuma barbearia ali...


    Um abraço.

    ResponderEliminar
  21. ... e até o candeeiro é de lembranças antigas ... fazendo jus às pedras da calçada ... e havendo ainda aquela parede a dois tons tão usual ao tempo ...

    ResponderEliminar
  22. Tenho fascínio por fotografias retro. Esta deliciou-me, recordando os momentos que acompanhava o meu pai no Porto e ele ia engraxar os sapatos. Alguns engraxadores tinham até uma "poltrona" para o cliente se sentar. Quanto à foto, apreciei além de tudo, a cor... tem um colorido soberbo.

    ResponderEliminar
  23. RASURAS DO APARO

    Tudo coisas que eu chamo de "Os bons velhos tempos"...
    Porque terão acabado os engraixadores que tanta clientela tinham ?
    Será porque agora se engraixam as cabeças vazias ?


    Um abraço, meu estimado amigo.

    ResponderEliminar
  24. ©ARLOS LEMOS

    Se fizer as contas, verificará que esta tem mais de 40 anos !
    A vantagem do Kodachrome...

    Um abraço e até "muito breve"...

    ResponderEliminar
  25. Pode ser o casal das "língua da sogra" que eu não sou esquisita! :D
    Nós aqui em Lisboa tínhamos um polícia sinaleiro ali para os lados do Martim Moniz a quem chamavam "O Dançarino". O senhor era um espetáculo e fazia verdadeiros "bailados" ao dirigir o trânsito. Eu só o vi uma vez…acho que já em fim de "carreira".

    ResponderEliminar
  26. L. REIS

    Atão, tá bem ...

    Não és esquisita ?
    - Deixa-me rir !
    ( E ainda bem que o és !...).

    Mas o cauteleiro também levas como brinde.
    Se calhar é o brinde que sai antes...

    Quem começa a chegar ao fim da linha sou eu, Lina...
    Tenho uns exames clínicos para fazer antes de uma "ligeira" intervenção cirúrgica para ver se melhoro o meu estado geral.
    Começo por amanhã ir ao cardiologista, dado que a anestesista quer o meu histórico.
    Será que me vão descobrir todas as minhas paixões ?

    ResponderEliminar
  27. Na semana vi um em Lisboa!
    Há muito tempo que não via!

    ResponderEliminar
  28. CARLA BRITO

    E sabes onde foi ?
    Corre a fotografar !

    Obrigado por teres participado.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  29. Excelente! O momento, a foto e o título! Pbs :)

    ResponderEliminar
  30. MARIAM

    És maravilhosa, sabes ?

    Muito obrigado pelo teu elogio.

    Um beijo grande.

    ResponderEliminar
  31. Uma imagem de época que contará com o meu voto no desafio desta semana.
    É caso para se dizer que tinha o trunfo bem guardado na manga....
    Abraço

    ResponderEliminar