.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

PRESAS

© João Menéres


QUERIA APRISIONAR-TE
PARA TE DAR 
A LIBERDADE.

26 comentários:

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Maravilhosa foto, muito original.
Um olhar perspicaz meu caro amigo!
Abraço

Enrique Chapín disse...

Buen detalle, colorido, me gusta.

Buen fin de semana.

Jorge Pinheiro disse...

Um cardume aprisionado.

Agostinho disse...

Diz-se por aí que há mais plástico nos oceanos do que peixe. Primeiro vieram os barcos, agora a imundíce, dizem os peixinhos...
O progresso destroi a natureza. Não se espere que o cidadão global se preocupe com poluição quando o seu problema é a necessidade básica de se alimentar. Por cada cidadão responsável e activo há éne sem qualquer tipo preocupação ambiental. É preciso avisar toda a gente.
A fotografia resultou muito bem. Presumo que terá sido obtida a partir de trabalho de sensibilização ambiental nalguma escola visitada pelo amigo João Menéres.
Abraço.

Os olhares da Gracinha! disse...

Será que daria!?
Adorei o olhar...bjoca

Remus disse...

Mais uma fotografia que não sei o que será. Mas faz lembrar, apesar de eu saber que não o é, um enorme saco cheio com garrafas de plástico. Mas é certo que as garrafas de plástico estão lá.
:-D

Vamos ficar todos à espera para ficar a saber onde é que o João apanhou estes peixes. De que mar é que eles serão...
:-)

Luísa disse...

Reutilizaste, decoraste e apanhaste o cardume num mural!
Oportunamente verde em modo pró-ambientalista!
Mil beijinhos, pela "pescaria",
Luísa

Ana Freire disse...

E dada a tal quantidade de toneladas de plástico, que vão parar aos mares de todo o mundo, em cada ano... certamente... daqui a uns anos... até os peixes serão de plástico... pois actualmente, até muitos já andarão intoxicados... comendo detritos de plástico, pensando tratar-se de alimento...
Certamente algum trabalho artístico que aborda o problema da poluição nos mares... penso eu... e que foi brilhantemente descoberto e retratado pelo João!
Amanhã com mais um tempinho, responderei ao seu mail, João!
Beijinho! Bom fim de semana!
Ana

L.Reis disse...

Já tinha ouvido falar de pesca com cana, com linha, com rede e com espingarda, mas com garrafas nunca
! :):)
E isto foi uma pescaria e tanto, de peixes e de cor! (Sim, as cores também se pescam)
Não sei qual foi o objetivo de tal ideia, mas é muito criativa e resulta muito bem visualmente.

Maria Manuela disse...

Que ideia tão colorida, dando uma função diferente ao que é aproveitável...
reaproveitado duplamente... e refrescando o ambiente !

Belíssima legenda !!!
Beijinho, João, e um fim de semana agradável.:)

João Menéres disse...

RUI PIRES

Só a luz do dia era já fraca...

Muito obrigado e um abraço.

João Menéres disse...

ENRIQUE CHAPIN

Muchas gracias e uno saludo.

João Menéres disse...

JORGE

Duplamente aprisionado.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Por muitas acções de sensibilização que se promovam, o homem na sua generalidade é muito pouco dado a ser sensibilizado interiormente.
Mas tem havido resultados que nos permitem ser optimistas.

Um abraço agradecido pelo seu comentário.

João Menéres disse...

GRACINHA

Tens razão, dependeria...

Um beijo grato.

João Menéres disse...

REMUS

Pois é mesmo : um montão de garrafas apanhado numa rede.
Cada peixe na sua garrafa.
Cores várias para diferenciar cada espécie.
O GRANDE OCEANO é um espelho de água ( portanto, também a água está aprisionada...).

Fica o segredo nos deuses !

Um abraço, Remus.

João Menéres disse...

LUÍSA

Não é um mural...
Mas fica a moral da mensagem.
E essa é importante.

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Aqui, já os peixes são de plástico.
O teu olhar de lince nunca falha !
Resultou de uma acção sensibilizadora que deu uma street art diferente.

Para variar de uma semana muito preenchida, não tenho previsto no fim de semana muita coisa.
Continuar a arrumar na Boavista, talvez.


Um beijo muito amigo.

João Menéres disse...

L. REIS

E poderia visualmente resultar melhor se o sol não fosse embirrento e tivesse teimado deitar-se tão cedo.
E da pesca de arpão nunca ouviste falar ?
E a de arrasto, também não ?
Gostei dessa de PESCAR CORES, Lina !

Um beijo para ajudar à LIBERDADE.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Uma feliz ideia, também eu digo.
Compreenderão as pessoas ?

A legenda tem muito que se diga...

Um beijo e bom sábado.

Maria Manuela disse...

Pois tem...
Beijinho, João, numa tarde de sábado cinzentão.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Tem, tem...

Isabel disse...

Giríssimo!
Ampliei para ver melhor, mas continuei não percebendo bem, até que li a etiqueta e vi que são garrafas de plástico. Depois percebi bem.

O plástico é uma das mais práticas e ao mesmo tempo das piores invenções do homem. Tento usá-los cada vez menos, em tudo. Sempre que posso, substituo-os por sacos de pano, na cozinha por recipientes de vidro...e nas lojas, recuso quase sempre os sacos de plástico. É a minha forma de contribuir contra a poluição. E separo para a reciclagem.
É muito pouco, mas enfim...

Um beijinho:)

João Menéres disse...

ISABEL

Aqui em casa também é usual fazermos a distinção e vamos colocar nos respectivos contentores.
Uma nora minha é 100% eficaz nessa matéria.
Se cada um fizer um pequeno esforço, VALE A PENA !

Muito obrigado pelo teu contributo a favor do ambiente.

Um beijo amigo.

Rasuras do Aparo disse...

... será uma proposta ecologista sem dúvida ... gosto da oportunidade da foto , do texto que nos remete para várias leituras e para os tempos que correm ...

João Menéres disse...

RASURAS

Esta é uma das peças que compõem a exposição MAR DE PLÁSTICO, promovida pelo Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiente ( CLIMAR ) e foi premiada na semana anterior nos Green Project Awards.
Todas as peças expostas foram realizadas por alunos da Escola Superior Artística do Porto ( ESAD ) que é, posso dizê-lo sem receio, uma excelente escola artística.

Um abraço amigo.