.

sexta-feira, 10 de maio de 2013

NO SEGUIMENTO DA POSTAGEM DE ONTEM

© João Menéres

ESTA É A CAPA DO PROGRAMA
DO CONCERTO A QUE ASSISTIMOS.
COMO DECIDIMOS IR ASSISTIR 
NA TARDE DO PRÓPRIO DIA,
DIRIGIMO-NOS ÀS BILHETEIRAS
E VERIFICÁMOS QUE A LOTAÇÃO
ESTAVA ESGOTADA !
COMO O CONCERTO ERA ÀS 20:00,
FOI-NOS SUGERIDO VOLTAR ANTES DAS 19:00,
POIS A ESSA HORA OS BILHETES MARCADOS
E NÃO LEVANTADOS SERIAM DISPONIBILIZADOS.
FOI O QUE FIZÉMOS NA TARDE DO ÚLTIMO
DIA QUE PASSARÍAMOS EM BERLIM.

© João Menéres

ESTA É A PLANTA DA SALA.


© João Menéres


E DOS BILHETES NÃO LEVANTADOS.
SÓ CONSEGUIMOS OS DE 5ª CATEGORIA,
QUE CONFORME PODEM VERIFICAR
ERAM NO SECTOR H.
TINHAM A VANTAGEM DE TERMOS O
MAESTRO GUERASSIM VORONKOV
VOLTADO PARA NÓS.
COMO TAMBÉM PODEM VER,
O CUSTO DE CADA INGRESSO FOI DE € 79,00.
FAZ-ME RIR QUANDO UNS CERTOS PORTUGUESES
CONSIDERAM QUE A CASA DA MÚSICA ( AQUI NO PORTO )
É PARA ELITES !
OS BILHETES AQUI RONDAM A MÉDIA DE
10 / 15 € ...
MAS SÃO CAPAZES DE ACHAR BARATO
O CUSTO DE 20 / 30 ( OU MAIS ! ) PARA
IREM VER 22 JOGADORES A DAR PONTAPÉS 
A UMA BOLA !

© João Menéres


ASPECTO GERAL DA SALA PRINCIPAL
30' ANTES DO INÍCIO DO
FABULOSO CONCERTO
DEDICADO A VERDI.

© João Menéres

COMO NÃO ERA PERMITIDO
FOTOGRAFAR, LEVÁMOS  A DISCRETA
CANON POWER SHOT SX 230 HS,
QUE COMPREI DE PROPÓSITO PARA ESTA VIAGEM
E QUE TEM UMA BOA RESOLUÇÃO
COM UMA AMPLIAÇÃO DE 14 X,
COM UMA ÓPTICA 5,0~70,0 mm

©João Menéres


NO FINAL, PERANTE O ENTUSIASMO 
DO PÚBLICO MELÓMANO,
O ESPANTOSO TENOR  MEXICANO
ROLANDO VIILAZÓN ( 1972 )
OFERECEU CINCO "ENCORES" !

© João Menéres

PARA OS EVENTUAIS INTERESSADOS,
DEIXO AQUI O CALENDÁRIO 
DA DIGRESSÃO.
( ANTEONTEM JÁ ESTIVERAM EM PRAGA )




24 comentários:

Maria Manuela disse...

Simplesmente FABULOSO, TUDO!!!

Um beijo

expressodalinha disse...

Deve ter sido um luxo. Excelente ambiente.

Remus disse...

Confesso que não sinto nenhuma atracção por ópera ou música clássica cantada (tirando as músicas cantadas por coros). Mas adoro qualquer tipo de música tocada por uma orquestra.
Será um contra-senso?
:-)

Anónimo disse...

O QUE POSSO EU DIZER....SENÃO
SORTUDOS.......!!!!!!!!
QUE PROGRAMAS..EXECUTANTES...ENCORES E AINDA POR CIMA , POR MOMENTOS ME FIZERAM SONHAR ...NA NOSSA CASA DA MUSICA, SALVAGUARDANDO AS DEVIDAS PROPORÇÕES...
FOI POR CERTO UM ELIXIR REVIGORANTE
BJOS
L.R.O

Eduardo P.L. disse...

Que espetáculo.

Rui - Olhar d'Ouro disse...

Grato pela partilha.
Essa sala deve ter uma acústica fantástica!
Boas as "discretas" fotos, valeram a pena!

Li Ferreira Nhan disse...

João!!! De fato as "discretas" fotos estão ótimas!
A primeira, da sala principal sem os músicos, está uma maravilha; o branco das partituras abaixo e acima nas luzes criaram um ritmo incrível!
Beijo querido!

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Estás a exagerar, obviamente...
Foi uma postagem não usual, mas pretendi contar tudo, inclusivé para os parolos de cá que acham os ingressos na Casa da Música são só para alguma elite !
E digo-te mais : As pessoas estavam devidamente vestidas !
E m,ais ainda : O entusiasmo que o maestro russo provocou na assistência foi um espanto ( do tenor já referi ).

Um beijo grato.

João Menéres disse...

JORGE

Há duas salas. Esta e uma mais pequena.
Veja se não perde ( numa ou noutra ) um Concerto !

João Menéres disse...

REMUS

Curioso...eu também não gosto de ASSISTIR a óperas, embora adore ouvir em casa !
Mas, este Concerto não era EXACTAMENTE uma ópera.
Eram árias, o que é bastante diferente, como bem sabe.

O côro da Gulbenkian é imperdível !
Uma vez, tive a SORTE de ser convidado para o Requiem de Verdi, com o Côro da Gulbenkian !
Foi no Pavilhão ( ou lá como se chama... ) da Vila da Feira.
Fiquei emocionado !


Um abraço.

João Menéres disse...

L. R. O.

Tudo o que dizes é apenas a VERDADE !


Um beijo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Não tenha a menor dúvida !

João Menéres disse...

RUI PIRES

A acústica é fabulosa !
Talvez melhor que a da CdM !

Agradeço o aplauso às discretas fotos que consegui fazer.

Um abraço.

João Menéres disse...

LI ( querida )

A primeira foi para mostrar a sala e as placas que beneficiam a acústica.
Aliás, aqui no Porto, a CdM tem igualmente dessas placas ( colocadas após a ida do Rem Koolhaas, que não deve ter estudado devidamente esse fundamental PORMENOR ! ).

Como poderás imaginar, eu não soube fazer melhor:
As luzes a incidirem directamente sobre as pautas brancas...e eu sem desejar abafar tudo o resto.
Ainda bem que sabes distinguir !

Um beijo, minha querida Amiga.

José Jaime disse...

Deve ter sido um lindo e inesquecível espetáculo. a começar pelo prédio.
Abraços

Conceição Duarte disse...

Que maravilha de lugar, João! Isso é uma oportunidade que poucos saber ter...
lindo!bjs

CON

ana disse...

Gosto muito do Vilazon e de Verdi como sabe.
A sala é magnífica.
Berlim uma cidade que adorei.
Estou à espera de uma foto de uma escultura no recinto da Universidade que é única e é em memória de livros... e mais não digo.
Bjs. :))

ana disse...

Quero dizer Villazón.
A arquitetura da sala é belíssima. Gosto mais desta planta do que a da Casa da Música, que gostei bastante.

myra disse...

deve ter sido incrivel!

João Menéres disse...

JOSÉ JAIME

Ao longo da minha vida, tenho tido a felicidade de estar presente em Concertos perfeitamente extraordinários.
Um deles, foi há meia dúzia de anos no Palau de la Musica, em Barcelona.
Houve CATORZE ENCORES !

Não é preciso dizer mais nada !

Um abraço.

João Menéres disse...

CON

É isso que dizes :
É preciso saber aproveitar !


Um beijo, querida CON.

João Menéres disse...

MYRA

E com aquele ambiente e sala, então nem se fala !

Um beijooooooooooooooooooooooooooooooooo

João Menéres disse...

ANA


Desculpa o "salto" !

Na CdM o público está mais afastado dos intérpretes.
Aqui, não.

Um beijo.

João Menéres disse...

ANA
Não te vale a pena esperar por essa foto, pois falaram-me dela mas o tempo não deu para mais.
Também queria ver uma escultura do Henry Moore e fiquei a chuchar no dedo...
Mas fotografei o Bonjour Tristesse do Siza ! Qualquer dia vou estar com ele. Já lhas mandei logo no dia seguinte ao da chegada.


Um beijo.