.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

JANELA

© João Menéres

28 comentários:

Ana Freire disse...

Mais uma janela invulgar... impecavelmente retratada!
E pelo que vejo... em caso de incêndio... revela-se uma saída de emergência do melhor... BS... Banco Santader?... :-D
Por acaso a semana passada fiquei com um cartãozito deles retido, na máquina num dos balcões... devolveram-no inactivo... e tive o prazer de ter de voltar a ir lá no dia seguinte, pedir satisfações... tinha sido emitido outro via automática... mas ninguém me informou de nada... tive tanta vontade de os mandar a Mérida... :-D especialmente por ainda faltar dois anos para ser ultrapassada a validade do cartão inicial... Enfim!...
Gostei imenso do enquadramento e dos jogos de luz e sombras... que nunca escapam ao João!
Beijinhos! Continuação de uma boa semana!
Ana

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Confesso que não sei essa da SAÍDA DE EMERGÊNCIA...
Mas que a temperatura de 40º me fez sair de emergência de Mérida, isso fez !

Quanto à máquina te ter engolido o cartão, só encontro uma explicação : Teres por três vezes errado o teu PIN o que não acredito, francamente.
Agora que vais pagar pela emissão do novo lá isso vais !

Um beijo amigo e até breve.

Ana Freire disse...

Não foi o caso... porque aconteceu logo depois de ter feito um pagamento... até guardei esse talão à parte... para saber o que poderia ter originado a recolha...
Mas que nessa semana, estavam a dar cartões novos ao pessoal... estavam... nisso reparei eu... ora pagar pela emissão de cartões novos... parece-me uma boa estratégia de angariar mais uns cobres extra... não é à toa... que estão a absorver os bancos portugueses... sabem muito!!! Cheios de truques e técnicas... para servicinhos extra, como cartões desnecessários... a anos ainda, do fim do prazo de validade...
Beijinhos, João!
Ana

✿ chica disse...

Que maravilhosa janela,João! Adorei a foto! abração, lindo dia,chica

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Então deverás reclamar !
Estamos a ser engolidos mesmo.

Um beijo e vai em frente !

João Menéres disse...

CHICA

Obrigado pela simpatia de sempre.

Um beijo amigo, Chica.

Eduardo P.L. disse...

Janela bem protegida

João Menéres disse...

EDUARDO

Tudo o indica, mas para os peritos das pilhagens não há impossíveis.

© Piedade Araújo Sol disse...

uma janela que merece ser fotografada
bela imagem
beijinhos
:)

João Menéres disse...

PIEDADE

E outras havia, mas o calor era insuportável...


Um beijo grato.

Luísa disse...

Janela segura!
Bjnhs

Sandra disse...

Uma janela vintage e bem segura! Cumprimentos e feliz semana.

Pedro Coimbra disse...

Perfeitamente invulgar.
E muito bonita.
Aquele abraço.

João Menéres disse...

LUÍSA

Parece ser Bem Segura !

Um beijo.

João Menéres disse...

SANDRA

Obrigado pela visita e pelo comentário.

Um beijo.

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

Já regressado ao Oriente ?

Uma boa "estação", então.

Um abraço.

Agostinho disse...

À invulgaridade da janela o João Menéres acrescentou a magia da fotografia, explorando a projeção de sombra.
Parabéns.

myra disse...

beleza de janela!!!!!
bjos

Maria Manuela disse...

Eis uma fotografia que retrata inequivocamente o poder da sombra !
Que força confere a esta janela, já de si em ferro, com sua bandeira radiada e tão sugestiva !
Resistência e segurança a toda a prova (passe a publicidade). Os clientes podem "dormir" descansados...
Que linda imagem conseguiu, João !
Beijinho.:)

Rasuras do Aparo disse...

... aqui está uma janela que me faria ter dores de pescoço caso estivesse nalgum prédio da minha rua ... ainda bem que está longe e me foi oferecida de forma ergonómica de forma a manter a postura em boas condições ... ( bela janela impecávelmente retratada ... e cá ando da porta para janela e da janela para a porta ...)

Remus disse...

BS = Belezura Simsenhori!
:-)

A protecção da janela é bonita. Agora o que está por trás... já é outra história.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Agradeço o seu comentário mas informo que não explorei o muito que havia por causa do calor insuportável.

Um abraço.

João Menéres disse...

MYRA

Pelo menos é diferente de tantas outras.

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Há quem seja acérrimo defensor da teoria das horas impróprias para fotografar.
Eu não.
E a prova aqui está contemplada por este teu comentário sobre o efeito das sombras !

Muito obrigado e um beijo amigo.

João Menéres disse...

RASURAS

De janela em janela.
De porta em porta.
É o destino, meu caro amigo...

João Menéres disse...

REMUS

Também quem sabe ?
E não dispunha do Tide à mão...

Um abraço.

L.Reis disse...

Era uma janela de olhar para dentro e espreitar para fora.
Era uma janela de abrir de par em par, para deixar entrar os risos e deixar sair os medos.
Era uma janela que diluía o dentro e o fora com transparências de vidro.

Não sei quando aconteceu este depois...este depois em que as janelas já não são janelas mas apenas elegantes prisões, com ar de gaiola de gaiola dourada onde nem se entra, nem se sai...

João Menéres disse...

L. REIS

Só para ler esta tua inspiração, vale a pena ser uma janela adormecida !
Eu conheço quem se sinta assim...

Uma bjKa a planar.