.

terça-feira, 23 de maio de 2017

DO GRIFO

© João Menéres



ATÉ NOVEMBRO DE 2015,
ESTA ERA A MINHA
TORRE DE COMANDO...

34 comentários:

myra disse...

querido Joao, estou de boca aberta!!!!!!!!!!!!! que magnifica foto, composicao, harmonia, equilibrio, tudo tudo enfim de um grande artista VOCE!!!!!!!!! enorme BEIJO!!!!!!!

João Menéres disse...

MYRA

Era a minha casa, Myra...
Agora vivo num apartamento.
É preciso pensar que o fim da vida já esteve bem mais longe.
E são os próprios que têm de ter a lucidez de seleccionar o que possuem e guardar o que é mais importante, chamando a atenção dos filhos para essas coisas que nos são mais significativas.
Se alguém vai deitar fora, que sejamos nós.

Fiz esta fotografia ontem mesmo, Myra.
A moradia está quase vazia.
Ando nessa dolorosa tarefa desde Novembro de 2015...

Muito obrigado pelas tuas palavras tão amigas.

Um beijo sem fim.

✿ chica disse...

Linda torre de comando,João! E a vida nos faz mudar... nem sempre para onde preferimos... abração,chica

Rasuras do Aparo disse...

... ora esta torre de comando é mesmo simpática ... agora percebo o porquê do alcance e profundidade da visão ... não não é só por ser "Grifo " é também por esta torre ... e logo esta cor ... esta cor ...

João Menéres disse...

CHICA

Mas não estou longe desta torre de comando.
Daqui até a vejo...

Temos que mudar a vida, antes que a Vida nos mude...

Um beijo grato e amigo.

João Menéres disse...

RASURAS

Pois !...

Grande abraço, meu caro.

Agostinho disse...

O Grifo num golpe de olhar, sábio, revela a saudade que tem do posto de comando. Pelo que é revelado o barco continua atracado e o marinheiro não se cansa de lá voltar.
A fotografia é um belo exemplo da geometria perfeita.
Abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

cheia de buganvilias...era uma boa torre de comando, mas...
a foto está perfeita
beijinhos
:)

Os olhares da Gracinha! disse...

Quão bela é a torre e gosto do registo "esquinado" e florido!!!bjoca

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Ainda tenho umas caixas com muita coisa e não sei o que fazer...
Espero ainda nesta semana conseguir descarregar o "porão".
Mais de 60 anos a juntar tudo que me interessava.
Um enorme espaço de tempo que me permitiu variar os motivos por que me fui interessando !

Agradeço o seu parecer sobre a imagem que ontem fiz.

Um abraço com amizade.

João Menéres disse...

PIEDADE

Pois era !...
E naquele bico tem um canteiro ( invisível aqui ) onde as flores também iam variando ao longo do ano.

Obrigado pelo elogio à imagem.

Um beijo muito amigo.

João Menéres disse...

GRACINHA

Como fui velejador, eu dizia que era a proa do meu barco !...

Grato e deixo-te o beijo amigo.

Remus disse...

Tudo muda e com certeza que agora tem outra torre de comando. Pode não ser tão bonita como esta torre de comando, mas é a torre possível.

Camerando Blog disse...

Mais uma aula rica em ensinamentos fotográficos e nas respostas aos comentários.
Se de mim depender, João Menéres estará por aqui ainda por muitos e muitos anos, afinal ainda tenho muito a aprender :)

João Menéres disse...

REMUS

Tem razão ao dizer Tudo muda.
E lá me vou habituando à alteração...

João Menéres disse...

CAMERANDO

Agradeço a bondade das suas palavras mas, como sabe, felizmente há um verdadeiro exército de pessoas cheias de talento e bem mais novas prontas a transmitir conhecimentos.
E outros se seguirão a esses !

Um abraço amigo.

Elvira Carvalho disse...

Uma foto muito bela. E suponho que esta torre de comando, foi importante para si.
Um abraço

João Menéres disse...

ELVIRA

Foi, foi !
E muito, Elvira.
Todo o desenvolvimento do interior foi por mim pensado.
Mas as fachadas não, pois arquitecto não sou.

Um beijo amigo.

Maria Manuela disse...

Bela foto !...
Linhas certas numa proa de rumo seguro... a que nem falta o roxo das buganvílias... mantendo bem despertas a reflexão e a inspiração do timoneiro... que assim continua... mesmo que a torre já seja outra...
Bela torre de comando, João, singrando com força no Azul !
Beijinhos.:)

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Cada palavra tua corresponde a uma realidade de que me vou despedindo com custo para a alma.
Hoje rondei mais uma bóia nesta regata cuja Linha de Chegada se torna numa Partida...

Muito obrigado ( e leio nas entre-linhas ) e um beijo muito amigo.

Li Ferreira Nhan disse...

Tua Torre, além de bela, possui história e amor.
Beijo querido.

João Menéres disse...

LI

Mas como tudo, passará à história...
Outros mundos, outras gentes, outros mares.

Um beijo querida amiga.

Manu disse...

Uma linda torre de comando, primorosamente adornada.
O tempo muda, ficam as boas lembranças e as óptimas fotos.

Beijos João

Camerando Blog disse...

Quebrando o protocolo... preciso dar um belo puxão nas orelhas de Menéres.
Parece minha avó, desde os 70 tem-se colocado para o lado de lá e está por aqui entre nós "vendendo saúde" aos 97. Mais lúcida que eu certamente.
E digo mais, vejo por aí entre os mais novos em sua maioria, imagens em altíssima definição que NADA DIZEM. Apenas montanhas de apelações.

L.Reis disse...

Eh lá, Sr. Comandante...isto é que é uma torre cheia de estilo, classe e bom gosto!
Agora mudaste para outra o que também não é mau, porque o mais importante nestas coisas das torres são mesmo os comandantes que lá estão.
Agora compreendo o drama de tentar meter "O Rossio na R. da Betesga", mas isso tem também o seu lado positivo: vais ficar rodeado só mesmo daquelas coisas mais preciosas (vês...sou uma otimista convicta!)
Eu não queria dizer muito bem desta fotografia para não ficares ainda com mais nostálgico :):) mas tenho que dizer que o ângulo escolhido é qualquer coisa só conseguida por um olhar muito especial e muito profissional!

Ana Bailune disse...

Imagino a bela vista!

João Menéres disse...

MANU

Era uma verdadeira torre de comando, sim.
Estou a adaptar-me à nova...

Obrigado pelas palavras amigas.

Um beijo.

João Menéres disse...

CAMERANDO

Fundamental é acordarmos amanhã ( sempre ) com vontade de ir à luta !

Grande abraço.

João Menéres disse...

L. REIS

Naquele Novembro a noite há muito chegara ( não, está descansada que não se trata do início de um romance cor-de-rosa ! ) e de certeza que nada avistaste.
Mas, a torre passou a ser a de uma embarcação para navegação com a costa à vista, o que, por outro lado, traz muitos problemas. Há neblinas. Há rochedos quase à superfície.
Enfim, um sem número de obstáculos com que no mar alto não me deparava.
E o comandante viu os anos passarem e não tem já a mesma energia e garra.
Quanto a este olhar, tive que me deitar no relvado ( estilo jogador de futebol a fazer fita ! ).
Esse sentido ainda se vai mantendo, digo eu...

Um beijo, madrinha.

João Menéres disse...

ANA BAILUNE

Vistas rasgadas para o exterior e do interior...

Um beijo amigo.

Elma Carneiro disse...

Belíssima arquitetura, uma obra de arte a céu aberto. Parabéns e um abraço.

João Menéres disse...

ELMA

Quanto prazer !
Muito obrigado pela visita.
Por alguma estranha razão tinha perdido o teu contacto.

Um beijão e volta sempre que quiseres e puderes !

Ana Freire disse...

As torres mudam...
O que importa, é que ainda se continue ao comando... nem que seja apenas de nós mesmos...
Mais um ângulo impecavelmente escolhido, que mostra as linhas aerodinâmicas e arrojadas do edifício!...
Adoro as cores... e o abraço das flores, ao mesmo...
As boas memórias, dos tempos, aí vividos... já o João as traz... e cabem em todo o lado...
Beijinhos
Ana

João Menéres disse...

ANA

Evidentemente que tens razão.
Mas, foram 29 anos...e deixou marcas muito positivas.
Sabia onde tudo estava.
Hoje, perco-me num caos ( que tenho de desmontar, mas nunca sei por onde e como começar ).
Caixas de cartão cheias sem qualquer critério e que tenho mesmo de arrumar ( mas onde e como ? ).

Quanto à imagem desta torre de sonhos idos : deitei-me no relvado para obter esta perspectiva.
Levantar-me é que custou um pouco mais.

Lindo o teu comentário que me deixou muito feliz.

Um beijo muito amigo.