.

sábado, 29 de abril de 2017

NA SERRA DA ESTRELA

© João Menéres


NÃO É UM FENÓMENO NATURAL !
TRATA-SE SIM DE UM BURACO ( SUMIDOURO )
CONSTRUÍDO EM 1955 PARA LEVAR
ATRAVÉS  DE UM TÚNEL A ÁGUA 
DESTA LAGOA PARA A LAGOA COMPRIDA.








27 comentários:

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

O meu amigo foi lá e a pé?
Ando para lá ir, mas ainda não surgiu a oportunidade e falam tanto dos obstáculos que a serra nos apresenta...

Presépio no Canal disse...

Que lindo!
Não conhecia.
Bom fim-de-semana, meu querido Amigo!
Beijinho.

Jorge Pinheiro disse...

Faz muita impressão.

João Menéres disse...

RUI PIRES

SIm senhor, mas num Abril de há anos atrás quando caminhava com menos custo.
São cerca de 4,5Km na ida e tantos outros na volta.
Compensa largamente.

Bom Sábado enquanto a tão necessária chuva não aparece.

João Menéres disse...

SANDRA

É um espectáculo impressivo e na Serra da Estrela !

Um beijo e tudo de bom.

João Menéres disse...

JORGE

Mas é uma impressão positiva !

GL disse...

Uma grande obra de construção, digo eu, enquanto leiga na matéria.:)
De uma coisa tenho a certeza: resulta num todo lindíssimo. Mão da Natureza e māo do homem numa cumplicidade perfeita.
Beijinho.

João Menéres disse...

GL

Comentário muito apreciado !

Obrigado e um beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

João
ao olhar a foto fiquei levemente "assustada" depois de ler as palavras, aprecei como ela merece.
uma belíssima foto!
Muito obrigada pela partilha
Bom fim-de-semana
Beijinhos
:)

João Menéres disse...

PIEDADE

De longe não se percebe mas à medida que nos aproximamos, entendemos.
Ao vivo não mete susto nenhum.
Assim, acredito.

Muito obrigado e um beijo amigo.

bea disse...

Pode ser lindo, mas não nos impedimos de pensar que uma vez naquele funil - ou até apenas nas imediações - somos implacavelmente sugados.
A distância de 4,5 km parece-me viável, mas tudo depende dos caminhos, há metros que viram quilómetros.

João Menéres disse...

BEA

Lá isso é verdade !
O caminho não é sempre aberto, realmente.
Oferece algumas dificuldades que ultrapassaremos se o quisermos alcançar o objectivo.
Como tudo na vida...


Um beijo agradecido.

myra disse...

impressionante!!!!!!bjos

João Menéres disse...

MYRA

E é mesmo !

Um beijo, grande Myra !

Os olhares da Gracinha! disse...

21 anos a caminhar para essa zona e descubro recentemente a sua existência!
belo olhar ... bj

João Menéres disse...

GRACINHA

Os computadores e a net existem em Portugal há quantos anos ?
- Tena que os abater a esses 21...

Um beijo amigo e grato.

Eduardo P.L. disse...

Mas o efeito é muito interessante.

João Menéres disse...

EDUARDO

À vista, é uma maravilha !

Agostinho disse...

Uma surpresa para mim. Já por lá andei e, eu, cegueta, nada vi.
Imagem impressiva das que se vêem apenas em longínquas paragens.
Abraço.

Rasuras do Aparo disse...

... uma das raras intervenções do homem na natureza que não lhe belisca a beleza ... antes pelo contrário ...

L.Reis disse...

Não há limite para o engenho humano.
Já tinha ouvido falar nos sumidouros, mas nunca, nunquinha tinha visto um. Deve ser um espetáculo impressionante, quando a lagoa está mais cheia. Não que assim não seja igualmente espetacular, mas comecei logo a imaginar a água a ser sorvida por aquele funil.
4,5km+4,5km para fazer esta fotografia? Foi pouco! Para uma imagem como esta, devias ter sido obrigado a palmilhar pelo menos o dobro! :):) Essa é que é essa!

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Da próxima vez, Agostinho, ponha-se de frente para a frente da barraca dos souvenirs da Lagoa Comprida e siga pelo caminho de terra batida, à esquerda.
Leve água e uma bucha e outros recursos se for no inverno. Calçado apropriado, naturalmente.
O desnível máximo é de 80 metros ao longo desse caminho, com sobes e desces.
Bom passeio !



João Menéres disse...

RASURAS

Às vezes o bicho homem faz coisas de jeito...


Grande abraço.

João Menéres disse...

L. REIS

Então não viste a água a sumir-se pelo sumidouro ?
- Fraca a fotografia, então...
Essa pequena lagoa é alimentada por um ribeiro ( pequeno também ).

A propósito : Quando escrevo essa expressão, por graça ( tenho muita, como sabes )é assim :
Essa é que d' EÇA !

Um beijo pelo regresso ao trabalho.

Remus disse...

Já vi algumas fotografias deste sumidouro, mas tiradas do ar. Acho que há uns anos, até existiu uma de alguém que já não sei o nome, que ganhou um prémio internacional.

Também estou como a L.Reis, nunca os vi ao vivo. Aliás, as minhas visitas à Serra da Estrela são parcas e quase sempre resumem-se a subir até lá cima junto da torre. Nunca fui para a zona das lagoas que sei existirem por lá. Falha minha. Eu sei!

Uma bela fotografia. Com a luz "a entrar" muito bem pela fotografia a dentro.

João Menéres disse...

REMUS

Também não sei ( ou não me lembro, que é a mesma coisa ) quem foi esse distinguido fotógrafo.

Na resposta /agradecimento que dei ao AGOSTINHO, explico o acesso ao sumidouro.
Nunca passou ao ladinho da Lagoa Comprida ?

Aquele brilho a " ser engulido" acho que elucida bem.

Um abraço grato.

Ana Freire disse...

Já vi alguns vídeos na net, com imagens de drones, do incrível efeito desta obra... visto de cima... a despejar a lagoa, quando o caudal está mais alto...
O seu efeito invulgar nas águas, foi plenamente registado, a partir desta perspectiva, super bem escolhida, João!
Beijinhos
Ana