.

terça-feira, 7 de junho de 2016

O HOMEM DO LEME

© João Menéres


OBRA DE AMÉRICO GOMES,
DATADA DE 1934,
ENCONTRA-SE NA AVENIDA MONTEVIDEU
VOLTADA PARA O ATLÂNTICO.

19 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Grande Américo Gomes.

João Menéres disse...

EDUARDO

Aqui não se vê bem o realismo da escultura, pois pretendi mostrar o ambiente.
E aquelas linhas no pavimento conduzem ao mar.

villa disse...

Bonita fotografía e interesante lugar.

Un saludo desde Salamanca.

João Menéres disse...

VILLA

As fotos são todas de Salamanca ?
Que animação !

Bravo.

Saludos.

Majo Dutra disse...

~~~
Não conhecia...

Muito interessante,João.

Beijinho.
~~~~~

João Menéres disse...

MAJO

~~~~~~
Por isso, cá está o GRIFO...



Um beijo amigo.

~~~~~

ana disse...

Tem de haver sempre o Homem do leme e este faz-lhe justiça.
Beijinho. :))

João Menéres disse...

ANA

Este era homem de barba rija !
Tal como o célebre CEGO DO MAIO, da Póvoa de Varzim.


Um beijo e obrigado

Remus disse...

Se alguém me perguntasse:
- Ó coisinha birrenta, a estátua do Homem do Leme tem um pedestal novo?
Eu responderia:
- A avaliar por uma fotografia tirada pelo Marquês do Porto, Arredores e Além-Leça, eu acho que sim. Se não é nova, pelo menos foi limpa.
:-)

O enquadramento, em que deu ênfase à divisão em duas metades, foi bem pensado.
O objecto de mostrar a envolvência de onde se encontra a estátua, foi bem alcançado.

João Menéres disse...

REMUS

Lavadinho foi, sem dúvida.

Cansado de ver esta peça fotografada, tentei um enquadramento bem diferente.
Pelos vistos, se mereceu a concordância do REMUS, não me saí mal...
Quanto a Marquês, está enganado.
Quando muito teria legitimidade para usar de Romeu...
Prefiro a simplicidade do nome do autor deste blogue.

Um abraço agradecido.

Ana Freire disse...

Gosto imenso do enquadramento... o homem prece que vai ao leme... da terra...
E realmente, a terra... bem que precisaria de um rumo novo... para ver se os povos seriam mais felizes...
Agora eu fiquei curiosa relativamente às linhas do pavimento... são desenhadas... são sombras projectadas... ou desníveis no pavimento?
No entanto, enquadram-se muitíssimo bem na imagem...
Só agora deu para passar por aqui... vou espreitar as últimas novidades...
Beijinhos!... Esperando que já se encontre bem melhor, João!...
Ana

João Menéres disse...

ANA FREIRE

As linhas são desníveis ligeiros.

Mas desnivelado ando eu : sentado na cadeira, ensaiei com o pé direito o movimento que farei para travar ou acelerar e continua a doer. Portanto, ainda não estou com confiança para conduzir...
Nem daqui à Estação dos Correios ( que é perto...) !
Mais uns dias, digo eu...

Um beijo muito amigo e grato.

Luísa disse...

"o homem do leme" é aquele a que já nada teme....
Bravio. aventureiro.
Mil beijinhos

João Menéres disse...

LUÍSA

Pudera...não lhe dói a perna !...


Um beijo amigo e grato.

Li Ferreira Nhan disse...

Por aqui andamos mal de homens ao leme
e mulheres também; pátria desgovernada.

Um beijo João.

João Menéres disse...

LI

Por cá, temos uma geringonça em que não acredito.
Uma matéria feita com "materiais" à partida não compatíveis.

Um beijo, Li querida.

Maria Manuela disse...

Que falta fazem os verdadeiros homens do leme !...

Vê-se movimento nesta estátua... um querer e esforçar-se de verdade... por torna o sonho uma realidade...

Óptimo enquadramento !
Beijinhos, JOÃO, e sempre melhoras progressivas.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Quando acabarem as geringonças, eles estarão no seu posto...

Muito dinâmica esta escultura e com um realismo acentuadamente expressivo.

Obrigado, Maria Manuela, pelo desejo da progressão das melhoras ( hoje já movimento satisfatoriamente o peito do pé !).

Um beijo amigo.

Maria Gloria D'Amico disse...

Lindo contraste com o cinza iluminado, no chão.
O céu estava lindo!