.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

GRAFFITI ( A PENSAR NO PRESÉPIO DO CANAL )

© João Menéres


A SANDRA GOSTA DE GRAFFITIS.
E EU TAMBÉM !

ESTE É DE AUTORIA DO HAZUL / LAZUL,
QUE MUITO ADMIRO.
A CIDADE DO PORTO
PODE ORGULHAR-SE DOS SEUS
INÚMEROS GRAFFITIS
QUE EMBELEZAM
ESPAÇOS QUE NÃO
TINHAM GRAÇA NENHUMA.

UM GRANDE ARTISTA  RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE
 NA STREET ART !


" A arte urbana de Hazul Luzah, um artista cujas formas geométricas ondulantes embelezam paredes degradadas do centro do Porto.

Hazul Luzah é um artista urbano natural do Porto, que prefere manter a sua identidade no anonimato. Conhecido pela sua arte geométrica e figuras femininas sem rosto, tem dezenas de obras em vários locais da cidade."

30 comentários:

Presépio no Canal disse...

Mas que interessante, João!
Obrigada por partilhares.
Tenho mesmo de voltar ao Porto.
Figuras geométricas ondulantes dão uma sensação de paz e serenidade muito grandes. E isso é importante numa cidade, onde o movimento é maior. Vou ver a obra desse artista.
Muito Obrigada!!!
Beijinhos grandes!!

João Menéres disse...

SANDRA

Bem merecias este graffiti dado tanto os apreciares.

As formas ondulantes também têm a ver com o Porto que não pára.

Um beijo ( e já chove hoje... )

Eduardo P.L. disse...

Prefiro os grafites mais espontâneos. Este parece tela de pintora prendada...

bea disse...

Ora aí está uma pessoa interessante. Tem uns desenhos bonitos; é verdade que talvez os prefira pela tendência que tenho para desenhos parecidos com algas no seu habitat, considerando o ondulado que a água lhes provoca. A beleza das linhas curvas salienta.

Remus disse...

Podemos considerar que este grafitti está repleto de seios.
Ou será que estou a ver coisas que não existem?
:-P

Um trabalho que fala por si. E depois de ler o texto que está associado à fotografia, não existe muito mais a dizer. É um trabalho de mestre.

Maria Manuela disse...

Belo trabalho !
Ondas de mar sempre em movimento... mas calminhas... embalando e abrandando a pressa de quem passa...
E trazem, abraçados... limos e outras coisas do mar... como peixes com olhos permanentemente acordados...
Grande harmonia de linhas e cores... a equilibrar o "ruído" da cidade.
Creio ser o 3º trabalho de Hazul Luzah que o João nos mostra pela sua lente privilegiada (agora ainda mais...).
Grata pela partilha.
Beijinhos.:))

Isabel disse...

Esteticamente agradável.

A foto faz-lhe justiça.

Um beijinho:)

Luísa disse...

Super animado na pescaria de graffiti para a Sandra!
Uma dupla fantástica nas palavras e na imagem entre os comentários e as publicações!
Beijinhos aos dois

jose jaime disse...

Gostei. Adoro fotografar grafittis. E tem muita gente boa nessa área. Abraços.

João Menéres disse...

EDUARDO

Festejamos ontem o aniversário da Zamira, por isso estive muito ausente.

Quanto a graffitis : Tanto aprecio um género como outro.
O que quero é que sejam agradáveis à vista e embelezam a cidade, não que a borrem !

João Menéres disse...

BEA

Este é um tanto diferente dos que o HAZUL produz.
Mas tem as curvas que são presença quase obrigatória no seu trabalho.
Houvesse outros conscientes como ele o é !

Um beijo e obrigado.

Ana Freire disse...

Também aprecio imenso graffitis, e tenho pena, que os poucos que tenho encontrado, aqui por estes lados, não estejam em melhor estado de conservação... junto às Piscinas Municipais de Odivelas, por exemplo... mas lá está... o civismo... parece que é algo, a que as gerações mais novas, são alheias... os pais não têm tempo, para lhes passar valores... e também é algo que não se aprende, nas consolas de jogos...
O enquadramento da obra está perfeito, com inclusão de assinatura na imagem... pelo que quase apeteceria fazer uma printagem... ao que as cores tão bem conjugadas e apelativas, dão ainda mais força...
Beijinhos
Ana

João Menéres disse...

REMUS

Seios ?
Peixes ?
Ondas ?
Cada um vê ou interpreta a seu gosto, não é ?
Certo é que eu também pensei em seios...mas as vírgulas travaram o meu natural impulso.

Um grande ARTISTA é o HAZUL /LAZUL !

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

O teu comentário merecia ser conhecido do HAZUL !

E mais não digo...

Sim, pelo menos de outros três, pelo menos, já postei.
Continuo atrapalhado com o facto de as horas voarem, caso contrário iria já ver quantas obras do HAZUL já postei.

Hoje à noite a minha neta Leonor ( e o seu violino ) participa no Coliseu do Porto num espectáculo com a Orquestra de Coimbra.
Jantaremos cedo para estar lá às 21:00 horas.


Um beijo grato e amigo.

João Menéres disse...

ISABEL

Se a fotografia lhe faz justiça não sei.
Sei que o HAZUL é um GRANDE ARTISTA !

Um beijo, querida amiga ( Pena outra vez o tempo invernoso... ).

João Menéres disse...

LUÍSA

Não foi unicamente para a Sandra...
Já estava fotografado este graffiti e, entretanto, a Sandra manifestou o seu interesse por este tipo de arte.
Daí eu ter escrito : A pensar no PRESÉPIO DO CANAL.
A Sandra escreve muito mais e muito melhor do que eu, Luísa !
Vai gostar de te ler, tenho a certeza.

Um beijo AMIGO e até mais logo.

João Menéres disse...

JOSÉ JAIME

Se há !
Os que borram paredes não passam de bárbaros.Como cada obra de STREET ART é mais efémera do que muitas vidas, convém ir fotografando.
Tudo que é CULTURA merece a nossa atenção.

Grande e amigo abraço.

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Tenho sete netos Dos 16 aos 10 anos. Claro que as consolas e similares preenchem muito dos seus tempos livres, mas faz parte dotempo de hoje, mas alguns deles ( e delas ) estão atentos a outros valores que perdurarão.

O final do teu comentário é muito pertinente !
Tenho imensa sorte nos meus comentadores !!!

( Está quase, Ana, o email. Talvez na próxima semana com a chuva que continuará... ).

Um beijo muito amigo e um fim de semana tão bom quanto possível.

Presépio no Canal disse...

Luísa,

Um beijinho para ti também.
E o João é muito, muito generoso nas palavras. :-)
Bom fim-de-semana!

João,

Bom concerto esta noite! Que seja um doce momento!

João Menéres disse...

Não sou nada exagerado, Sandra.
Bem sabes quanto aprecio a forma e o modo como descreves as tuas viagens, longas ou compridas.
E aprecio IMENSO a tua CORAGEM e a tua FÉ !
( À cautela vou enviar para a Luísa o teu agradecimento ).

Muito obrigado pelos votos de uma noite doce.

Até mais logo ( certamente ).

Fica já o beijo amigo.

João Menéres disse...

RECTIFICAÇÃO !

O espectáculo no Coliseu do Porto, onde a minha neta Leonor participa com a Orquestra de Coimbra, não é de violino !
É BALLET !...

Luísa disse...

;-)

;-)

;-)

Maria Manuela disse...

Bom espectáculo, João !

Que se reveja nos dez anitos da neta Leonor !!

Uma noite de sorrisos, daqueles que derretem cada um e

todos: AVÓS, PAIS dos NETOS e NETOS !!!

Beijinhos e bom fim-de-semana.:))

Agostinho disse...

Meritória divulgação dum artista e duma arte considerada menor, sujeita a condicionalismos de espaço e agressões naturais e "acidentais". Uma imagem esteticamente bela que, parece-me, resultaria bem transposta para um vitral.

Postagem excelente.
Abraço.

Maria Gloria D'Amico disse...

Gosto imenso e reconheço que muito são arte, outros não são tanto assim. De pleno acordo aqui:

"QUE EMBELEZAM
ESPAÇOS QUE NÃO
TINHAM GRAÇA NENHUMA."

O mundo revestido de belezas.

João Menéres disse...

LUÍSA

O LAGO DOS CISNES...

É que a Beatriz faz Ballet e a Leonor, mais nova, toca violino numa Escola e Ballet noutra !...

Fica a informação com um beijo.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Adoro Ballet e fiz uma "viagem" ao tempo que de propósito a Lisboa fotografar os ensaios gerais da Companhia Nacional de Bailado ( era Director o Armando Jorge ) e o Ballet Gulbenkian ( era Director o Jorge Salavisa ).
Levava um tripé bem pesado e escolhia o sítio que quisesse para o efeito...

Quando vinham ao Porto estava convidado a fotografar também !
Imagina agora eu assistir a bailados tendo duas netas no palco ( não no mesmo ) !...

Um beijo mais e obrigado por tudo.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Estou de acordo !
Também penso que podia ( devia ? ) ser um vitral com um belo efeito !
E podia ser numa igreja de local piscatório...

Mas aí não me posso sobrepor à vontade ou desejo do HAZUL que não conheço.

Um enorme abraço grato pelo elogio ( na parte que me cabe, que é mínima ).

João Menéres disse...

MARIA GLORIA

O mundo carece de porcarias para os verdadeiros ARTISTAS se poderem exprimir melhor !
Se tudo fosse beleza não daríamos valor à verdadeira Arte.

Um beijo e obrigado.

Silvares disse...

Se não for a fotografia muitas destas obras acabam por cair no esquecimento completo. Um dia as paredes das cidades vão ser mais feitas de recordações fotográficas que de betão e tijolos.