.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

EM DIA FERIADO EM PORTUGAL

© João Menéres


PALAVRAS PARA QUÊ ?

34 comentários:

Fatyly disse...

Um colorido fantástico que me encheu a alma. Para essa foto de repente dei um título, pelo marco do dia de hoje: o fim da sangria para uma maldita guerra!

Um bom feriado e aquele abraço sincero

ana disse...

Maravilhosa e com as cores de Portugal.
Beijinho num país com 40 anos de liberdade. :))

Marco C. disse...

que bonitas cores! Mas o que é? Tinta por um ralo abaixo?

Tété disse...


Um moinho de vento, colorido,
para assinalar um dia em que além da liberdade, as mães deixaram de ver os seus filhos partir para a Guerra que os engolia às centenas.

Feliz feriado e um beijinho
Teresa

Maria Manuela disse...

Magnífica imagem !!!
Um belíssimo exemplo de que uma imagem (não uma qualquer imagem) vale muito mais que mil palavras !
Parabéns, JOÃO, pela beleza e simbolismo !
Beijinhos.

Manu disse...

Original, sem dúvida. Uma distorção
da realidade que aconteceu à 40 anos Bonito efeito!
Beijos João

Eduardo P.L. disse...

Grande imagem. Fala por força do vento.

Jorge Pinheiro disse...

Cores fantásticas. Excelente!

Remus disse...

Um cata-vento a girar a toda a velocidade. Por pouco não levantou voo.
:-D

O efeito retratado ficou excelente. Uma bela mistura de cores.

Li Ferreira Nhan disse...

Movimento e cores!
Foto esplêndida João!
Aproveita o feriado; é primavera!
Beijo querido!

Jorge Pinheiro disse...

Esta ficava bem no IMAGINI.

L.S.A. disse...

Cores maravilhosas, como eu gosto dessas cores, do movimento do pé dessa flor utópica!
Faz-me lembrar uma papoila agitada pelo vento da charneca alentejana.
Esta noite vou sonhar com um mundo assim...!Até um destes dias se me for permitido.
Adeus amigo JOÃO.

myra disse...

e acho que tenho que repetir todos estes comentarios, LINDISSSIMA FOTO!!!
beijos enormes

Agostinho disse...

Uma fotografia fantástica para um dia especial,"Palavras para quê".
Mesmo assim haverá muitas palavras envoltas no turbilhão centrífugo que apanhadas dariam uma escritaria de vulto; assim haja talento como demonstra o fotógrafo.

Nela está o concreto da matéria real que anima a ilusão, o sonho, a utopia, a esperança num torvelinho de cores encantatório: viva a liberdade de ser.

João Menéres disse...

FATYLY

Obrigado pelo comentário.

" Nela está o concreto da matéria real que anima a ilusão, o sonho, a utopia, a esperança num torvelinho de cores encantatório: viva a liberdade de ser. "

Um beijo grato.

João Menéres disse...

ANA

Também te agradeço o comentário.

Um beijo Amigo.

João Menéres disse...

MARCO

Simplesmente um catavento...

Um abraço e bom Domingo.

João Menéres disse...

TÉTÉ

Quando a executei, só pensei no efeito cromático !

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Muito te agradeço as palavras que me deixamsem palavras !

Um beijo muito Amigo e grato.

João Menéres disse...

MANU

Prazer em ver-te por aqui !

Espero que continues a comentar.
Um beijo e o meu obrigado.

João Menéres disse...

EDUARDO

Pura verdade !

João Menéres disse...

JORGE

Preferia não ter o pé...

João Menéres disse...

REMUS

E o vento não era constante.
De quando em vez, pifava !

Um abraço grato.

João Menéres disse...

LI

Que é Primavera, é.
Mas cá pelo norte, parece quase Inverno.
Estou saturado deste tempo !

Obrigado pelas lindas palavras, LI querida.

Um beijo.

João Menéres disse...

JORGE ( II )

Assim será.

João Menéres disse...

MARIA

Adorei o teu comentário !
Bem hajas pela poesia que me trouxeste !

Um beijo.

João Menéres disse...

MYRA

OBRIGADO DUPLAMENTE !

Um beijOOOOOOOOOOO

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Só posso repetir as suas palavras:

" Uma fotografia fantástica para um dia especial,"Palavras para quê".
Mesmo assim haverá muitas palavras envoltas no turbilhão centrífugo que apanhadas dariam uma escritaria de vulto; assim haja talento como demonstra o fotógrafo.

Nela está o concreto da matéria real que anima a ilusão, o sonho, a utopia, a esperança num torvelinho de cores encantatório: viva a liberdade de ser. "

Luísa disse...

Contorno do imaginário...
Beijinhos mil

João Menéres disse...

LUÍSA

IMAGINÁRIO que se esgotou...

Um beijo grato e amigo.

Rasuras do Aparo disse...

... vórtice colorido de emoções ,sensações e horizontes ... assim por uns instantes tudo é perfeito ... voltámos a sonhar e a acreditar ...

João Menéres disse...

RASURAS DO APARO

Eu já não...mas também já não tenho muita terra para pisar...

Um grande abraço.

Conceição Duarte disse...

Linda e deliciosa foto

CON

Bjs

João Menéres disse...

CON

Obrigado, querida Amiga.

Um beijo.