.

quinta-feira, 14 de março de 2013

JULIÃO SARMENTO NO MAC

© João Menéres

WHITE EXIT ( 2010 )

Materiais utilizados :  Madeira, bronze pintado a óleo, vidro, resina e inox.

Julião  Sarmento ( Lisboa, 1948) foi o primeiro artista português
a ver a sua obra a circular internacionalmente.
Tate Modern  ( Londres ), 
Pinacoteca de São Paulo,
 Fundación Marcelino Botín ( Santander ),
Van Abbemuseum ( Eindhoven),
Museo Nacional Reina Sofia ( Madrid )
são meros exemplos.




© João Menéres



BEING LOCKED AT BY ANOTHER
( PORNSTAR ) / 2002


Materiais utilizados : Acetato polivinílico e têmpera acrílica sobre 
tela de algodão não preparada.


Julião Sarmento já tinha exposto em Serralves
em 1992 ( ainda na Casa de Serralves ) e
em 2002, apresentou a colaboração que realizou
com Atom Egoyan para a
Bienal de Veneza de 2001.







© João Menéres


FORGET ME ( with bucket ) / 2006


Materiais utilizados : Fibra de vidro, resina, tecido, madeira, zinco e mel.


*****

____________________________________

COMENTÁRIOS QUE MERECEM UM POST

A propósito da nossa postagem de ontem,
A LUÍSA VILAÇA   escreveu :
Adormeci na viagem desses acordes sublimes 
e acordei embalada nas palavras de Pablo Neruda!
O sonho tinha a cor de um post incrivel.





25 comentários:

expressodalinha disse...

O Julião anda muito atrevido. A do balde do sangue é demasiado psico-analitica. Vamos ser claros, não gostava de ter aquilo em casa exposto na sala.

João Menéres disse...

JORGE

Pessoalmente não gostei do que vi.

Na maioria dos casos, detestei o que estava exposto em todo o espaço do Museu de Serralves !

Esperemos por melhores dias, que talvez cheguem em 2014.

Remus disse...

Hoje em dia a arte está banalizada.
Tudo é arte, desde que quem a fez seja já um nome consagrado.
Se fosse o Remusinho a fazer estas "obras de arte", era certo que seriam apelidadas, e com toda a razão, de uma "grande porcaria".

Nunca entrei dentro do museu de Serralves, porque não considero que seja arte aquilo que eles lá expõem. De Serralves só lhes dou mérito ao jardim e à casa. Tudo o resto passa-me totalmente ao lado.
Acho que é muito mais bem empregue "gastar" o dinheiro da entrada no museu Soares dos Reis, do que gastar no museu de Serralves.
Poderá ser uma opinião "inculta", mas é o que eu penso.
:-)

Luísa disse...

Gosto apenas da porta entreaberta, que mostrou um copo de leite bebido e que desceu aos pés...
Mil beijinhos, sem Serralves, sem exposições e sem tempo!
Grata pelo destaque do meu dormir, no conjunto de palavras deixadas ontem!

Anónimo disse...

... grato pela abrangência ...
mesmo que não seja aquilo de que nos atraia ... sempre são outros horizontes ...
T

Maria Manuela disse...

(última imagem)

Tudo tão branco... até o leite...
Lembra-me um hospital.
E ela nem o bebeu todo...tinha pressa!...
Adoro o pezinho a fugir, antes que a porta se feche completamente...

'''''''''''''''''''''''''''''''''''

Lindo, o comentário da Luísa, em destaque!

Maria Manuela disse...

...E um beijo.

Questiuncas disse...

Achei "interessante" (não muito) a primeira fotografia, talvez por ser uma porta.
Já fui ver uma exposição em Serralves de suposta arte, mas prefiro perder-me nos jardins.

Fê Blue bird disse...

Gosto de ousadia na arte.
Beijinho meu amigo

João Menéres disse...

REMUS

Já lá estiveram exposições de que teria gostado.
Vou mencionar apenas uma : a de Fernando Lanhas.

Como acima disse, penso que a partir de 2014 algo se alterará. Esperemos que para melhor, claro.

Mas só para ver como o Siza concebeu este museu vale a pena visitá-lo.
Além disso, aos Domingos de manhã, com entrada grátis até às 14:00h, não perde nada. Tem restaurante e depois, à tarde, pode passear-se por aqueles espantosos jardins à sua vontade. A cada visita, novas visões.

Um abraço.

João Menéres disse...

LUÍSA

Uma curiosidade : Aquela porta não dá para sítio nenhum. A obra estava situada no topo de um largo corredor, em cujas paredes também se apresentam obras.
Este museu é uma caixinha de surpresas quanto a salas e recantos.

Um beijo Amigo.

João Menéres disse...

> T <

Como bem nos entendemos !

Um abraço grato.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

No meu conceito, a última é a primeira que coloco.
E a porta nunca se fecharia. É assim mesmo.
As duas primeiras ( portanto ) foram as que achei mais interessantes.
A última apenas me impressionou...


Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

QUESTIUNCAS

Por favor, veja o que escrevi ao REMUS.

Um abraço e obrigado.

João Menéres disse...



Compreendo perfeitamente o teu ponto de vista.
E o Picasso pode ser umexemplo !


Um beijo e grato.

Luísa disse...

João, desculpa a insistência,mas aquela porta abiu-se para o imaginário!

myra disse...

pois nao sei, mas gostei de tudo!!!!

João Menéres disse...

LUÍSA

Creio que a intenção do Julião Sarmento é essa !

Obrigado pela tua "insistência" !

Um beijo.

João Menéres disse...

MYRA

É natural : tu és muito nova e toda virada para a frentex !


Um enorme beijo.

Eduardo P.L. disse...

Gostei sobre tudo do pé da moça...

Camila Novazzi disse...

Nojento aquele sangue, mais o quadro do leite eu achei bonito ela pode estar buscando um achocolatado.
Bjs

João Menéres disse...

EDUARDO

Quando fotografei a peça, lembrei-me do PÉ DA MOÇA !.

Um abraço.

João Menéres disse...

CAMILA

E não é que tens razão ?
Como gosto muito de chocolate de leite, ando sempre munido.
Ela pressentiu, recuou e virou-se para mim com um olhar a que eu não podia resistir !
Conclusão, ofereci-lhe uma boa barra !

Um beijo e sê bem vinda !

Isabel disse...

A mim parece-me (mas talvez esteja enganada) que estas obras não serão propriamente para se terem em casa, mas se calhar para nos provocar e por a pensar. Na verdade as pessoas reagiram.
Gostava de ter oportunidade de ver a exposição in loco. Creio que nunca vi nada do Julião Sarmento ao vivo.
Um beijinho

Anónimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ prix cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ tadalafil comprare
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis 20 mg