.

quinta-feira, 28 de março de 2013

GAIVOTA

© JoãoMenéres






COMENTÁRIOS QUE MERECEM UM POST

A propósito da nossa postagem de ontem,
o amigo  REMUS escreveu :

 Vejo uma vista aérea de uma superfície gelada, de uma lua de Júpiter, provavelmente Europa.
É uma fotografia que cativa o nosso olhar. Tanto pelo uso das duas cores, branco e azul, como pelo "efeito polvilhado". É inevitável não associar esta fotografia a algo doce.
,

22 comentários:

myra disse...

mas como consegue agarrar esta gaivota?0 voce e formidavel!!!
beijosssssssssssssssss

Maria Manuela disse...

Uma gaivota a poisar...
tão leve, tão delicada
nas pregas de um doce mar
do Porto, cidade amada!...

Um beijo e boa estada
por onde andar a voar...
e, como gaivota poisada,
não se esqueça de sonhar!

Tété disse...

Adoro o mar e adoro gaivotas.
Acho-as muito inteligentes.
Linda foto!
Obrigada João pela frescura da imagem.
Um beijo

Anónimo disse...

SE ESTA GAIVOTA VOASSE...
E NÓS A PUDÉSSEMOS SEGUIR
TALVEZ ......
TALVEZ A SAUDADE PASSASSE
DOS TEMPOS QUE JÁ VIVI...

L.R.O.

Isabel disse...

Uma belíssima foto!
Um beijinho

Questiuncas disse...

Já tirei algumas fotografias a gaivotas.
Apesar do meu carro não gostar nada das prendas que já recebeu desses pássaros descuidados, acho que são bonitas.

daga disse...

linda foto!! parece caminhar sobre as águas...

Luísa disse...

Como gosto destas águas de ondas incertas!
Provo-as de pegadas leves como quem tem medo de lhes poisar!
Mas, das asas que me acompanham, levo a aventura de poder amarar...
Gosto deste teu mar!

Mil beijinhos

Remus disse...

Aquele meu modesto e meio aparvalhado comentário virou post?
Acho que não merecia. Mas não sou eu que mando nesta casa, por isso resta-me agradecer.
:-)

Afinal a gaivota descola ou não descola do chão? Estive aqui 5 minutos a olhar para ela, e ela não sai do sitio.
:-)

Um clique no momento certo.

João Menéres disse...

MYRA

E eu não sou um grifo, ave de rapina ?


Um beijooooooooooooooooooooo

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Lindos versos !
Muito obrigado !


Um beijo.

João Menéres disse...

TÉTÉ

São vingativas quando invadimos áreas que consideram exclusivas delas !

E levam armamento pesado !
Já fui atacado por trás !!!
Não me atiraram de uma falésia ao areal porque consegui equilibrar-me no momento !
Mas fiquei com o couro cabeludo rasgado !
Todo eu era sangue a escorrer sobre a vista...
Mas a voar são elegantérrimas !


Um beijo.

João Menéres disse...

MARIA

Tenta aliviar essa mágoa...



Um beijo.

João Menéres disse...

ISABEL

Muito obrigado.


Um beijo.

João Menéres disse...

QUESTIUNCAS

São muito ácidas, além do mais.


Um abraço.

Luísa disse...

Mogoaram-te?
Já não aprecio tanto!

João Menéres disse...

DAGA

Anda à procura de peixe miúdo !

Rés vés, campo de ourique !


Um beijo.

João Menéres disse...

LUÍSA

Particularmente inspirada !

Muito obrigado !

Um beijo.

Rute disse...

Captou-lhe a elegância, a graça...os meus sinceros parabéns.

1 beijo

João Menéres disse...

RUTE

Um único disparo, Rute.
É observar ( quando possível ) a sua trajectória, depois segui-la e saber sem hesitar que É AGORA !


Um beijo.

Anónimo disse...

... usufruir da liberdade ... sentir a sua frescura ... sem ficar prisioneira dela ...
T

João Menéres disse...

> T <

Muito difícil conciliar tudo isso com pleno prazer !