.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

ANOITECER NA FOZ.

Photobucket
@ João Menéres


O MAR  E  A  NOITE

(Excerto)

IV .  Ó noite lacrimosa, cheia do som do mar! 
É o mar, feito espectro, vagueando sobre as casas...
Suas mãos fantásticas batem nos vidros das janelas, e, no ar da
minha alcova, pairam soluços abafados.

(Teixeira de Pascoaes / 1877-1952)


32 comentários:

Quase Blog da Li disse...

João
dá pra ouvir o som
e sentir a umidade do mar.
beijo

Eduardo P.L disse...

A Li tem razão!

myra disse...

me inspira tristeza e mais solidao...mas a foto é muito boa, saudades, e bjs

Regina d'Ávila disse...

Uma foto maravilhosa... um poema tão triste...
Mas inspiradores...

Beijos,
Regina d’Ávila.

FAIRES disse...

Caro João Menéres,
Linda Fotografia da Foz.
Afinal não sou só eu que vivo numa "terrea bonita".
Um grande abraço,

tonhOliveira disse...



MARavilha blueblack!

Gostei João!

Menina do mar disse...

Uau!!!
Que coisa mais LINDA!
Ouve-se o mar, sente-se-lhe o cheiro, a brisa vem-nos saudar o rosto!
MAR(avilhosa) a tua foto!
Bjos

João Menéres disse...

LI
EDUARDO
MYRA
REGINAd'AVILA
FAIRES
TONHO
MENINA do MAR

É verdade.
E, hoje mesmo, 3 de Novembro, almocei no
SHISRESTAURANTE, que está implantado sobre a areia e fica para cá do limite do apresentado nesta imagem.
Aquela hora, estava maré cheia, com vagas de 4 metros de NW, que se espraiavam debaixo do nosso lugar.Em direcção ao molhe da Felgueira (local de onde fizera esta imagem), o nosso olhar contemplava um novo desenho de águas, criado por um novo molhe adjacente a este, mas mais penetrante no Atlântico.
Posso acrescentar que o almoço foi excelente e que recomendo a quem não se importar com o custo da refeição.
Tem uma variedade de pratos e especialidades e uma excelente carta de vinhos.
Serviço a condizer, tanto com a vista, como com os sabores e aromas.

Apenas o dia estava cinzentão e não tenho nenhum apontamento fotográfico para testemunhar o magnífico sítio.

Aconselha-se que seja feita a reserva.
22 618 95 93
96 135 63 76
info@shisrestaurante.com

Nota: Asseguro que é informação gratuita!

Luísa disse...

Se não sentisse as ondas do mar
Em Molhe a bater sem piedade
Diria a Neptuno que parasse
Pois o seu bastão não trás maldade!

Ah! Mar revolto e imponente
Que decides invadir a invicta
Vens com pré-aviso, insulente
Castigas aquela rocha maldita!

Nós por cá te olhamos
Atrás do vidro, a almoçar
Serenamente te vigiamos
Num molhe mesmo em frente ao mar!

Beijinho terno, SENHOR de bom gosto!!!

João Menéres disse...

LUÍSA

O mar já por várias vezes arrasou estes restaurantes.
Cada vez sãoreconstruídos com maior grau de segurança.
Espero que nos próximos meses nenhum destes lindos pavilhões alcantarilhados sobre as praias da Foz ceda à força das vagas.
Sabes o que tenho pena?
É que um projecto que havia para aproveitar a energia deste Atlântico tenha ficado à sombra, perdido no fundo de uma gaveta...

Um beijo que muito procura agradecer estes versos
dedicados com tanto carinho a um grifo hoje disfarçado.

expressodalinha disse...

Uma textura que se ouve. Gosto muito de Pascoaes. A fotografia: belíssima. No limite da luz.

João Menéres disse...

EXPRESSO DA LINHA

Por se tratar de um dia cinzento em que um raio solar mal perfurava o teto acolchoado, por ter escolhido este O MAR E A NOITE, é que fui ali passar umas horas para poder descansar meus sonhos vagueados.

Obrigado, meu caro, por gostar de Pascoaes e deste marão que alisei num fim de tarde.

Um abraço.

expressodalinha disse...

Cada vez mais poético. Abraço também.

João Menéres disse...

Pouco, mas é de boa vontade!

AB.

Anónimo disse...

O Mar e a Noite por vezes azuis ... por vezes cinzentos ... cheios de gotas de água .. ele alfabéticamente sempre atrás dela ... ela fugindo dele mas sempre equidistante nesta tão arrumadinha conjunção de letras que é o abecedário ...
Mas quem diria que neste Mar de turbilhão se poderia manter a Noite sempre tão próxima que por vezes ela amanhece orvalhada dos afagos deste ...
T

João Menéres disse...

HEI, > T <

Talvez amanhã, eu consiga responder...
A esta hora, para si já não vou lá!

Um abraço (eu volto amanhã!).

João Menéres disse...

> T <

Afinal...são restos de mar e ...sal, SEMPRE!

Dulcineia (Lília) disse...

Linda foto a temperar um almoço requintado...
Não conheço esse lado da Foz, selvagem...
Um dia hei-de saber fotografar assim... hahaha
Boa semana aí!
carinho!

João Menéres disse...

LÍLIA

Este não é o lado selvagem da Foz...
Ou chamas SELVAGEM a quê?...
Aqui vai é estar é uma noite selvagem, isso sim.
O mar está um cão!
O vento de NW está bem forte!
As vagas pululam que nem em noite de Halloween!

Um beijo.

Marta disse...

belíssimo!
é este Porto que também me comove.
um beijo, João

ellen disse...

Que lindo João... que calmaria mesmo com o sentir dessa ondulação...maravilha mesmo essa imagem! não me canso de olhá-la...

Beijinho para si

João Menéres disse...

MARTA

Tens a continuação amanhã.
Não ao anoitecer...
Foi hoje à tarde.
Acho que vais gostar de uma...

Um beijo.

João Menéres disse...

ELLEN

CALMARIA?
Então vê a de amanhã...

Chegaram areias frescas de Whitehaven, de Bondi Beach, em Sidney e de Surfers Paradise Beach, na Gold Coast, em Queensland.
(!!!)

Um beijo.

Helena Oneto disse...

Querido João,

Obrigada por nos restituir, de forma tão poética, as maravilhas que a natureza nos oferece.
Bem haja.
Helena

João Menéres disse...

HELENA

Palavras assim compensam bem o trabalho aqui desenvolvido.

Um beijo.

angela disse...

Jõao.
Nome do meu avô e de meu irmão que ja se foram.
Lindo seu blog, as fotos são muito bonitas, me deparai com um jardim de primaveras(é o nome que damos)na foto do Algarve, vi caravelas belas e bem humoradas, um grafite que pensei em compiar...rs.
Gostei.
beijos

ellen disse...

João,
calmaria porque o mar me fascina :)
e eu escrevi "que calmaria mesmo com o sentir dessa ondulação"...que se supõe bravura ao olhar a imagem :)

minha escrita é complicada eheheh...é preciso ter atenção :)))
Beijinho

João Menéres disse...

ELLEN

Eu compreendi PERFEITAMENTE o que querias dizer!
Só te chamava a atenção para o mesmo mar que hoje
apresento...

A tua escrita pode ser complicada, pode certamente.
Mas a de ontem era transparente!

Beijos (e obrigado).

ellen disse...

Obrigada João :)
Fico contente por conseguir entender-me.
Beijinho até si :)

João Menéres disse...

ELLEN

Alguma vez tive sintomas de NÃO ENTENDIMENTO?
(Foi uma vez. Terá sido, mesmo?).

Um beijo.

JORGE disse...

Há muito que o Grifo Planetário consta na minha barra diária de Favoritos, o que significa que assiduamente consulto o seu valioso conteúdo. Faço-o porque considero-0 um dos blogs que melhor representa a Arte Fotográfica Portuguesa muito importante em suporte temático.
Parabéns João Menéres.
Forte Abraço
Jorge Viana Basto / 08-09-2009

João Menéres disse...

CARO VIANA BASTO

Que prazer ter aqui o testemunho da sua presença!

Muito lhe agradeço as palavras com que me brinda.
Como sabe, este blogue não é exclusivamente de ARTE FOTOGRÁFICA, tanto assim que no cabeçalho logo se define como procurando abranger outras áreas da Cultura )e não só...
Natural que, comigo, a Fotografia tenha uma presença quase permanente.
Mas, muitas vezes, é na sua vertente de DOCUMENTO. Não posso (nem quero) ignorar que muitos dos meus ilustres visitantes não têm uma vocação ou uma preparação fotográfica.
De vez em quando, e a propósito de algum comentário que mo proporcione, posso ter uma breve incursão pedagógica, mas não é de todo essa a minha preocupação, como sabe pelo perfil que tenho adoptado ao longo destes trinta anos mais dedicados a esta paixão.

Um abraço agradecido.