.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

OUTONO

Photobucket
@ João Menéres


OUTONO

Já em tempo outonal, num jardim de Córdova,
cidade em que participei numa Colectiva,
como Artista-Convidado.
Brevemente, darei mais notícias a quem possa interessado.

31 comentários:

Wania disse...

Belo efeito, linda foto, João!

O outono pincelado pela Natureza!!!!

Bjs

EMC disse...

Olá João !! também me pergunto, ruínas são sempre coisas que já foram alguma coisa.......meio misterioso e meio triste.........bsjsjsjsj

Geninha

Anónimo disse...

Ânsias de encontro ... entre a folhagem rasteira e a própria árvore ...
T

Selena Sartorelo disse...

Olá João...Uma imagem magistral
Dosou a luz com a delicadeza que a transparência permite em sua profundidade.

Parabéns João.

Beijos

Luísa disse...

Neste movimento fugaz em que a luz viva da copa da árvore contrasta com o tom apagado do chão, vive-se o desejo de revitalizar a estação que entrou!
Vem aí o tempo das castanhas, da jerupiga...das tertúlias quentes de inverno!
Bela foto! Outono belo!
Beijinho terno

missixty disse...

Mais uma fantástica! Ficou divinal!
Ainda não tive tempo, para me dedicar a fazer este tipo de experiências, dão imagens muito belas. Parabéns por mais uma!

Eduardo P.L disse...

O termo é fantástica! Ainda que repetitivo aqui nos comentarios!

Voar sem Hasas disse...

Uma foto que não deixa os olhos repousar,,,,,,,,,,
Como se do meio das árvores viesse um pedido para passear nesse jardim.
A árvore emana uma luz que aquece o jardim e as folhas outonais ...

Um beijo da BAL

ellen disse...

O nosso Outono está tão feio comparado a essa bela imagem... o dia de hoje em Lisboa mais pareceu invernoso rsssss

Beijinho

Selena Sartorelo disse...

Olá João,

Voltei pois precisava te perguntar, não entendo os recursos que um equipamento fotográfico pode ter completamente ou se uma imagem dessa, é obra de movimentos rápidos ou cliks desfocados, mas o que queria te perguntar é como foi possível desfocar e manter a profundidade e essa iluminada tranparência com tanta propriedade? Ou será que estou tendo vertigens com a imagem que eleva as cores vindas da terra mostrando suas diferentes pigmentações e simultaneamente eleva nosso olhar para esse cacho de cores vazados, dando-nos sua exata dimensão? Como é possivel a realização dessa imagem João? Sei que minha pergunta é óbvia para a maioria, mas gostaria muito de aprender ou ao menos entender como isso é feito, se puder me explicar eu ficaria muito grata.

Nota: Gostaria de lhe pedir permissão para postar os garranos, pois por mais difícil que tenha sido aquele desafio, eu senti-me muito honrada com seu pedido. Posso?

beijos João

HSLO disse...

Ótima reflexão amigo. abraços


Hugo

Giselle Costa disse...

Amei a foto, ficou super original!! a cor do outono lembra o verão rs

bjs
Gi

tonhOliveira disse...

Impressionismo não,
mas impressionante!

Linda "pintura" com lentes mágicas!

Abraços!

João Menéres disse...

WANIA

Que beleza o que escreveste !

"O Outono pincelado pela Natureza !!!"

Um beijo, NATURALMENTE !!!

João Menéres disse...

GENINHA

Um beijo para ti.
Quando temos obra nova?



Aos leitores: Podia (devia ?) dizer quem é a EMC.
Quem tiver curiosidade: no Google pesquisem
EUGÉNIA MELO E CASTRO

Sim, é essa mesmo!

João Menéres disse...

> T <

A folhagem rasteira subirá à árvore?

Tenho dois " poetas" a meu lado !
Felicidade a minha. E a deles?

Excelentes palavras feitas legenda !

Muito grato.

Um abraço à distância, mas não distante...

João Menéres disse...

SELENA

Sou, na verdade, uma pessoa afortunada !!!

Olhem, agora, para o que a SELENA, a QUERIDA SELENA, escreveu...
Vá, vão ver acima. O esforço não é muito e vale a pena, garanto !!!


Um beijo muito grande, minha amiga.

João Menéres disse...

" DOSOU A LUZ COM A DELICADEZA QUE A TRANSPARÊNCIA PERMITE EM SUA PROFUNDIDADE "

assinado: SELENA SARTORELO


Não resisti !

João Menéres disse...

LUÍSA

Castanhas?
-Já comi no dia 27...

JERUPIGA?
- Acho que nunca provei...

TERTÚLIAS QUENTES DE INVERNO?
- As virtuais são o ano todo...

LUZ VIVA ?
-És tu. Eu fico-me por este tom apagado...

Obrigado , querida LUÍSA, sempre elogios desse OLHAR DE PERTO !!!

João Menéres disse...

MISSIXTY

Anda, vai à luta!
Mas com a digital, duvido...

Obrigado pelo comentário.

Um beijo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Não me importo mesmo nada de termos repetitivos assim como este !

Um abraço.

João Menéres disse...

VOAR 100 ASAS

Há tantos jardins por onde gostava de passear...
Falta-me a luz para os iluminar...

Um beijo para ti.

João Menéres disse...

ELLEN

Não há inverno se no nosso interior é Primavera ainda.

Um beijo, Amiga.

João Menéres disse...

SELENA

Há "coisas" que não sei explicar.
Estas imagens são feitas com uma câmera de médio formato, isto é, o fotograma é um 6 x 7 cm, no caso.
Procuro estes ambientes.
Nem movimentos rápidos (pelo contrário, bem pelo contrário), nem desfocagem (bem pelo contrário).
Também não é photoshop.
Quando disparo, está feita.
Com bom resultado?
-Nem sempre, a meus olhos.É difícil, mas apaixonante, podes senti-lo. Vejo que sim.
Mas, posso adiantar-te uma coisa: A resposta não está ao alcance de muitos, não, não está.
Talvez por isso, esteja colectado como Artista Plástico...

Um beijo muito cheio de afecto.

João Menéres disse...

HSLO

Bela conclusão, caro Hugo.


Um abraço.

João Menéres disse...

GISELLE COSTA

Agradeço as palavras com ...


UM BEIJO.

João Menéres disse...

TONHO

No alvo!

Grande abraço deste teu incondicional fã.

Débora Lyrio disse...

Olá João!

Se há uma coisa que me marcou profundamente em Potugal, esta foi a beleza das estações.O outono então foi singular, nunca me esqueço das folhas das árvores, que deitadas nos jardins faziam um tapete dourado.Esta sua foto me trouxe lembranças mais que especias.Obrigada por isto.Abraço.
Débora Lyrio.

L.Reis disse...

...chegou assim...difuso e encantado...a semear cores e miragens na tela de luz de cada madrugada.
(Um efeito que já me tinha atraído numa outra postagem anterior...)

João Menéres disse...

DÉBORA

Já te agradeci por mail de hoje.

Um beijo.

João Menéres disse...

L.REIS

É assim mesmo: "difuso e encantado".Fiz uma exposição, exclusivamente com impressões sobre tela,
que foi um sucesso. Foi na Cooperativa Árvore e ocupava duas salas.
Algumas eram de grande dimensão.
Autênticas miragens, como muito bem referes.
Nem sempre se consegue obter o resultado pretendido. Daí, também, o seu interesse ser maior, bem como o desafio que ebcaramos.

Grande beijo.