.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

NATUREZA

© João Menéres

Entre o sono e o sonho,
Entre mim e o que em mim
É o quem eu me suponho,
Corre um rio sem fim.

Passou por outras margens,
Diversas mais além,
Naquelas várias viagens
Que todo o rio tem.

Chegou onde hoje habito
A casa que hoje sou.
Passa, se eu me medito;
Se desperto, passou.

E quem me sinto e morre
No que me liga a mim
Dorme onde o rio corre --
Esse rio sem fim.

(Fernando Pessoa, 11.09.1933)

22 comentários:

Georgia disse...

Bom dia Joao, sabe que acordei hoje pensando em Fernando Pessoa? E chego aqui e encontro este lindo poema dele. Você andou lendo os meus pensamentos, rs?

Um grande abraco

disse...

João, que lindo "Fernando"...
Sinto pela perda de seu amigo... que com certeza vida plena deve ter tido...ai ai a morte esta "ausência" repentina tão estranha ...um dia saberemos porque! Bj

Eduardo P.L disse...

Linda foto do RIO!

Menina do mar disse...

Combinação Perfeita!

Alice Salles disse...

ah mas que imagem perfeita, joão. feita de sonho e amor.

João Menéres disse...

GEORGIA

Por vezes, temos que adivinhar o que se deve postar que possa agradar mais...

Ao menos que acertei no Fernando Pessoa…:)

João Menéres disse...

VI

Obrigado pelo carinho das palavras amigas.

João Menéres disse...

EDUARDO

Os rios não têm fim. Todos se embrulham no mar por uns instantes. Depois, evaporam-se e, mais tarde, a chuva os trás de novo.
Até agora, tem sido assim...

João Menéres disse...

MENINA do mar

Fico contente por teres gostado.
Logo na minha primeira exposição utilizei breves frases de autores portugueses para legendar todo o nosso Douro. Fui pioneiro em muitas coisas.
A exposição, intitulada DOURO ACIMA, DOURO ABAIXO, esteve aqui no Porto e depois foi apresentada na Casa do Douro, na Régua. Isto em 1980.
Nem nascida eras...

João Menéres disse...

ALICE

De Sonho e Amor. Foi assim, sim.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

João!O poema,como tudo de Fernando Pessoa é maravilhoso,mas este rio é tudo de refrescante...

Beijos com respingos de águas cristalinas,Sonia Regina.

João Menéres disse...

SONIA

Coisa linda de ler aquilo que escreveu.
Um beijo e obrigado.

Jorge Monteiro disse...

Que bela paisagem... nunca tive a sorte de encontrar um sítio assim.
Excelente foto.
Parabéns.
Abraço.

João Menéres disse...

JORGE MONTEIRO

Agradeço a visita e o comentário.
Para tudo é preciso sorte...

The Logistician disse...

Nice work. Keep it up. I came across your blog while "blog surfing" using the Next Blog button feature on the Nav Bar at the top of my blogger.com site. I frequently just check out the blogs of others out of curiosity. It's amazing all of the different ways in which people express themselves.

L.Reis disse...

Eu sei quão difícil é fotografar a água e obter o efeito que estamos à procura...no teu livro mostraste-me a comunhão que existe entre ti e ela e aqui a reencontro, neste caminho em turbilhão onde apenas alguns se atrevem.

João Menéres disse...

THE LOGISTICIAN


Thank you for visit. I enjoy you like it.

João Menéres disse...

L.REIS

Essencialmente (para lá das virtudes que a técnica nos permite), esta imagem vive da pureza da água, das pedras e daquele arbusto...
Mas, e bem o tens demonstrado continuamente, o essencial é o LER.
Depois (isto é, durante) é uma exaltação interior.
Esta não foi com a digital. Sabes como é a eterna incerteza com as analógicas...(até a película pode ser estragada no laboratório, até posso perder o rolo -já aconteceu deixar um pousado num muro).
Enfim, desventuras que apimentam o dia a dia.

Conceição Duarte disse...

João as fotos são maravilhosas, alías é deselegante dizer em quem ou em qual foto votei no varal? Ahahahah Não que a outra foto fosse menos bonita, são todas interessantes e bem anguladas, ou qq coisa assim, mas a sua me passava um fog, certo mistério, nostalgia, beleza diferente de todas as outras. A cor dela, o clima, muito linda!

Enfim, parabéns por elas todas aqui do seu blog, e também por Fernando Pessoa, que com seus heterônimos sempre me encantou.

Rsrsrsr a mim e ao mundo todo! Super beijo, obrigada pela visita e fidelidade. Espero não te decepcionar. Bjus e boa semana para vc, CON

Luna disse...

Esta foto está maravilhosa!
É suave, em contradição com a agressividade do rio. Aparenta que nos podemos lá deitar confortavelmente.
É preciso ser um artista fantástico para, através de uma fotografia, transformar o real em magnifica fantasia.

Luna disse...

AH!
Achei interessante um comentário em inglês. É bom saber que há quem tenha curiosidade em pesquisar blogues desconhecidos ao acaso e poder apreciar, conhecer e comentar.
Que tal é este reconhecimento internacional? ;)

Sabrina Davanzo disse...

Parece um véu e tem tanta força.
Suas fotos são encantadoras!