.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

CHINA

© João Menéres  

MACAU

Um templo entre muitos.


9 comentários:

Eduardo P.L disse...

Que linda imagem! No colorido e no enquadramento! Deixo os outros elogios para os que me seguirão. Caso contrário não terão nada mais a dizer: "Concordo com o Eduardo"!srsrs

Forte abraço!

Maria Augusta disse...

Bela e realista esta imagem da vida neste enclave de língua portuguesa na misteriosa China.
Um grande abraço.

Bruno Leonardo disse...

Bela Foto, você te um olhar privilegiado, adoro seu blog.
Um senhor trabalho na observação das cores da organização dos objetos, libnda foto!
É linda porque há sensibilidade nela!

Alice Salles disse...

A fotografia é o que é porque deixa o mundo descobrir o mundo, redescobrir a si mesmo em um outro há muitos, muitos quilômetros de onde está. Suas imagens PROVAM que é possível manter esse olhar, essa visão humana por onde quer que o artista/fotógrafo esteja e eu sou muito grata a você João por isso!

roserouge disse...

João, tems algum livro de fotos? Deves ter, são fabulosas!

erupção_do_ser disse...

Sabe bem desaparecer por uns dias, e quando chegamos aqui... é tudo tão maravilhoso... entre a pesca, ruralidades, macau... nosso alentejo... perco-me de prazer.
Obrigado João...
Carla

João Menéres disse...

MEA CULPA !

Por causa da gripe que me atacou forte há dias atrás, escapou-me que os comentários gentilmente feitos a esta imagem de Macau não tinham sido referidos nem agradecidos.

EDUARDO
Sou eu que concordo consigo (RS,rs,rs): O enquadramento é razoável e o colorido bem, eu diria, muito bom!

MARIA AUGUSTA
A língua portuguesa é cada vez menos falada nesta antiga possessão portuguesa.
Mesmo assim, há portugueses a desempenharem cargos ou em profissões liberais que estão muito bem e prestigiam Portugal.

BRUNO LEONARDO

Suas palavras me sensibilizaram e se gostou apareça e comente.

ALICE

Tu deixas-me sempre encantado e surpreendido.
És uma jornalista atirada para novas correntes e, no entanto, és de uma sensibilidade extrema.
Obrigado, minha Amiga.

RR

Vou mandar-te um email. Certo?

ERUPÇÃO DO SER

Gentileza a tua.
Mas, é bom ler o que dizes deste meu espaço ainda tão limitado.
Procuro variar, isso é verdade.
Incluo muitas imagens que não estarão mal feitas e outras, infelizmente a maioria, que têm bem mais qualidade.
Mas, sabes, o GRIFO PLANANTE nunca pretendeu ser uma antologia fotográfica.
Pretendo ter um lugarzinho simpático, que o maior número de pessoas goste de visitar, onde nunca saberá (salvo raras excepções) o que pode aqui estar.

Um sítio onde as pessoas se sintam à vontade para deixar as suas impressões.
Um sítio onde o dono aprecia, e de que maneira, os comentários que aqui são deixados.

Para os Amigos, deixo um abraço.
Para as Amigas, um beijo grato.

Conceição Duarte disse...

João, João, estive com meu marido em Macau, logo em seguida da Olimpíada de Seul! Foi uma experiência única ainda mais quando a China ainda era mais tosca do que é hoje em dia. Passei mal apuros por lá rsrsr.

No nosso roteiro havia Macau.
Não poderíamos viajar tanto e não dar um pulinho por lá - para ver em meio aos chineses, um pouco de Portugal.

Na verdade conseguimos ler alguns nomes de rua. Uma Universidade que estava toda escrita em português e almoçamos num restaurante, que nos serviram o bacalhau mais seco e sem graça que comi em toda minha vida! RSRSRRS Mas, não deixa de ser incrível, não é?

Na saída, passamos numa banca destas de vendas das coisas típicas da cidade e eles quiseram saber de onde éramos. Falamos um tempinho entre nós ) em português e um deles conseguiu identificar. Ficamos encantados. Mas na verdade é muito difícil vêr alguém por lá que domina nossa língua.

Agora está imagem é indescritivelmente linda! Doce! Perfeita.

Aí está novamente mais uma parte do meu sonho. Não fosse o sufoco que é chegar lá e enfrentar todas as dificuldades, queria ver de perto está senhora sentandinha na sua cadeira, com tudo isto à sua volta, mas com este exato momento que só seus olhos flagraram. Linda!

Carinho meu, CON

João Menéres disse...

CONCEIÇÃO DUARTE

Não fora a ROSEROUGE falar agora nesta imagem de Macau e teu comentário ficaria por ler sei lá quanto tempo...
Realidades essas que contas. Nós tivémos mais sorte, especialmente nos restaurantes (inclusivé num perto da Praça do Senado).

Eu gosto muito desta imagem. Foi meter pouco mais do que a cabeça, enquadrar, ver o reflexo naquela arca frigorífica, dominá-lo e, pronto, disparar antes que ela acabasse de contar o dinheirinho...
Aquela tigela amarela e o casaco azul, no meio daqueles vermelhos todos, quanto a mim potenciam a imagem.

Grande beijo e muito obrigado.