.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

ALENTEJO

© João Menéres

"Verde que te quero verde.
Verde vento. Verdes ramos."

(Federico Garcia Lorca, in Romance Sonâmbulo)

18 comentários:

Eduardo P.L disse...

Sou sempre o primeiro? Que resposabilidade!!!
Mas aqui é só alegria! Linda foto! Verde da esperança!

Forte abraço

João Menéres disse...

Sim, meu bom amigo.
Nalguns também procuro ser o primeiro...

Alice Salles disse...

Verde é pouco! Verde e vermelhor e azul e muita beleza pra uma foto só!

Serena Flor disse...

Alentejo...terra de Florbela...que lindo!
Um grande beijo e ótimo dia pra você!

João Menéres disse...

ALICE
SERENA FLOR

Voltei a piorar da gripe...
Vou retomar a cama...

Menina do mar disse...

Alentejo da minha alma...
Sou hiper, mega fã do Alentejo por isso não vale a pena dizer o quanto gostei...
Um dia hei-de ter um monte alentejano ;-)

roserouge disse...

Ai as cores, que beleza...

Maria Augusta disse...

Beleza pura, o que mais se pode dizer? As cores, a paisagem, o céu, ela é bela em cada detalhe, parabéns!
Um grande abraço e obrigada pelos gentis comentários deixados no Jardin durante as minhas férias.

(l' excessive) disse...

muito bom vir até aqui.
Boa poesia e fotos incríveis

Jorge C. Reis disse...

Como já deve ter notado, eu gosto dos contrastes. Boa imagem.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Foto incrível!Cores vivas lado a lado bem discriminadas...uma beleza!Vontade de correr por esse campo!!!

Beijos tricolores!!!Sonia Regina.

Sergio LdS disse...

João, magnífica foto. Parabéns pelo blog!

expressodalinha disse...

Quase uma pintura. Fantástica.

jugioli disse...

Concordo, uma pintura.

JU

João Menéres disse...

MENINA do mar
ROSEROUGE
MARIA AUGUSTA
L'EXCESSIVE
JORGE C.REIS
SONIA REGINA
SERGIO LdS
EXPRESSODALINHA
JUGLIOLI

Peço me desculpem este bloco colectivo.
Estive com gripe e isso atrapalha as contas de qualquer um.
Agradeço os comentários favoráveis a este "Alentejo"
Agradeço também a quem aprecia o que vou escolhendo, como prosa ou poesia, para acompanhar as imagens.
É um prazer meu mas que se eleva quando é elogiado por amigos, mais ou menos recentes, por quem tenho muita consideração.
E, no caso de, eventualmente, dar a conhecer um autor ou parte da sua obra, então, na realidade, sinto uma alegria muito grande.
Como se pode constatar pelos itens que o GRIFO PLANANTE pretende abordar, trata-se de um blogue genérico, como tal, a qualidade das imagens é variável (embora se procure que a média seja positiva) dependendo muito dos temas ou assuntos que venham a ser tratados.
Não se pretende mostrar uma linha estética.
Procuramos, por certo, agradar ao maior número possível dos que nos visitam.
Pelos comentários até aqui deixados, julgamos que temos conseguido atingir o patamar a que nos propuséramos.
Pelo número de seguidores que, amavelmente, se têm inscrito, não poderíamos estar mais satisfeitos.

Um bem haja a todos!

L.Reis disse...

O Alentejo tem este enorme dom : consegue ser insuperavelmente belo e despojado. E nesta tua fotografia relembro a imensidão estética que habita "o quase nada".

João Menéres disse...

L.REIS

Como agradecer este texto que aqui deixáste?
Gostei muito das palavras com que defines "este" Alentejo.

Um beijo.

Micha disse...

Que delicia! Da vontade de entrar dentro desta foto! Magnifica colores, enquadramento e make up! Parabens.