.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

ILHAS DESERTAS / MADEIRA

© João Menéres


" NUNCA MAIS ME ESQUECEU A MANHÃ VIRGINAL
DA MADEIRA, E AS  CÔRES QUE IAM DO
CINZENTO AO DOIRADO, DO DOIRADO AO 
AZUL INDIGO - NEM A MONTANHA ENTREABERTA
SAINDO DO MAR DIANTE DE MIM... "

( Excerto de Raul Brandão, in AS ILHAS DESCONHECIDAS )

Sem comentários: