.

sexta-feira, 9 de março de 2018

VIAGEM 2017

© João Menéres


PEÇO O FAVOR DE CLICAREM SOBRE A IMAGEM


NÃO COLOQUEI NENHUM TEXTO.

ESPERO QUE POSSAM COLABORAR !



16 comentários:

Maria Manuela disse...


Quando o céu semicerra os olhos... para melhor ver a cidade...

Um espanto de beleza e técnica esta fotografia ! Parabéns !

Bj, João, e bom fim de semana. :)

Eduardo P.L. disse...

Duas gerações de arquitetura.

ou

Espelho do passado.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Está fantástico este reflexo.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Ana Freire disse...

Quando uma casa sonha acordada... abre as janelas, para melhor ver o mundo...
Belíssimo o enquadramento, e o jogo de reflexos!
Beijinho! Logo mais à tarde, passarei por aqui com mais tempo, para ver os demais posts, que se me escaparam...
Ana

Os olhares da Gracinha! disse...

É que não precisam na maioria das vezes os seus belíssimos registos!
Mas quando acrescenta ... usa tal subtileza que desafia o nosso comentar ... como é o caso de hoje onde o olhar tem um reflexo incrivelmente belo e entreabertas as vidraças ... aguçam o nosso imaginário!!!
bj

Ana Lúcia disse...

;) Ora até que enfim!!! Já posso comentar. Obrigada.
Bonito reflexo... quando olhei pareceu-me uma lago, só depois é que percebi que se tratava de um edifício com umas janelas muito subtis e modernas.

bea disse...

É sonho que treme no calor/ coroa de branco no azul/ módulo de insinuante brisa/passo em falso de janela/ exíguo interregno do corpo.


Quem dá o que tem...

Remus disse...

Não sei... Se fossem somente duas janelas abertas, poderiam funcionar como olhos. Como são quatro, ou invento alguma criatura com quatro olhos ou então tenho que pensar noutra coisa.
:-)

Os vidros estão bem limpos. Os vidros das janelas da minha casa, ao lado destas, são uma autêntica pocilga.
:-D

jose jaime disse...

Vesti azul ... minha sorte então mudou!

João Menéres disse...

DEIXAREI PARA A PRÓXIMA SEMANA S MEUS AGRADECIMENTOS.
3ª OU 4 ª FEIRA...

Isabel disse...

Uma fotografia espectacular, onde o passado se funde com o presente.

Um bom domingo:)

Agostinho disse...

Não imagino onde o "cenário" foi colhido.
Tenho visto coisas do género na "recuperação"- mais ampliação- digo eu, em que as propostas arquitectónicas são opostas à fachada original preservada. Aqui parece-me ter havido excesso. Nem a intenção azul pôde disfarçar.
A foto está esplêndida.
Abraço.

L.Reis disse...

A cidade desenha reflexos de si,
tremeluzentes de luz,
carregados de sombra
e, lá em cima, o céu abre janelas para arejar o azul de um outro dia.

João Menéres disse...

ISABEL

E o pasado assim reflectido ainda sai mais evidente.

Um beijo amigo e grato.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Não reparou na etiqueta, pois não ?
- É em Buenos Aires onde estive quase 5 dias.
Como viu, a fachada envidraçada é fronteira ao edifício clássico.
Portanto, não houve recuperação nem destruição, felizmente.
Muito grato pela sua visita e comentário.

João Menéres disse...

L. REIS

CHEGOU A RAINHA ( no caso específico ) DAS LETRAS QUE FAZEM PALAVRAS E COM AS PALAVRAS FAZ POESIA DE ENCANTAR !

( Nota : E mais não digo para não esvaziar o feitiço ! ).


BjKa.