.

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

LA OROTAVA ( 3 )

© João Menéres




NUMA RUA, QUE NOS FEZ PARAR
E NOS FATIGOU PELA SUBIDA,
UMA PORTA. 

22 comentários:

✿ chica disse...

E QUE portas! Linda! Adorei! abração e desde já FELIZ NATAL pra ti e teus! abração e nos vemos em 2018 que desejo seja LINDO! chica

Eduardo P.L. disse...

Uma porta numa ladeira

Os olhares da Gracinha! disse...

E pararam junto a uma "beldade!!!

Rasuras do Aparo disse...

ora aqui está uma porta recatada ... de tão bela que é só um sortudo conseguirá espreitar o que lhe irá na alma ...( um sortudo possuidor de um escadote ou atleta da NBA ) ...

Maria Manuela disse...

Lindíssima !!!
E parece dar para um pátio exterior...
Lembra o tal estilo >canário<
Beijinho:)

João Menéres disse...

CHICA

Como já publiquei as mais significativas, agora vou deixar as portas em banho maria.

OBRIGADO pelos votos de FELIZ NATAL, Chica.

retribuo com igual amizade.

João Menéres disse...

EDUARDO

Acredite que é uma valente ladeira para uma pessoa como eu !

João Menéres disse...

GRACINHA


Agora vou em busca de outros olhares, embora ainda em Tenerife.

Beijo grato e amigo.

João Menéres disse...

RASURAS

Ainda não se esqueceu que espreitar é feio, pois não ?

Rs...

Um abraço.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Julgo que não deitará para nenhum pátio...
O que te terá levado a pensar nisso penso que foram os vidros semi-espelhados da bandeira que reflectem o que por trás de mim está.

Esta porta já é mais recente. Mas respeita o estilo, é evidente.
A Espanha tem muito orgulho nos diversos estilos das suas Regiões.


Um beijo amigo e muito grato.

Luísa disse...

Compensou o esforço pela beleza da porta!
Bjnhs

GL disse...

Passada a fadiga - assim espero! - fica o resultado do esforço: uma bela e original porta, num belíssimo trabalhado em madeira.
Obrigada.

Santo e Feliz Natal.
Que o amor de todos aqueles que são os teus, logo os mais próximos, te encham o coração de um imenso orgulho, de muito carinho e de um amor sem limites.
Mereces, se mereces!

Beijinho, Amigo.


Pedro Coimbra disse...

A porta é muito bonita.
Fadiga estamos a sentir por aqui com os elevadores avariados.
Aquele abraço

João Menéres disse...

LUÍSA

Também estou de acordo contigo.


Um beijo amigo.

João Menéres disse...

GL

Só vinte dias após o regresso me livrei da gripe que me invadiu no vôo nocturno de São Paulo para o Porto !
Mas agora já estou descansado e pronto para azáfama fás Festas Natalícias.
Queria era ver-me já em Abril ou Maio !...

Muito te agradeço as palavras e os votos nelas contidos.
Também te desejo o mesmo.

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

E não há uma empresa responsável pela manutenção do bom funcionamento dos ascensores ???
É que é muita escada para subir !
Actualmente, tenho muito receio em descer por poder falhar um degrau e dar uma queda de consequências imprevisíveis.

Que avaria se resolva o mais rápido possível !

Um abraço.

Ana Freire disse...

Mais um magnífico detalhe de um edifício, irrepreensivelmente registado!... E que evidencia o extraordinário trabalho em madeira, da porta... com o espelhado em cima, aligeirando a robustez da mesma...
Uma imagem milimétricamente perfeita!
Beijinhos
Ana

L.Reis disse...

Bolas, que a rua era mesmo íngreme. E ainda bem... que assim paraste e descobriste esta bela porta!

Remus disse...

Vê-se muito bem o desnível da subida. E também vê-se bem que o João fez um excelente trabalho para compensar esse desnível, já que a fotografia está milimetricamente bem enquadrada.

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Pois não podias deixar de referir a função do vidro na bandeira da porta !
Esta é bem mais recente mas não destoa em nada.

Agradeço também o teu milimetricamente perfeita .

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

L. REIS

Dispensava bem a subida !
Daria conta da porta, como irás verificar quando eu chegar a Buenos Aires !...
Não sou um criativo como tu ( nem às soas dos teus sapatos chego ! ), mas olhar ainda consigo !...
BjKa.

João Menéres disse...

REMUS

Com a 7D é mais fácil...
Desta vez, escapei da sua régua...
Rs...

Um braço.