.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

O CÉU É O LIMITE

© João Menéres




16 comentários:

Maria Manuela disse...

Sim, com esta perspectiva espantosa não há limites. Só o céu... que aqui me lembra um rio...
E até fico estonteada com o balanço vigoroso desta "embarcação"... cuja proa corta as águas e as espumas.
E já nem sei se o "rio" está lá em cima ou lá em baixo... ou se o barco saltou uma eclusa...
Linda e originalíssima !
Beijinho.:)

✿ chica disse...

MARACILHOSA foro e título...ADOREI! abração,chica

Remus disse...

Um grafismo irrepreensível, aliado à presença da luz e da respectiva sombra.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Também fiquei estonteado ao executar esta, Maria Manuela...
As nuvens passavam com grande velocidade, talvez fruto da eclusa se ter aberto, quem sabe ?

Um beijo amigo e grato.

João Menéres disse...

CHICA

Diz-me, entre os teus muitos blogues, qual preferes que eu visite sempre que possa.

Um beijo grato.

João Menéres disse...

REMUS

Também os reflexos variavam consoante a situação das nuvens.

Um abraço.

Pedro Coimbra disse...

Com uma foto como esta até o céu parece não ser limite.
Aquele abraço

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

Compreendo que esta imagem não seja de fácil leitura para todos.
Mas, quem a comentou - como é o seu caso - entenderam-na bem.

Um abraço deste lado.

myra disse...

maravilhaaaaaaaaaaa!!!!!!!

João Menéres disse...

MYRA

Como imaginas, nem todas as pessoas entendem...

Um beijo muito amigo e agradecido.

Luísa disse...

Bolas! Nem Hesher fez tal encruzilhada!
Que perspectiva desafiadora! FANTASTICO

So5 mesmo tu, senhor das mil e uma belas imagens

João Menéres disse...

LUÍSA

Se me derem liberdade...

um beijo grato.

Victor Barão disse...

Belo ponto de vista, atento à conjugação de factores

Parabéns, abraço

João Menéres disse...

VICTOR BARÃO

Vai nascer uma inovação.

Grato.

Agostinho disse...

Como é possível pintar assim, com uma câmera? Um quadro fabuloso, sedutor pela cor, pela profundidade sugerida.
David Hockney?
Abraço.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Como sabe, gosto de fazer diferente ( quando tal é possível ).

Muito lhe agradeço a referência a David Hockney, pois é a primeira vez que associam uma imagem minha a esse pintor.
Muitos outros grandes pintores já tinham sido lembrados noutros trabalhos meus.

Um abraço e bom Domingo.