.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

A FEITORIA

© João Menéres


APONTAMENTO DA FEITORIA INGLESA.

26 comentários:

Rasuras do Aparo disse...

... olhando só apara a esquerda poderia imaginar uma gare das antigas ... a linha 2 preenchida com o trem que acabou de chegar e na linha 1 o rasto vermelho do vazio da linha ... a tabuleta indicando os horários e à direita os bancos para os utentes esperarem ... ao fundo a porta de acesso que é um primor de decoração , e ao centro a escadaria que leva ao chefe da estação ... mas não é ... é a bela da feitoria inglesa em todo o seu esplendor ( mais uma vez grato por uma foto com uma perspectiva notável ...)

bea disse...

Bonitas arcadas.

Eduardo P.L. disse...

Belo ângulo.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Bonita imagem! Os arcos foram bem enquadrados pelo olhar do meu amigo!
Abraço

Maria Manuela disse...

LINDO !...
Uma perfeição de proporções e conjugação de formas !
Adoro esta coloração clara... não fere, não intimida... harmoniza a atmosfera...
E até convida a entrar por aquele encanto de porta já entreaberta à nossa espera...
Um pedaço muito significativo da história do Porto.
Uma fotografia de Mestre.
Grata pela partilha, JOÃO, e um bom fim de semana

Ana Bailune disse...

Que bonito!

Remus disse...

Nunca entrei lá dentro. E até confesso que já passei pelo edifício muitas vez, mas não sabia (nunca tomei sentido) o que ele era.

Uma fotografia no mínimo elegante, onde foi bem valorizado o ponto de fuga.

© Piedade Araújo Sol disse...

gosto da foto, principalmente dos tectos...
bom final de semana.
beijinhos
:)

Luísa disse...

Por onde andais, Senhor?
Tao belos arcos evidenciais...E as ogivas do claustro?
Hummmm! Só um belo olhar nos daria tão belo ângulo!

Beijinhos para ti, senhor das mil e uma belas fotos!
Sempre único!

Agostinho disse...

O esplendor da obra que é apresentada por esta fotografia é valorizado pelo ângulo e perspectiva escolhidos pelo fotógrafo. De notar a elegância que o granito pode obter, como nas colunas reveladas.
Abraço.

Victor Barão disse...

Apesar do jogo de luz e sombra parecer algo monótono, para o meu gosto, salvo erro derivado de tratamento HDR, no entanto, acima de tudo a perspectiva e o enquadramento são fantástica/os!

Muitos parabéns e obrigado pela partilha

Excelente fim-de-semana

João Menéres disse...

RASURAS

Confesso que estou rendido à leitura que desta imagem fez !
Adorei a forma como abordou cada pormenor que integra esta estação.

e mais não digo para não perturbar quem espera pela chegada do próximo combóio...

Um abraço muito grato por me dedicar uns minutos da sua maravilhosa mente.

João Menéres disse...

BEA

Tudo muito bem concebido, na verdade.

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Agradeço a sua opinião que muito estimo.

João Menéres disse...

RUI PIRES

Quando as coisas têm nexo, tudo é mais fácil.

Um abraço amigo.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

O rigor e beleza que assinalas deve-se ao projectista inglês.
Não é difícil tirar partido de uma obra desta qualidade.
O Mestre foi o cônsul inglês John Whitehead.

Um beijo amigo e muito agradecido.

João Menéres disse...

ANA BAILUNE

Também concordo totalmente !
E tem uma biblioteca igualmente muito bonita.

Um beijo grato pela tua visita.

João Menéres disse...

REMUS

É um dos que têm uma placa vertical bilingue a referir a sua origem.
Nunca a viu ?
As visitas não são fáceis, devo adverti-lo.

Obrigado por acentuar o ponto de fuga.

João Menéres disse...

PIEDADE

Muito obrigado por tudo ( visita, comentário e desejos de bom fim de semana ).

Assim o desejo também para ti, acompanhado de um beijo amigo.

João Menéres disse...

LUÍSA

Realmente tenho lutado com a falta de tempo ( também a preguiça é um tanto culpada...).
Como faltam 20 dias para as férias de verão, estou a fazer o conveniente estágio !
Rs Rs Rs

Um beijo muito amigo.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Como sabe o granito é predominante aqui no Norte.
Por isso é natural que para as obras mais significativas fosse a matéria prima de eleição e como a mão de obra era barata...
Hoje em dia, vemos obras recentes com fendas !
È o tijolo, são os blocos e por aí fora.

Uma vez mais ( e nunca é demais ! ) agradeço o seu comentário.

João Menéres disse...

VICTOR BARÃO

Não há jogo de luz.
Há sim muita falta de luz...

Agradeço o elogio que faz.

Um abraço.

Isabel disse...

Bela foto!

ana disse...

Tão bonita a Feitoria Inglesa!
Tenho que visitá-la pois a sua fotografia assim mo relata.:))
Beijinho.:))

Remus disse...

É uma daquelas situações em que passamos e tornamos a passar pelo lugar, mas não tomamos realmente sentido que lugar é...

L.Reis disse...

Esta imagem é daquelas em que se consegue perceber a diferença entre alguém que vai tirando umas fotografias, como eu, e um verdadeiro olhar de mestre com o sentido apurado para a composição de uma imagem, que não acho ter sido fácil. E, nesta composição, tudo foi aproveitado: desde as formas à singular arquitectura de arcos e colunas; desde o empedrado do chão com a sua berma vermelha, até à rendilhada porta entreaberta; desde o candeeiro ao centro até à quase imperceptível escada ao fundo.
Não sei se é do meu monitor (estou a ver no mac portátil) mas penso que falta um pouco mais de brilho em termos de luz. (Ainda hei-de ir ver no outro computador, para ver se não estou a dizer uma tremenda asneira.)