.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

ESTRADA AO ALTO

© João Menéres


ENQUANTO ESPERAVA...

19 comentários:

bea disse...

Desemboca ou começa no vazio, consoante o passo e o lado de quem passa. Mas dá sempre mal; sem limites, é beco sem saída:). Boa.
A imagem está muito fixe, e até com pista para pedais.

myra disse...

imagem otima mas eu nao entendo muito bem .....bjos

Maria Manuela disse...

Uma foto enigmática, a meu ver, claro...
Aérea ? Não pode ser...feita enquanto esperava...
Para mais, com todo este azulinho que a contorna.
Em construção ? Talvez... a continuar para o abismo. Estrada e vida com o desconhecido pela frente...
Uma óptima foto e com ares de desafio.
Beijinho, João.:)

Rasuras do Aparo disse...

... é mesmo uma estrada para o azul ... ladeada de azul ... não finita e com a hipótese de se utilizar bicicleta em ambos os sentidos ... é uma estrada em que os sentidos nos levam até ao alto ... ( e o sentido de oportunidade e a foto obtida valeu a espera ... )

Paula Lima disse...

A ponte móvel de Leça? Se for, quantas vezes ouvi uma tia medrosa dizer "Cheguem-se para trás, que pode cair!!!!" e nós miúdas, de férias, com um fenómeno novo a chegar-nos à frente e espreitar. Um mundo novo face ao céu azul!

Eduardo P.L. disse...

João e seus adoráveis enigmas...

Os olhares da Gracinha! disse...

Na quarta estive no mesmo sítio!
Nem me lembrei de fotografar!
Belo e interessante!
Fui ao Museu do FCP ... penso que vais gostar e provavelmente comentar com agrado!!!
bjoca

Remus disse...

Não existe ciclista no mundo que consiga ultrapassar este declive da estrada.
:-D

Por acaso, nunca tive o prazer de ficar à espera e de ver este "espectáculo" a concretizar-se diante dos meus olhos. Das vezes que passei, a ponte esteve sempre em baixo.
Será que foi sorte ou infortúnio?
Tudo depende do ponto de vista e principalmente da pressa em chegar ao outro lado.
:-D

© Piedade Araújo Sol disse...

a foto está boa!
mas isto é um bocadinho estranho... :(
rsrsrs
bom final de semana.
beijinhos
:)

Victor Barão disse...

Com duplo sentido: ascendendo ao céu e descendo à terra! :)
A visão fotográfica passa por percepcionar e, como diria Henri Cartier Bresson, por "captar o momento decisivo"; o que creio ser também este é o caso: onde muitos só veriam (vêm) aquilo que, desconhecendo eu em concreto e mas por A+B, creio ser uma ponte levadiça, o olhar fotográfico vê precisamente uma foto, o que se com os meios necessários (máquina ou telemóvel fotográfica/o) não perde a oportunidade de captar, com o impacto constatável!!!
Parabéns
Bom fim-de-semana

João Menéres disse...

BEA ( como sempre um comentário com assinatura ! )

MYRA

MARIA MANUELA ( desafio ? A ideia era ± essa, realmente )

RASURAS ( para mim, valeu ! )

PAULA LIMA ( em pleno ! )

EDUARDO ( obrigado pelo adjectivo )

GRACINHA ( esta foi no anterior sábado )

REMUS ( ir pela outra alternativa, é sempre uma hipótese, claro...)

PIEDADE ( não é a única que existe, mas talvez seja a mais moderna e muito bem concebida )

VICTOR BARÃO ( as ciclovias emprestam uma visão interessante )


Agradeço a todos os SEGUIDORES que comentaram e confirmo os acertos da PAULA LIMA, do REMUS e do VICTOR BARÃO !
Trata-se realmente de uma ponte levadiça, no caso sobre o Rio Leça, entre a Doca nº 1 e a Doca nº 2, para permitir a passagem dos navios.

Com os desejos de um BOM FIM DE SEMANA, ficam os beijos / abraços.

João Menéres disse...

AI QUE ME ESQUECI DA GRACINHA, QUE TAMBÉM ACERTOU !!!

Um beijo e MIL DESCULPAS ( não há dúvida que preciso de uma pausa...)

Jorge Pinheiro disse...

Que vertigem.

João Menéres disse...

JORGE

Sobretudo para quem vier a descer de bicicleta !

:- )

Branca disse...

A fotografia é óptima João. Estava aqui a pensar que me parecia numa ponte, estava a ver os desenhos das passagens das bicicletas, mas não distingui realmente que era a ponte levadiça de Leça e tantas vezes por lá passo.

Beijinhos, continua a fazer fotografias lindas

João Menéres disse...

BRANCA

E que sejas bem-vinda !
Muito obrigado pelas tuas tão simpáticas palavras.
Na verdade, por vezes, de tanto conhecermos as coisas de uma determinada maneira, já hesitamos quando a posição é diferente.
O mesmo se passa comigo em relação a pessoas que conheço muito bem num determinado contexto ( no
seu local de trabalho, por exemplo ) e se as encontro noutro local já as dúvidas se levantam..

Um beijo grato e amigo.

Agostinho disse...

Pela sinalética será coisa para circulação bicicíclica. Com dois sentidos. A fotografia tem a virtude de nos confundir os planos.
Abraço.

L.Reis disse...

Credo, que fiquei para aqui um pedaço toda baralhada a pensar que raio teria acontecido ao resto da estrada! Suei as estopinhas até perceber o que isto era e perceber que não era o efeito de uma qualquer vapor etílico :):)
Muito bem aproveitada, esta elevação de uma estrada virada para o céu. Ficou uma imagem fantástica, com o seu efeito ilusório de caminho inacabado.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Já lá passei e ansiei apanhar ou ser apanhado num momento destes, nunca consegui!
Está TOP!
Um abraço