.

terça-feira, 2 de maio de 2017

FLORES, VINHA E CÉU

© João Menéres


A VINHA A DESPONTAR
E AS LAMPRANTHUS A OLHAR. 

( COMO JÁ SABERÃO, FOI O AMIGO REMUS
QUE ME INFORMOU DO NOME DESTAS FLORES ! )


       

39 comentários:

APS disse...

Celebre-se a excelência da fotografia com a velha sabedoria popular:
"A boa cepa, Maio a deita."
Votos de uma boa semana!

myra disse...

que posso ainda te dizer, meu admiravel e tao querido Joao?! uma beleza de foto, flores, cores composicao, equilibrio harmonia ritmo tudo lindisssssssimo!

João Menéres disse...

APS

Se a tivesse feito meia hora mais cedo, tinha obtido melhor resultado, pis as flores estariam todas iluminadas...


Um abraço grato.

João Menéres disse...

MYRA

E os cachos já se adivinham, embora não visíveis a esta distância.

Agradeço teres referido o ritmo !

Um beijo, querida Myra.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Magnifico o contraste.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Isabel disse...

Uma bela foto, com as flores, as videiras e o céu azul, enevoado, em último plano.

Um beijinho e um bom dia:)

João Menéres disse...

FRANCISCO OLIVEIRA

Muito obrigado por este seu comentário e por toda a sua assídua presença !

Um abraço e boa semana.

✿ chica disse...

Que linda foto,João! Adoro céus! abração,chica

João Menéres disse...

ISABEL

Feita da ciclovia ( onde há anos circulava o fumaças, cuja via ferroviária começou a cortar e a separar as terras da quinta ).

Obrigado pelo comentário.

Um beijo amigo e grato.

João Menéres disse...

CHICA

Eu não consigo corresponder a todos os amigos que me visitam e que, ainda por cima, deixam os seus comentários tão desejados por qualquer blogueiro...

Vou tentar visitar-te mais vezes !

Um beijo muito amigo e agradecido.

bea disse...

O mundo natural e a sua fixidez. A natureza recomeça sempre, numa indiferença absoluta ao que a rodeia. Mesmo se logo de seguida o mundo lhe cerceia os rebentos, recomeça. É o ciclo de vida natural.

João Menéres disse...

BEA

Sempre muito interessantes os teus comentários !
Com um inverno extremamente seco e sem trovoadas que façam soltar as águas, receio bem que seja um novo ano consecutivo em que haverá poucas uvas para vindimar e que também outros produtos agrícolas se ressintam fortemente.

Um beijo grato e amigo.

Remus disse...

Pois bem, como flor temos aqui um Lampranthus um género botânico pertencente à família Aizoaceae. Mas para os amigos, pode ser chamado simplesmente como chorão.
Como vinha, temos uma Vitis vinifera, que poderá ser da casta "Avesso" ou até "Loureiro". Mas se por acaso não for, paciência. :-D
Já o céu, é claramente um céu português. Esse não engana. :-)

Estes três ingredientes todos juntos, criou uma colheita (leia-se, fotografia) de alto gabarito.

João Menéres disse...

REMUS

Bem me disse a caseira !...
Mas eu achei que era uma designação muito doméstica.
Com que então é LAMPRANTHUS ?
- Assim está muito bem !!!

A casta destas videiras é AVESSO, sim senhor, embora nos últimos anos tenhamos plantado LOUREIRO.

Quanto ao céu, além de ser português, como sabe, é bem minhoto, embora quase na fronteira do transmontano...

Muito obrigado por mais esta aula de Botânica e pelo grau a que elevou esta imagem.

Abraço amigo.

Os olhares da Gracinha! disse...

... numa beleza primaveril!
A vinha bo quintal está carregadinha e eu andei atar por causa do vento!!!
Bj

João Menéres disse...

GRACINHA

Desculpa eu não ter mencionado a tua preciosa ajuda no texto !
Sabes, Gracinha, a cabeça já não dá para tudo...

Nem ampliando se adivinham os cachinhos !
Mas, como tenho que lá voltar antes do dia 15, prometo mostrar a fase em que as uvas se encontram.
Claro que estas nuvens já foram pregar a outra freguesia...mas também para mostrar os cachos não pode ser cá de baixo !

Um beijo e obrigado Gracinha ( numa tarde de sol e quentinha ).

Maria Manuela disse...

Que frescura de imagem !...
É a natureza plena de força e movimento... de luz e cor... como um cântico de vida, a elevar-se de uma partitura sob o azul...

Excelente foto ! Adorei a perspectiva e a sensibilidade !
Beijinho.:)

Os olhares da Gracinha! disse...

João...aquela "aldeia" é na zona da Areosa e em campo aberto...o pastoreio delicia quem por ali passa!
Bj

Elvira Carvalho disse...

Igual a uma bela foto.
Um abraço

Luísa disse...

Baralhas-me com todas as cores! Nada faltou!
Mil bjnhs

Rasuras do Aparo disse...

... e elas aconchegadas de paixão ... vão em verde esperança em ânsia de liberdade na busca do seu azul que a espaços se esconde ...

jose jaime disse...

Uma bela composição. Abraço.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Muito bonita imagem!
Abraço

Eduardo P.L. disse...

E azul, como fundo.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Apreciei tanto a forma como comentaste que vou realçar as tuas palavras :

"
Que frescura de imagem !...
É a natureza plena de força e movimento... de luz e cor... como um cântico de vida, a elevar-se de uma partitura sob o azul...
"

As coisas acontecem, Maria Manuela...
Não tenho culpa, pois não ?

Um beijo muito amigo e grato.

João Menéres disse...

GRACINHA

E onde é esta Areosa ?
É que há tantas...


Um beijo amigo.

João Menéres disse...

ELVIRA

O teu comentário tem um perfume...

Muito obrigado e um beijo amigo.

João Menéres disse...

LUÍSA

A minha intenção não era baralhar-te, garanto !
Até não sou muito de tantas cores polvilhar...

Um beijo amigo e MUITO OBRIGADO.

João Menéres disse...

RASURAS

Também li e reli a sua prosa poética !
E vou insistir, reproduzindo-a neste agradecimento :

"... e elas aconchegadas de paixão ... vão em verde esperança em ânsia de liberdade na busca do seu azul que a espaços se esconde ...

Grande abraço.

João Menéres disse...

JOSÉ JAIME

Muito obrigado pelas suas palavras.

Um abraço atlântico.

João Menéres disse...

RUI PIRES

E sabe que foi quase sem contar ?

Muito obrigado e um abraço.

João Menéres disse...

EDUARDO

Quando o fundo é azul, tudo está bem.

L.Reis disse...

Lampranthus...pois...só podia ser o Remus. Aquele rapaz não é definitivamente, uma boa companhia! :):)
Resta-me dizer que, para mim, os cumulus, humilis e fractocumulus fizeram esta imagem. A perspectiva que leva o olhar de baixo para cima, permite-nos terminar a leitura da imagem com aquele céu que suporta e destaca todos os outros elementos.

João Menéres disse...

L. REIS

O grande mal desse senhor Remus é a teimosia...
E mais não digo !

E agora vens tu falar-me de cumulus, de humilis e fractocumulus...
Fizeste-me olhar tanto para cima que agora não consigo olhar mais para baixo !
O que me vale é que tu não és baixinha !

Fatyly disse...

Um autêntico postal. Gostei imenso!

Beijos e um bom dia

João Menéres disse...

FATYLY

Muito obrigado !

Um beijo.

Agostinho disse...

Tinha feito um comentario, ontem, a este trabalho mas logo percebi que se gorado no processo de gravação.
Voltei, hoje, para dizer que esta fotografia tem um encanto especial, pelo menos para mim. Tem uma profundidade e uma luz que faz o olhar perder-se para além das nuvens.
Parabéns, João Menéres.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Duplamente agradecido ( pelo que tentou transmitir em 4 de Maio mas que gorou e por, esta noite, ter tido a vontade de comentar de novo ).

Vou destacar uma sua frase que me deixa muito feliz :

Tem uma profundidade e uma luz que faz o olhar perder-se para além das nuvens.

NOTA : Este mês de Maio é um mês muito especial : Sua Santidade vem a Fátima. É mês de muitos aniversários no círculo familiar. E a imagem dos ENGRAXADORES, acabo de saber, foi a mais votada no Desafio Semanal do FLINPO !
( Será que vou acertar no Euromilhões, já agora ? ).

Muito e muito agradecido pela constante gentileza das suas palavras.

Um abraço e bom Domingo.

Ana Freire disse...

uma imagem lindíssima, que me fez lembrar uma, que tenho aqui deste lado, no outro pc, mas com papoilas, no lugar dessas flores!
Adorei o enquadramento!
Beijinhos
Ana