.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

ÁRVORE

© João Menéres




QUEM DIZ O NOME DA ÁRVORE

DA MINHA ESQUINA ?

( Uma dica importante : Em Portugal, 
o seu odor mal se pressente ).

40 comentários:

myra disse...

acho que e Jacaranda!!! e alem do mais e linda..."lindo" como voce!:(:(:
beijosssssssssssssssss

João Menéres disse...

MYRA

Pois é mesmo o JACARANDÁ , Myra !

Um beijo e muito obrigado.

Jorge Pinheiro disse...

Fazem muito lixo, mas são bonitos.

João Menéres disse...

JORGE

Nunca dei conta, é curioso...
Mas vou estar mais atento !
Há muitas árvores novinhas na Avenida da Boavista !

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Desconhecia o nome, mas é muito bonita e nessa perspetiva em direção ao céu, com o seu azul, ainda mais bonita ficou.
Abraço

Eduardo P.L. disse...

Aqui chamamos de Jacarandá Paulista, e é a árvore mais usada nas calçadas da cidade. Curiosamente nada tem com a madeira mais nobre para mobiliário, que também é chamada de Jacarandá.

bea disse...

Na minha cidadezinha de interior os jacarandás são ainda jovens, talvez como o da foto; mas já pespontam de violeta o horizonte e alegram o olhar. Qualquer dia compro um, levo para a terra de meu pai e depois venho ainda longe e ele uma presença lá ao fundo de braços abertos, a arroxear. As árvores esperam-nos a vida toda, sofrem as estações sem um ai, aguentam-lhes as manias, e, como cantou Gedeão, são milagre vegetal que estende os braços e persiste em dar flor.

João Menéres disse...

RUI PIRES

E acho que as nuvens brancas dão mais transparência à cor...

Abraço agradecido e amigo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Essa da madeira é que eu não sabia !
Aliás pouco sei do que quer que seja.

Os olhares da Gracinha! disse...

Soube o nome há pouco tempo mas na minha cor preferida seria impossível não gostar!
Bj e belo olhar

João Menéres disse...

BEA

E se não é indiscrição, qual é a citada cidadezinha do interior ?
Este é adolescente. Pela Boavista fora é que estão os que são mesmo jovens.
E já florescem !

Adorei ler o teu texto !

Um beijo muito amigo e grato.

João Menéres disse...

GRACINHA

Então acertei em cheio !

Um beijo e muito obrigado.

Manu disse...

Adoro esta árvore, em Óbidos há apenas uma.

Beijos João

João Menéres disse...

MANU

Mas no Restelo não faltam...

Fico contente por ter postado este jacarandá, Manu !

Um beijo amigo.

AvoGi disse...

Aqui os jacarandás estão a dar lugar às tipuanas.
Kis :=}

João Menéres disse...

GISELDA

E quando nos mostras ?
É que eu não sei como são as tipuanas...

Um beijo amigo.

Luísa disse...

Se não fosse a Myra, para mim a árvore teria o nome da cor.
E o aroma seria algo sentido mais perto do mar...
A conciliação das duas daria um nome tipo: Maresialfazema!
ehehehehe...não me atreveria a batizar a tua árvore para não estragar a tua foto.
Mil beijinhos

João Menéres disse...

LUÍSA

Maresiaalfazema é um nome poético, sim senhor !
Veremos se alguém dedicado à floricultura aceita o desafio e a cria...

Muito obrigado e um beijo, Luísa.

Tété disse...

Pois é João esta é considerada uma das "Árvores de Lisboa" e como disse e muito bem não faltam no Restelo, na Rua Castilho e parece que também as plantaram no centro da renovada Av. Fontes Pereira de Melo.
Mas isto não é tudo. Pois também é a árvore que plantei no centro do tronco da minha velha palmeira que morreu e já está pegada, só que muito pequenina. A
manhã vou lá vê-la para ver se a incentivo a crescer depressa. Tenho uma relação especial com esta árvore.
Abraços

João Menéres disse...

TÉTÉ

Que interessante ideia tiveste de utilizar a palmeira morta como terreno fértil para o teu tão especial jacarandá !
E de que cor virão revestidas as flores quando virem a luz do dia ?...
Gostava de andar ainda por para saber. Palavra !

Um beijo e obrigadíssimo.

Pedro Coimbra disse...

Está respondido.
A mim resta-me acrescentar que o enquadramento da foto é perfeito.
Aquele abraço

bea disse...

João

eu moro mesmo é na blogosfera:). Habito a atmosfera.

Maria Manuela disse...

Que sorte, João, ter um jacarandá mesmo à sua esquina !
E qualquer dia... um delicadíssimo tapete de um irreal azul-violeta sob seus pés... mas cuidadinho, pouse-os devagarinho para não escorregar...
Uma foto linda, mimosa, com a "sorte" do branco luminoso a destacar a cor e a fragilidade da flor como quem diz todos os anos por esta altura... preparem-se, o Verão está a chegar !
Beijinho.:)

Fatyly disse...

Jacanrandá e são de uma beleza extrema. Mas...as flores e folhas que caem deixam um manto que se não houver cuidado, acontece o que já me aconteceu por Lisboa...fazer "sku":))))

Parabéns pela foto!

Beijos e um bom dia

Majo Dutra disse...

Gosto especialmente da reunião do trio de cores e dos seus contrastes...
Não são árvores saudáveis para quem sofre de alergias respiratórias... mas na época da floração são muito belas.
~~~ Beijinhos ~~~

Rasuras do Aparo disse...

... eu sei que é bela ... o odor é relativo ... mas o que fica pelo chão e nos automóveis é terrivel ... mas que é bela é ...

© Piedade Araújo Sol disse...

eu conheço por jacarandá, mas até pode ter outro nome, são bonitas e dão um colorido à cidade, mas, para mim são nocivas pois sou alérgica.
a foto está bem conseguida!
beijinhos
:)

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

Também era fácil, não é verdade ?

Obrigado por ter apreciado.

Um abraço.

João Menéres disse...

BEA

Estou esclarecido !

Um beijo para as nuvens.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

E queres saber que, estando este jacarandá ali há tanto tempo, eu nunca tenha bem conta dele ?
E a esquina é a mesma de sempre...
Estarei atento ao cair das pétalas que penso aguentarem mais um mês, pelo menos, embora nesta altura estejam mais exuberantes.
Costumava fotografar outro ( 2 km mais acima...).
Não há dúvida : Santos ao pé da porta não fazem milagres...mas este ano sucedeu !
Obrigado pelo aviso. Será levado em conta.

Um beijo muito amigo e grato.

João Menéres disse...

FATYLY

Muito obrigado pelo aviso e pelo elogio à imagem.
Não sabia que tal tapete dá para escorregar !...
Espero que não te tenhas magoado nessa altura.

Um beijo agradecido e amigo.

João Menéres disse...

MAJO DUTRA

Obrigado por acentuares o tricolor !

~~~~~

Não sabia que era imprópria para asmáticos !
Mas, asmático não sou...embora tenha um neto que sofre desse mal.

Um beijo muito agradecido e com a amizade de sempre.

~~~~~

João Menéres disse...

RASURAS

Bem sabe que não há bela sem senão...

João Menéres disse...

PIEDADE

Como lá mais acima escrevi, na Avenida da Boavista há muitos novos jacarandás, além de dois bastante antigos.
E na Rua Mártires da Liberdade, em frente á Livraria Académica, há um monumental !
Infelizmente, nessa praceta onde se situa, o que o rodeia não é compatível com a beleza e imponência dessa árvore.

Obrigado pelo comentário tão amável.

Um beijo amigo.

Remus disse...

O enigma da árvore já foi desvendado logo no primeiro comentário, pelo que a mim já só me resta esperar pelo próximo desafio.
Mas acho que não chegava lá. Não sabia o nome desta árvore.
:-D

Adorei as nuvens de fundo. Acho que elas embelezaram e em muito a composição.

L.Reis disse...

Pois é...Lisboa está cheia delas e é um verdadeiro encanto quando as ruas ficam bordejadas de lilás, como se, de repente, uma cor inusitada vestisse a cidade. Ao contrário do que o Rasuras diz, adoro o que fazem às ruas quando todo aquele lilás se faz tapete e o alcatrão, deixa de ser a cor dominante (lá dos carros já não digo nada, porque nunca me aconteceu estacionar debaixo de um jacarandá) :)

Ana Freire disse...

Actualmente aqui, o Rossio em Lisboa, está cheio deles, jacarandás... quando em flor... proporcionam imagens deslumbrantes...
Acho que a imagem está com um enquadramento perfeito, estando a árvore florida brilhantemente emoldurada pelo céu... pelo que o João obteve uma imagem bem bonita, muito doce visulamente, e bem harmoniosa...
Beijinhos!
Ana

João Menéres disse...

REMUS

A sério que não sabia ?
Nem posso crer, Remus !

As nuvens permitiram fazer sobressair as flores, não acha ?

Um abraço atrasado.

João Menéres disse...

L.REIS

Também nunca estacionei sob um jacarandá.
Mas em compensação já fui vítima ( e ferido ! ) por uma gaivota !

Um beijo.

João Menéres disse...

ANA FREIRE

E hoje deparei-me com outra área com jacarandás !
O vento também os encontrou e as pétalas desprendem-se.
Por este andar, quando for S. João já não flores nas árvores...
Então com o vento que esteve por aqui hoje...

Obrigado pelo teu comentário que me caíu tão bem...

Um beijo muito amigo.