.

quarta-feira, 29 de março de 2017

BARCOS À VELA

© João Menéres




A LA NORONHA DA COSTA,
PINTOR QUE MUITO APRECIAMOS.

36 comentários:

Rasuras do Aparo disse...

... e assim aos poucos e poucos te fui diluindo em mim ... por vezes em ténues vislumbres irreconhecíveis ...

Jorge Pinheiro disse...

Belas silhuetas.

Eduardo P.L. disse...

Meu óculos, por favor...

myra disse...

nao vejo bem? acho que tenho que por oculos////

GL disse...

Tenho que ir pesquisar alguns elementos acerca desse pintor, que não conheço.
E assim se vai aprendendo, conhecendo outras mãos que se dedicam à tentativa - conseguida, ou não - de perpetuar o belo.

Beijinho, Amigo.

Ana Bailune disse...

uau! Parece uma foto desfocada, mas é lindo!

Ana Freire disse...

Gosto desta desmaterialização da imagem... que ganha contornos, à medida que nos afastamos da mesma!
Imagens assim são bastante mais aliciantes de se descobrir o que representam... levam-nos a imaginar... e não apenas a olhar simplesmente, para o comodismo do óbvio... tal como a pintura deste autor...
Beijinhos, João! Continuação de uma boa semana!
Ana

Remus disse...

Barcos à vela?
Para mim são dentes de tubarão ou de jacaré... Ainda estou indeciso.
:-)

João Menéres disse...

RASURAS

Quando a vista a não alcança, sonhamos !

João Menéres disse...

JORGE

Muito obrigado.

João Menéres disse...

EDUARDO

É o mal de quem tem cataratas.

João Menéres disse...

MYRA

Sei que vês muito bem !

João Menéres disse...

GL

E está com uma exposição aí na R, Rosa Araújo !
Depois da tua pesquisa vê se te lembras de me dizer alguma coisa.

Um beijo.

João Menéres disse...

ANA BAILUNE

E é !
Foi feita com a analógica.
Com o diafragma fechado controla-se exactamente o que se pretende.

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Imediatamente acima ( à Ana Bailune ), explico o processo.
Obrigado por teres apreciado !

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

REMUS

São de crocodilo !
Nunca imaginei que não soubesse !

Os olhares da Gracinha! disse...

Desfocar pode fazer sucesso num olhar!!! Bj

Os olhares da Gracinha! disse...

Ah e obrigada por dar a conhecer o artista e a obra!!!bj

L.Reis disse...

Impalpável, indefinido, improvável...tal como os sonhos. E sonhos onde existam velas e barcos são, decerto, sonhos bons, para navegar até à hora do acordar. Mais um belo tributo ao Noronha da Costa! Isto de "pintar com uma máquina fotográfica não me parece que seja nada fácil...mas ao menos não andas todo lambuzado de tinta :):)

João Menéres disse...

GRACINHA ( I e II )

Eu estou absolutamente de acordo contigo quanto à desfocagem !

Se procuraste conhecer obras do Noronha da Costa fico imensamente satisfeito.

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

L. REIS

Pois era, estava à espera de mais IM......
Mas ficaste-te por três que tudo dizem.
O problema é que o meu sonho ( quando sonho ), só acontece comigo acordado e bem desperto...
A estar lambuzado, podes ter a certeza, que não escolheria tintas ( nem meias tintas, tão pouco ).

Luísa disse...

Nuances de tudo num pouco de azul, de mar, de vento e velas erguidas ao céu!

Adoro!
Mil bjnhs

João Menéres disse...

LUÍSA

Que bom saber que gostaste !

Um beijo amigo.

Pedro Coimbra disse...

O efeito conseguido nestes quadros é absolutamente fenomenal.
Aquele abraço

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Interessante... À primeira vista deu-me a sensação de estar atacado por uma miopia elevada...
Abraço

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

As manchas encarnadas deram dinâmica à imagem, digo eu...

Um grande abraço e obrigado.

João Menéres disse...

RUI PIRES

Felizmente não é o caso !

Um abraço amigo.

© Piedade Araújo Sol disse...

um desfoque intencional...ficou original e parece uma pintura!
beijinhos
:)

PS:lá vou eu pesquisar Noronha da Costa!
;)

© Piedade Araújo Sol disse...

João

fui precipitada no comentário, devia ter antes pesquisado o Noronha da Costa e a sua obra.

e acho que esta foto faz jus ao ao artista plástico e pintor.

muito bem conseguida!

beijinhos

:)

João Menéres disse...

PIEDADE ( I e II )

Não foste nada precipitada !
Primeiro, viste a postagem e comentaste muito bem.
Depois, foste ver obras do Noronha da Costa.
Que mais podemos desejar ?

Um beijo amigo e muito grato.

Mister Vertigo disse...

Simplesmente magnifico!
(Ainda hoje estivemos a ver uma exposição dele em Lisboa)
Não conhecia o blogue e gostei muito do que vi. Irei passando por aqui.
Muito boa tarde!

João Menéres disse...

MISTR VERTIGO

Muito obrigado por ser o meu SEGUIDOR mais recente.
E gostou de ter ido à R. Rosa Araújo ?

Fico grato pelas suas palavras e fico então aguardando as suas visitas.

Um abraço.

Agostinho disse...

Uma imagem reveladora das paixões do fotógrafo: a vela e a pintura. Para além, claro está, da fotografia. Se semicerrarmos os olhos vemos melhor.
Um boa associação ao pintor Noronha da Costa.
Abraço.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

A Vela fez parte da minha vida, desde os 10 anos.
Quando tive o 1º enfarte deixei de velejar e passei a ser mais dirigente.
A Fotografia vai-se mantendo mas andar a pé carregado já não é tão fácil...

Tem toda a razão na forma de observar ( semicerrando os olhos ).

Muito obrigado e um abraço.

Maria Manuela disse...

Magnífica Foto !!!
Sim, adivinham-se barcos à vela... em desconstrução... flutuando entre azuis esfumados... névoas com laivos púrpura... que engolem contornos e deixam a essência envolta em mistério... e nos maravilham e embriagam o olhar...
Adorei !
Se não fosse a identificação, diria que estava perante uma das mais belas pinturas do Noronha da Costa.
Beijinho e Parabéns, JOÃO !

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Uma das mais belas pinturas de Noronha da Costa ?
- Como me envaideces, Maria Manuela !

( Devia resultar muito bem se imprimisse sobre tela...).

Muito obrigado e um beijo muito amigo.