.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

ESTALEIRO

© João Menéres


RABELOS ACTUAIS

AQUI SE REPARAM.
AQUI SE CONSTROEM.
O ANO TODO ANCORADOS.
NO DIA DE S. JOÃO
DESLIZAM RIO ABAIXO
PARA A REGATA CUMPRIREM.

30 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Gosto de visitar estaleiros. De ver os barcos em construção ou em recuperação.
Infelizmente só conheço o estaleiro de Sarilhos. Um dia ponho no blog fotos dele.
Um abraço e bom fim de semana

bea disse...

Perderam uso, são mais de vista. Como tanta coisa em tanta gente que o mundo tem.

Jorge Pinheiro disse...

A arte de navegar.

João Menéres disse...

ELVIRA

Como não conheço o de Sarilhos, aguardo que postes !
Avisa-me, pois não quero que me escape !

Um beijo agradecido.

João Menéres disse...

BEA

O teu comentário dá pano para mangas.
Mas aqui neste blog...talvez não.

Os rabelos, e são muitos, são umcartaz permanente e fazem parte da beleza do Rio Douro.
São um apelativo fortíssimo e alvo das atenções de quem vem, ou vive aqui no Porto.

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

JORGE

E D. Duarte escreveu A ARTE DE CAVALGAR A TODA A SELA.
Os tempos mudaram e nem navegar por novas descobertas somos já capazes...
Mas em NOVAS TECNOLOGIAS lá vamos !...

Eduardo P.L. disse...

Disso o fotógrafo entende. Boa foto.

Ana Bailune disse...

Olá, João.
Acho que se parece um lugar onde se constróem adeuses...

Os olhares da Gracinha! disse...

Também gosto de passar aí e observar!!!
Bom sábado!

Rasuras do Aparo disse...

... preparo-me ainda um pouco instável ... sobre estacas ... que me mantêm a alma ao alto vislumbrando a névoa que me chama ao rio ... esse rio que leva até à foz aonde sonho com a grande viagem ...

João Menéres disse...

EDUARDO

Assisti à construção de barcos que encomendei, mas não sei construir.
Até de Angola me pediram para ir a Barcelona aprovar e receber 3 barcos.
Só com o meu assentimento seriam aceites.

João Menéres disse...

ANA BAILUNE

Muito poética a frase, sabes ?
Adorei mesmo.
Mas estes rabelos não causam adeuses...

Um enorme beijo.

João Menéres disse...

GRACINHA

Então concordas com o meu comentário à BEA...


Beijo grato.

João Menéres disse...

RASURAS

Este blog é um felizardo, sabia ?
Há tantos SEGUIDORES cultos, poetas e artistas...

É sempre conveniente estar estabilizado. Há as provas de mar, antes da embarcação ser aprovada.

Um bom sábado e domingo pelas margens do Tejo.

Ana Freire disse...

Um trabalho árduo... e contudo apresentado com uma candura maravilhosa...
Adorei essa mistura de luz e neblina, envolvendo essa zona à beira rio... como que acariciando a paisagem, e adoçando a imagem...
Beijinhos, João! Bom domingo!
Ana

Luísa disse...

Tanto apanhas traves em terra como rabelos navegantes!
Planas o teu olhar da edificação à obra concluida! Serás tu engenheiro???
Eheheheh


Mil beijinhos por mais uma foto ímpar do porto do teu Porto!

Li Ferreira Nhan disse...

"Navegar é preciso".
Beijo querido.

Maria Manuela disse...


Linda foto !...

E necessário também se torna ver as coisas em construção... não vá supor-se que a beleza e elegância de um rabelo... a deslizar por águas D'Ouro é só coisa de magia...
E enquanto é construído, vai olhando a luz... e namorando aquela névoa que o há-de acompanhar vida fora...
Uma ideia luminosa, João !
Beijinhos e continuação de bom Domingo... aqui morrinhoso e frio...

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Pelo que conheço do estaleiro em causa, não me parece que o trabalho seja assim tão árduo, pelo menos constantemente.
Mas, por vezes, sim, é mesmo preciso aplicar a força !
A luz proporcionou-me uma imagem de contrastes e tu soubeste defini-los muito bem.

Um beijo, querida amiga.

João Menéres disse...

LUÍSA

Já me conheces há muito e não ignoras que procuro ser o mais polivalente que me é possível.
E aqui no blog, por razões já várias vezes referidas, ainda tento mais com a variando as técnicas.

Um beijo amigo e obrigado.

João Menéres disse...

LI

...e em terra, CAMINHAR É PRECISO...

Um beijo, LI querida.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Sempre a luz é motivo de muita atenção.
E o tipo de luz tem que se adequar à imagem que pretendemos captar.Neste caso, E COMO MUITO BEM VIU A ANA FREIRE, tive a sorte do meu lado.

Um beijo num Domingo que foi muito variado ( Vila da Feira, mas onde nem ao castelo fui...).

Um beijo amigo e agradecido.

Agostinho disse...

Uma fotografia a parecer pintura pela magia e técnica de quem sabe.
Abraço.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Sabe, caro Amigo, os anos vão ensinando...

Um muito obrigado.

Remus disse...

Já por lá passei várias vezes. E sempre que lá passei, pensei: Qualquer dia tenho que vir tirar umas fotografias a este sitio.
O que é certo é que o tempo vai passando e até agora, não tenho fotografias desse lugar. A continuar assim, vou continuar a não ter.
:-D

Em relação à fotografia, acho que o excesso de luminosidade dá-lhe um "toque especial". Está fora do comum.

João Menéres disse...

REMUS

O que sucede consigo em relação ao estaleiro, aconteceu comigo e em relação a dezenas e dezenas de coisas !...
E digo aconteceu, porque até já desapareceram !
Temos que ser mais CONCRETOS, é o que é.
Adiar é horrível.
Portanto, para a semana avance para o estaleiro, se faz o favor !

Considero a sua análise como um elogio.
Será ?

Um abraço.

L.Reis disse...

A atmosfera de sonho criada pelo ar difuso da imagem assenta-lhe que nem uma luva! E já que estamos em maré de sonho, eu, qualquer dia, também hei-de assistir a essa regata que deve ser um espetáculo!

João Menéres disse...

L. REIS

Este ano ?
Vem !
Assistiremos juntos !

Quando souber a hora da Regata, logo te digo.

Um beijo da Ponte da Arrábida ( onde eu gosto de fotografar a Regata do S. João ).

Presépio no Canal disse...

Nunca tinha visto!
Que interessante!
Beijinho.

Ana Simões disse...

Adoro a foto !!!
Beijinho