.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

3ª FEIRA DE CARNAVAL

© João Menéres


PARA QUE SE POSSA
CUMPRIR O CARNAVAL.

32 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Um olhar que me perturba sempre ... neste tipo de máscara!!!
... mas gosto da escolha!
Bj carnavalesco

Ana Simões disse...

Estou como a Gracinha. Tb me perturba, mas só porque tem o rosto por detrás.. porque vislumbro o olhar humano... desde pequena e já tive tempo para perder o medo.. rss me assustam um pouco os rosto encobertos, contudo gosto muito das fantasias e até deste tipo de máscara.
Bom Carnaval. João.
Beijos

Agostinho disse...

... necessário se torna pôr a máscara.
Ou tirá-la.
Bom Carnaval.

Aleatoriamente disse...

Solidão em cada olhar que passam
através das camuflagens
Onde está a alegria? Em conta gotas
reservadas em um frasco delicado.
Talvez seja isto que nos mantenha flexível.
Se na quarta tudo vira cinza.
nem todas as máscaras caem
E as reservas se vão e eu me digo:
Ah se a transparência vingassem

Bjinho

Jorge Pinheiro disse...

Máscaras é sempre estranho.

ana disse...

Gostei do olhar através da máscara.
Um neto ou neta?

Tem ar de desafio.
Gostei muitíssimo.
Parabéns.:))
Beijinho.

Remus disse...

Perante uma máscara, muitos sentem-se intimidados.
Eu confesso que faço parte desses que sentem-se intimidados. Desde pequeno que nunca gostei de máscaras. Talvez seja por isso, que nunca tenha cultivado o fascínio pelo Carnaval.

Bom Carnaval a todos!

myra disse...

a mim as mascaras sempre me assustam!

ZEKARLOS disse...

Sempre curioso este tipo de máscaras, é impressão minha ou estão duas caras dentro dela?

João Menéres disse...

GRACINHA

Já me interessei por máscaras.
Mas deixei de coleccionar !
Mas tenho um filho que já tem uma colecção bem interessante.

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

ANA SIMÕES

Embora não tenha medo, não me agrada nada ver uma pessoa com uma máscara.
Já basta o nº de pessoas que bem nos enganam !

Um beijo amigo e grato.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Eu preferia a VERDADE à máscara.

Um abraço.

João Menéres disse...

ALEATORIAMENTE

Muito obrigado.


Um beijo.

João Menéres disse...

JORGE

Se é...

João Menéres disse...

ANA

Não, não...
Os olhos do modelo da HM.

Um beijo e muito obrigado.

João Menéres disse...

REMUS

Recordo os assaltos ( não à mão armada ! ) que fazíamos há 60 anos atrás durante 3 dias.

De resto, nem destes corsos acho a menor graça.

Um abraço.

João Menéres disse...

MYRA

Assustar ?
-Nem tanto. mas não me agradam.

Um beijo amigo.

João Menéres disse...

ZEKARLOS

Não ficou no sítio.
Mas é só um rosto.

Um abraço.

GL disse...

Gosto muito da máscara, mas o olhar que se esconde fascina.
Com as devidas distâncias, João, e se bem te recordas, - já tenho referido esse aspecto aqui - quando olho uma janela fico sempre a pensar quem estará por detrás da mesma, quem esconde e o que esconde. Ora com as máscaras acontece, exactamente, a mesma coisa. Quem será aquela pessoa? O que fará? Será feliz? Diverte-se neste jogo do disfarce? A última questão afigura-se-me de resposta simples: certamente que sim, nada a obriga a usar máscara.
As coisas que me levas a pensar, já viste, Amigo?!:)

Beijinho.

Pedro Coimbra disse...

Carnaval?
Não, obrigado!
Aquele abraço

L.Reis disse...

Quer se goste quer não, a história das máscaras ao longo do tempo é fascinante bem como a quantidade de propósitos que servem. Estão intimamente ligadas a toda a espécie de manifestações e servem uma enorme quantidade de "donos" : religião, arte, cultura...
As máscaras são uma espécie de silêncio de nós, a povoar todos os barulhos do mundo. E o carnaval vai no seu 3º dia... :)

Rasuras do Aparo disse...

... e quem não usa máscara ... muito poucos ... muito poucos ... e de tanto a usarem por vezes esquecem-se de quem são realmente ...

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Já passou mais um...
O tempo não ajudou muito...
Eu apenas fui até Podence no domingo.
Abraço

João Menéres disse...

GL

Se te fascina o olhar, eu digo quem é...
No caso concreto é o modelo da TOMMY HILFIGER para os relógios !
Adianta alguma coisa ?
Mas compreendo as tuas interrogações.
Nunca achei grande piada a máscaras,. Tão pouco das raras vezes que usei por obrigação.
Mas aprecio máscaras como objecto coleccionável !

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

Absolutamente de acordo !

Um abraço amigo do Ocidente.

João Menéres disse...

L. REIS

Neste país, anda demasiada gente com máscara !
Estou farto de tata fantasia...
E para eles o Carnaval não tem fim.

João Menéres disse...

RASURAS

Já nem sabemos quem as usa só na época...

João Menéres disse...

RUI PIRES

E eu nem isso, porque estou com uma carga de gripe terrível que me tira a disposição para tudo.

Um abraço amigo.

Ana Freire disse...

Tive a mesma sensação do Zekarlos... parecem dois olhares distintos... tal sensação deve estar acentuada pela diferença de iluminação dos olhos... e por isso... o olhar parece mais perturbador... mas ao mesmo tempo... funciona como um foco de atenção indiscutível na foto...
Que pena as presilhas da máscara não estarem coladas pelo lado de dentro... em vez de aparecerem os dois pedacinhos dos lados...
De qualquer forma... melhor efeito seria impossível de obter...
Beijinhos
Ana

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Sou um tanto trapalhão e sem nenhuma paciência para trabalhos que envolvam as minhas mãos.
Além do recorte não se ajustar perfeitamente à máscara, a colagem ficou um tanto fora do sítio.
Mas o que me vale é ter seguidores atentos !

Eu até podia ter retirado as fitas !...

Um beijo, querida Ana.

DiDa disse...

Fiquei a olhar para os olhos e a pensar, onde tinha enfiado o resto da cabeça que não se vê. Entendi. Está certo. Parabéns.

1ª Gosto da máscara.
2ª Gosto da forma como evidenciou a mesma com os olhos

João Menéres disse...

DIDA

Tinha esta máscara há tempos.
Comprei-a porque a achei interessante.
Não tinha nenhum fim especial.
Mas, dada a época carnavalesca, achei que era altura de lhe dar alguma utilização.

E lembrei-me de lhe aplicar uns olhos.
Encontrei estes. A minha "obra" não ficou perfeita. Como disse, não tenho paciência para trabalhos manuais.

Um beijo num dia de chuva e em que o frio voltou.