.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

SONHOS MEUS


© João Menéres


QUANDO TE SONHO,
É FUGIDIA
QUE TE SEI.
ENTRE AZUIS, 
ENTRE AMARELOS,
ENTRE VERDES POR VEZES.

38 comentários:

APS disse...

Lembrei-me de van Gogh...

João Menéres disse...

APS

Como me sinto inchado...


Um abraço grato.

Jorge Pinheiro disse...

Belíssimos reflexos. Impressionista.

João Menéres disse...

JORGE

Tenho que me entreter...mas ainda não frequento nenhum curso de pintura.
Mesmo com uma régua, uma recta não sai no sítio que quero !

Mona Lisa disse...

Um Luxo de foto!
Uma autêntica tela.

Beijinhos.

João Menéres disse...

ELISA

Fico todo babado com a tua apreciação !

Muito obrigado e um beijo.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Esse ondular com os reflexos, as cores... Fazem uma foto maravilhosa.
Num quadro ficaria perfeita!
Abraço

Remus disse...

É oficial! Pelos vistos o amigo João está zangado com o verde. Está no seu direito e não será caso único.
:-D

Bonito grafismo conseguido com estes reflexos. Este tipo de fotografia cria sempre formas quase hipnóticas.

Rasuras do Aparo disse...

... consigo vê-la ainda a tentar camuflar-se entre uns alongados amarelos como que jogando às escondidas com o azul ... ( que soberba foto) ... quanto ao versado faz-me recordar Maria Bethânia em "Sonho meu vai buscar quem mora longe sonho meu " ...

João Menéres disse...

RUI PIRES

Obrigado pelo seu muito amável comentário.

Um abraço.

Eduardo P.L. disse...

Sonhos liquefeitos...

João Menéres disse...

REMUS

Eu zangado com o verde ?
- Jamais ( não é jamé ! ).

Mas o verde está lá. Muito disfarçado, muito triste, mas está !

Muito obrigado e um abraço.

João Menéres disse...

RASURAS

Uma alma poeta tudo vê, em tudo vê sonhos.

Mas, não mora assim longe, tão longe...
A vista é que está cansada, meu caro.

Grande abraço.

João Menéres disse...

EDUARDO

Todos os sonhos se liquefazem ao acordar.
Mas sempre voltam sem escolher a hora.

© Piedade Araújo Sol disse...

João

gosto muito desta temática, e a tua foto é uma autentica aguarela.

muito bonita!

beijinhos

:)

João Menéres disse...

PIEDADE

Como também gosto dos reflexos que a Natureza me proporciona...

Um beijo amigo e grato.

Ana Freire disse...

Uma aguarelar lindíssimo!...
Lá da Ericeira ainda não consegui nenhum posicionamento que me permitisse obter reflexos coloridos, lá do Porto de Pesca... a configuração da entrada do porto não oferece muita margem de manobra, e a minha máquina também não tem uma grande lente, para o fazer à distância...
Deslumbrante imagem, João!
Não tendo nada a ver com isto... mas... espero que aprecie Shakespeare... assim que tiver oportunidade, durante a próxima semana... :-)
Beijinhos
Ana

Rute disse...

João

Os sonhos podem ter essas cores e muitas mais ainda. Bonitos reflexos em modo de pintura...

1 beijo

João Menéres disse...

ANA FREIRE

Obrigado pela 1ª linha deste teu comentário.

Na Ericeira não é fácil, na verdade.
Mas em Peniche, já consegues, Ana.
Tens é que ter as águas tão quietas quanto possível.
Quando a maré está prestes a atingir o seu zénite, isso pode ser mais frequente.
Ou então, na maré baixa...

Fica a dica e já por conta de Sir William ( não sei o que virá por aí acima, mas será bem recepcionado, claro ! ).

Um beijo amigo e grato.

João Menéres disse...

RUTE

Nem sempre são cor de rosa, Rute.
A maioria é em tons de verde.
A eterna esperança...

Obrigado pelas tuas palavras.
( Tenho quase um ano para juntar mais pacotinhos...).

Um beijo amigo.

Maria Manuela disse...

E que sonhos !...
São sonhos feitos reflexos ou reflexos feitos de sonhos ?
As cores são de sonho, mesmo, e os fios trementes também...
Belíssima recriação do real vista por uma lente de sonho... mostrando como uma janela aberta que ao mesmo tempo que é lente... é mente, é palavra de cristal, é alma de poeta.
Beijinho, João, e bom fim de semana.:)

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Tudo é reflexo de sonhos ( nem sonhados ).
Os fios trementes são do frio que está, por certo.
Alma de poeta que o não é.
Mas apenas um fingidor ( como é sabido depois de dito por um, esse sim. POETA ).
Apenas uns breves laivos, tal como sucederá quando de quando julgo ser um poeta que da Fotografia se serve.

Um beijo e muito obrigado pelo que escreves.
Tão bem, SEMPRE !

Pedro Coimbra disse...

Um sonho em tudo muito belo.
Aquele abraço, bfds

Luísa disse...

Sonhos reais numa reprodução impressionista!
Posso entrar e sonhar?
Mil beijinhos

Presépio no Canal disse...

Que linda fotografia!
Uma água que se desfaz em cores...
Beijinhos!

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

Como sempre o seu comentário é extremamente generoso.

Muito obrigado.
Um abraço.

João Menéres disse...

LUÍSA

Se te queres IMPRESSIONAR, não te afogues nos reflexos...
Sonha, sonha sempre.

Um beijo amigo e agradecido.

João Menéres disse...

SANDRA

Como gostei de te ler !...

Beijo muito amigo.

Os olhares da Gracinha! disse...

Tonalidades e reflexos com poesia!
Bom fim de semana...

Manu disse...

Fico fascinada com este tipo de fotos que nos dão sempre a impressão de que um pintor resolveu mostrar a sua arte com suaves pinceladas, neste caso o artista foi o João.

Beijos João

L.Reis disse...

...eu bem te vi a chegar. Eu bem te vi ali parado, à beira-água, a revirar os bolsos do sobretudo. Só depois percebi que os trazias cheios de céu e sol e, na superfície cinzenta e tristonha, acenderam-se cores. Ouvi dizer que ainda por lá andam, embaladas pela maré e pela luz.
Prodígios de quem tem bolsos mágicos, é o que é! :)

João Menéres disse...

GRACINHA

Assim interpreto a imagem.

Um beijo com muito sol e temperatura assim, assim.

João Menéres disse...

MANU

O mar ( ou a água do rio ) é uma tela esplêndida para transmitir os meus pensamentos.

Muito obrigado pelo fascínio que encontras por aqui.

Bom sábado e um beijo amigo.

João Menéres disse...

L. REIS

Viste mal, pois não visto sobretudo para fotografar.
Um kispo... se a tal for obrigado pelo tempo fresco.
Até porque tem mais bolsos para guardar ( e ter de reserva mais ) nacos de muito sol para pintarem de azul o céu.
Por vezes, há um bolso que me custa a abrir de tão cheio estar.
Só a musa inspiradora faz o milagre de os soltar.

Um beijo muito atrasado, pois vim de uma viagem nocturna pelo paraíso do Guillin !...

Agostinho disse...

Vi por aqui um aguarelar sobre a tela aqui dependurada mas não me parece-me correcto. Trata-se de técnica mais exigente, que requer mão. Até arece um óleo de Vicent van Gogh!
Abraço.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Muito obrigado, mas trocava de bom grado a minha "arte" pela ARTE de VICENT van Gogh !

Um abraço com estima.

Conceição Duarte disse...

Que imagem linda!

Isabel disse...

Tão bonita!