.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

ENTRE O VER E O OLHAR



APRESENTADO NO DIA 15 DE NOVEMBRO,
CONFORME ATEMPADAMENTE
INFORMÁMOS,  O LIVRO

ENTRE O VER E O OLHAR

ESTÁ QUASE ESGOTADO.
NO MOMENTO EM QUE PREPARAMOS
ESTA POSTAGEM, RESTAM 
ONZE EXEMPLARES.

QUEM O DESEJAR ADQUIRIR,
PODERÁ FAZER A SUA ENCOMENDA
ATRAVÉS DO N/ E-MAIL
jm@joaomeneres.com

O SEU CUSTO É DE  €30,00 + PORTES.


AO PROCEDERMOS AO SEU ENVIO,
INDICAREMOS O N/ IBAN.



20 comentários:

Isabel disse...

Tem uma bela capa (só podia!!) e estou ansiosa por ter o meu exemplar na mão:)

Um beijinho e continuação das melhoras:)

Manu disse...

Eu quero um exemplar João.
Como vou estar ausente uns dias, só a partir da próxima segunda feira tratarei do assunto, mas ponha de lado um para mim. Combinado?

Gosto muito da capa.

Beijos João

João Menéres disse...

ISABEL

Está aí a chegar !
A capa ( cores, imagem, lettring e design ) é da minha responsabilidade.
Também acho que não me saí mal...

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

MANU

Muito obrigado !
Lê o que disse acima à Isabel.

EStá já reservado ( e ficam DEZ ! ).

Um beijo amigo.

Pedro Coimbra disse...

Mais uma vez os meus parabéns.
Grande abraço!

João Menéres disse...

PEDRO COIMBRA

Obrigado pelas felicitações vindas de tão distantes paralelos.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Espero que o livro seja um grande sucesso.
Um abraço e boa semana.
Andarilhar

João Menéres disse...

FRANCISCO C. OLIVEIRA

Obrigado pelos seus votos.
Felizmente está mesmo a ser um êxito.

Um abraço.

marredes disse...

Caro e ilustre João Menéres,

Lembra-se de mim? Há tempos não comento eu vosso blogue, embora tenha estado por aqui constantemente.
Senti esta necessidade após o sonho que tive esta noite, onde eu o encontrava e lhe dava um forte aperto de mão e abraço parabenizando-o por vosso livro de muito bom gosto.
Sempre digo que nossos sonhos mais agradáveis são sobre lugares onde nos sentimos bem e pessoas a quem queremos o bem.
Jamais tinha acontecido com alguém que conheço apenas via blogue!

Um forte abraço!
Marredes.

João Menéres disse...

MARREDES

Fui à procura do seu blog mas não obtive resultados nos diversos itens que o encimam.
O MARREDES é uma designação de que me lembro bem mas que, de momento, não sou capaz de recordarfactos, infelizmente.

Agradeço sensibilizado a gentileza de todas as suas palavras que me tocaram bem fundo.

Retribuo o abraço e endereço ao amigo os melhores votos de felicidades e muita saúde.

marredes disse...

Nos conhecemos no FLINPO, onde estive por um curto período com esta mesma designação. Metodista que sou, solicitei desligamento do referido sítio após ter uma fotografia vetada, ao meu ver, de forma injusta (especialmente quando comparada com as aceitas). Também lancei o desafio do objecto desmontado onde ocorreram alguns problemas. Senti que estava sendo, de alguma ou várias formas, "boicotado".
Tenho este defeito, quando me proponho a algo, quero que seja por completo.
Quem sabe um dia aprendo um pouco mais da vida para aceitar que nem sempre é possível, mesmo que tenhamos razão.
Bem, o blogue é seu, e já falei demais sobre minha pessoa... a intenção era refrescar vossa memória.
Na medida do possível, continuarei acompanhando seu trabalho fotográfico e as anedotas de domingo :)

João Menéres disse...

MARREDES

Eu tenho a melhor impressão da equipa que faz o FLINPO, meu caro.
E também uma ou outra imagem minha foi recusada.
Quando existe um júri de admissão devemos considerar que o que prevalece é o seu critério, e não o nosso.
Recordo bem o tema do Objecto desmontado !
Participei dando cabo de uma cassete, lembra-se ?

Em princípio estarei meio ausente nos próximos desafios.
Mas por falta de tempo, exclusivamente.

Obrigado por acompanhar com regularidade os "plananços" cá do grifo.

Um abraço e até breve.

Jorge Pinheiro disse...

Um livro moderno e com um interior fascinante.

marredes disse...

João, veja,

Não utilizaria o espaço de um gentleman como você para desprestigiar o flinpo, e nem tenho motivo.
De forma alguma meu intento foi mal falar a equipa daquele sitio. São apenas águas passadas. Eu também na minha vida já devo ter julgado mal em algum momento, mesmo sem intenção, por isto, mesmo tendo solicitado desligamento, felizmente não guardei rancores.

Lembro da sua cassete... um crime destroçar aquela raridade, mas pela arte foi válido!

João Menéres disse...

JORGE

Fico muito satisfeito com o teor das suas palavras.

Um abraço grato.

João Menéres disse...

MARREDES

A intenção do meu comentário, tinha como finalidade apelar ao seu retorno ao passatempo do Flinpo, somente, meu caro.

Se dei cabo da cassete ( talvez com paciência eu a recupere ) foi com o objectivo único de tentar participar com algo original.

Um abraço e até breve.

Luísa disse...

Fascinada com a cor, o grafismo e toda a imponência de tão desejado livro.
P A R A B É N S
Ser diferente é ser como tu: imenso nas atividades, intenso nas publicações, incomparável nas atitudes!
Mil beijinhos, notável amigo.

João Menéres disse...

LUÍSA

As madrugadas inspiram-te, querida Luísa...
Vês qualidades em tudo.
Acho que andas a ver para lá da realidade...
Mas que eu tanto desejava fazer este livro, aí estamos em total consonância !
E o grafismo da capa é totalmente da minha responsabilidade, bem como a ideia de só numerar as páginas ímpares.
Por acaso, saí-me bem, digo eu...

Um beijo mais que grato e desejando-te um bom mês de Dezembro.

Agostinho disse...

Uma capa assim são os olhos da obra.
Parabéns.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

E quer saber que foi quase o princípio do livro ?
Muito lindo ( e amigo ) o seu comentário !

Fico muito grato e sensibilizado.

Deus o acompanhe, Agostinho.

Um abraço.