.

terça-feira, 21 de junho de 2016

QUANDO O NEVOEIRO SOBE O RIO...

© João Menéres


...E SE FICA PELA RIBEIRA.

22 comentários:

ana disse...

Que passeio matinal maravilhoso. Produziu um resultado magistral com este semi-nevoeiro.
Bons passeios e as melhoras.
Beijinhos. :))

João Menéres disse...

ANA

Muitas pessoas preferem este cenário para correr ou simplesmente passear.
Pessoas de bom gosto, sem dúvida.
Vou andando, muito lentamente, obrigado.

Um beijo amigo.

Maria Manuela disse...

Que beleza de imagem !

E que bem sabe recrear o olhar neste bocado de rio... sentindo o fresco da névoa num 1ºdia de Verão... e sob a imponência deste recorte emblemático...
É toda uma atmosfera ainda silenciosa, do Porto Seu, que nos envolve !...
Beijinho, João, e um dia bom.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Bem pode parecer um matinal...mas é uma situação não rara de um fim de tarde quando o vento muda de Norte para Oeste e nos traz sem contarmos o nevoeiro mais habitual ao nascer do dia.
Com a actual dificuldade de estacionar o carro na marginal no desejado sítio, perdem-se momentos que não passam disso mesmo : MOMENTOS EFÉMEROS.

Um beijo amigo e muito obrigado.


Remus disse...

O enquadramento, com o ondular e a inclinação, deu um grande toque de originalidade à fotografia.
Gostei da fotografia e deste momento a D. Sebastião.

João Menéres disse...

REMUS

A culpa foi da cropagem...fiquei limitado.

Isto já não vai com nenhum sebastiãozinho !...
Ainda se fosse um henriquino...

Isabel disse...

Linda!!

bea disse...

Bonito, sim senhor.

Manu disse...

Uma foto mágica, esta metade nevoeiro e a outra metade não, deu um toque de originalidade à fotografia.
Gostei muito:
Hoje a Oeste e junto ao mar, não se via um palmo à frente dos olhos, culpa da serra do Montejunto.

Beijos João

Luísa disse...

ADORO!
Tudo no teu olhar reflete sabedoria na captação da imagem!
Mil beijinhos retemperadores (tenho a certeza que tu não caminhas por aí...)

Eduardo P.L. disse...

Imagem de mestre.

Luísa disse...

ah roubei o teu nevoeiro para "turvar" o meu olhar de perto

Ana Freire disse...

Passando só para deixar um beijinho, já meio fora de horas... e amanhã de tarde, virei por aqui, apreciar as últimas maravilhas... como esta, com tempo!...
Até amanhã, João! Continuação das suas melhoras!
Beijinhos... e obrigada!... :-)
Ana

Li Ferreira Nhan disse...

Olhar e enquadramento de Mestre!
Beijo querido
e melhoras da perna.

Agostinho disse...

Uma imagem suprema. Nunca a tinha visto assim, com esta encenação - que bonita, que sedutora...
Quando a cruzo,ou passo por baixo dela, admiro, sobretudo, o engenho, ali à vista de todos, do seu criador: o eng. Edgar Cardoso.
Parabéns.

GL disse...

Que bonito, que efeito mágico!:)

Beijinho.

Ana Freire disse...

Quando o nevoeiro sobe o rio... e se fica pela Ribeira... um toque de beleza, encanto e mistério... ficam no ar...
Tal como por aqui, ficou no ar, mais um enquadramento formidável nesta imagem... a curva da ponte e a do cais da Ribeira... combinam perfeitamente, numa junção feliz!...
Espectacular efeito, João!
Beijinhos!
Ana

João Menéres disse...

A SEGUIR A ESTE AGRADECIMENTO GENÉRICO, VOU LEVAR O MAC AOS TÉCNICOS PARA ME PASSAREM DADOS IMPORTANTES PARA O APPLE - MAC BOOK AIR 13"...

ISABEL

BEA

MANU

LUÍSA

EDUARDO

ANA FREIRE ( I e II )

LI

AGOSTINHO

GL

POR FAVOR, NÃO SE OFENDAM COM AS MINHAS AUSÊNCIAS NOS VOSSOS BLOGUES.
TÊM SIDO DIAS DIFÍCEIS PARA MIM...
UM BOM S. JOÃO PARA QUEM O FESTEJAR.

BEIJOS / ABRAÇOS
E MUITO OBRIGADO !




Maria Gloria D'Amico disse...

Sabes que eu gosto de um nevoeiro?
Achei a foto bela, João, uma parte com e outra sem o nevoeiro, um lindo contraste.
Espero que estejas bem, sem nenhum incômodo com o pé e joelho. Mais beijinhos.

João Menéres disse...

MARIA GLORIA

De facto não é uma situação muito vulgar, mas acontece por vezes.

A perna e o pé continuam a ser ossos difíceis de roer.
Mas do joelho não me queixo !

Um beijo amigo e obrigado.

Rasuras do Aparo disse...

... eu fico também como que tentando adivinhar se surgirá para lá do nevoeiro um dia mágico ... daqueles que nos retira a humidade da alma e desta manhã e nos revela o horizonte ... belo como só ele é ...

João Menéres disse...

RASURAS

Será que vem lá junto dos carros ?
Escolhe o lado soalheiro, como éde sua preferência.
E agora que o SOL chegou, já as nossas almas se animarão.