.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

COMO UMA ?...

© João Menéres



VÁ LÁ, COMPLETEM...

18 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Não sou bom nessas coisas. Mas é uma bonita trama.

jose jaime disse...

TRAMA. Abraços.

bea disse...

como uma asa mas é esteira
como uma esteira mas é árvore
como uma árvore mas é toldo
como um toldo mas é abajur
como um abajur mas é bolsa
como uma bolsa mas é ...

Ana Freire disse...

Como uma imperfeição num tronco... se pode tornar, numa magnífica e perfeita visão?!?!?!
Fácil!!!!! É só vir ver esta imagem do João!...
Vou ter que aumentar o pódio, das minhas fotos preferidas, por aqui... esta também consta... :-D
Uma imagem excepcional!
Beijinhos! Boa semana!
Ana

Luísa disse...

...ceira, para o lanche levar!
Esteiras de junco,elevadas à cabeça para as nabiças carregar!

Mas...
...não corre uniforme o fio que o veio, cansado, mostra ao passar!
Rasgou! Quebrou! Desidratou!
Morou lá uma corda que o estrangulou, deixando-lhe marcas do tempo num cinto enruborescido, sem palidez no atar!
Serão marcas do tempo num tronco já cansado de no parque morar?
Ou o tempo só me marca a mim por não o saber usar?

Que mais há a dizer de mais uma belíssima foto, que nos faz trabalhar o imaginário? Obrigadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

Aguardo que desvendes o mistério.
;-) ;-) ;-) ;-)




Maria Manuela disse...

Como uma ferida chorando sangue... talhada brutalmente em tronco de árvore,,, que o tempo já começa a cicatrizar...
Novas fibras já chegaram ao outro bordo... e outras hão-de lá chegar... e todas se entrecruzar... fabricando pele nova...
Seja lá o que for, mais uma foto genial, JOÃO !
E logo em diagonal !
Beijinhos.:))

Remus disse...

Como uma... ferida aberta no couro cabeludo.
:-D

Se calhar é uma visão demasiado drástica. Mas foi o que realmente me veio à cabeça mal vi a fotografia.

Mas agora o que realmente é, isso acho que não sei dizer. Mas deduzo que seja um tronco. Porém, posso estar totalmente enganado.

João Menéres disse...

EDUARDO

Mas é muito bom noutras mais importantes !

João Menéres disse...

JOSÉ JAIME


Lá isso é !

Um abraço.

João Menéres disse...

BEA

MUITO OBRIGADO pelo que escreveste com tanta graça e acerto !
Tenho muita sorte nos SEGUIDORES !
Gente culta e colaborante !

A resposta encontrarás mais adiante, embora já a tenhas dado !

Um beijo gratíssimo.

João Menéres disse...

ANA FREIRE

E os teus elogios vão- se acumulando...
Perfeita a tua leitura !

Fico feliz com olhares que sabem ver.

Um beijo amigo e grato.

João Menéres disse...

LUÍSA

Até parece que deambulaste comigo nessa avenida...
Mas ceira não é...
E tronco cansado também não...

Veremos a resposta daqui a pouco.

Um beijo, querida amiga.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA


Novas fibras já chegaram ao outro bordo... e outras hão-de lá chegar... e todas se entrecruzar... fabricando pele nova...

Realmente é o tronco de uma jovem palmeira na ilha de Tenerife.
Fotografei com este enquadramento enviesado por me parecer mais estético.

Só pelo teu comentário, Maria Manuela, valeu a pena ter fotografado !

Um beijo amigo e, obviamente, muito grato.

João Menéres disse...

REMUS

Feridas temos tido muitas...
Mas ainda não nos acertaram na môna, não é verdade ?

É um tronco, sim senhor !

Aquele abraço.

Presépio no Canal disse...

Muito artística esta fotografia! Gostei muito. Mas não sabia o que era...
Beijinho!

Rasuras do Aparo disse...

... como uma corrente de emoções deslizando sobre a pedreira na tentativa de alcançar a foz ...

João Menéres disse...

SANDRA

Descobri AGORA que estava em falta !

Admito que não fosse muito fácil...

Um beijo com as minhas desculpas.

João Menéres disse...

RASURAS

E saberemos onde é a foz ?
Se soubéssemos íamos à nascente !

Um abraço e peço desculpa de só AGORA ter dado conta da minha falha.