.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

NO 55

© João Menéres



VÁRIAS VEZES ATRAVESSEI 
ESTA PORTA NA MINHA JUVENTUDE.




32 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Portas e números da memória.

João Menéres disse...

EDUARDO

Guardar memórias é fundamental para que possamos ter futuro.

Presépio no Canal disse...

Que bonita!
Posso perguntar de onde é?
Beijinho amigo!

João Menéres disse...

É em Leça da Palmeira, margem direita do Rio Leça.
Tem um dos melhores areais que conheço.
Mas, normalmente, muito fustigada pelo vento norte no Verão.



Um beijo amigo, Sandra.

Jorge Pinheiro disse...

Quase um castelo.

João Menéres disse...

JORGE

Pois, não tem Torre de Menagem !

Remus disse...

Mas... Mas... Mas... O senhor João já teve juventude?
Já não nasceu assim grande e espadaúdo?
Mas que grande novidade me está agora a dar.
Daqui a pouco, vai-me dizer que o Questiuncas também já teve cabelo. Se assim for, então a minha vida vira toda do avesso.
:-D :-D

Já eu... nunca atravessei esta porta. Disso tenho eu a certeza.
:-)

João Menéres disse...

REMUS

Nem sou muito grande, nem espadaúdo...
Mas cabelo, EU, ainda vou tendo !
Quanto à minha juventude, meu caro, tive-a e tento ainda fingir que permanece...

Um abraço.

Isabel disse...

Uma porta lindíssima e com bonitos complementos: o granito(?) que a envolve, o pequeno, mas simpático portão, a planta trepadeira por cima...
Linda, e certamente guardiã de boas memórias:)

Um beijinho:)

João Menéres disse...

ISABEL

Sim, é granito.
Antigamente, as casas que se construíam eram em granito. Nas melhores, até nas paredes interiores !
A trepadeira, quando, na época própria, é lindíssima.

As memórias devem permanecer para lá da nossa passagem.

Um beijo e obrigado.

JANE GATTI disse...

Dizem que a madeira absorve e guarda o sentimento daqueles que nela se apoiam. Se isso for verdade, quanto amor, amizade, alegria e também tristeza e rancor nela se impregnaram com o passar do tempo... Mais que uma porta, um testemunho de gerações que por ela entraram ou saíram. Bela porta, bela foto. Abraços. Boa semana.

João Menéres disse...

JANE GATTI

Todo o teu comentário é POESIA !

Agradeço-te imenso.

Um beijo.

GL disse...

Tão bonita, parece a porta de uma casinha de bonecas, e o portãozinho é um verdadeiro miminho. :)

Os florões que decoram a porta também são em madeira? Já ampliei a fotografia e dá ideia que sim, mas quem sabe disto é o mestre.:)
A casa, em si, é grande? Desculpa, João, mas vejo estas maravilhas e só me apetece saber pormenores.
Pronto, já estou de saída!:))

Beijinhos

Minhas Pinturas disse...

Olá João Menéres:
"Recordar é viver" e reviver as vezes que você passou por uma linda porta gótica é emoldurar as lembranças.
Abraços, Léah
Ps. quanto a pergunta que me fizeste se sou vegetariana,não quem me dera, sou mesmo é covarde, gosto de peixe, de carne, só não tenho coragem de matar com minhas mãos nenhum animal, se tivesse que fazê-lo certamente seria vegetariana.

Tété disse...

Olá João!
E já agora que ninguém perguntou, pergunto eu que sou mais descarada: "morava lá ou ia ver a namorada?"
Não é bisbilhotice é curiosidade, Hi, Hi, Hi!!!
Beijocas

João Menéres disse...

GL

Sim, tens razão, pois só tem o R/C e o 1º andar e tudo com o pé direito não muito alto.
A frente é razoavelmente grande e o jardim estende-se para as traseiras.
Outra vez, sim, pois é uma moradia muito boa com uma arquitectura não muito frequente.

Um beijo ( e pergunta sempre ! ).

João Menéres disse...

LÉAH

Gostei da frase : e reviver as vezes que você passou por uma linda porta gótica é emoldurar as lembranças.

Também não sou vegetariano...mas por outras razões...


Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

TÉTÉ

Nem uma coisa, nem outra...
Visitas de família.
Só !
Está satisfeita a tua curiosidade ?

Volta a perguntar sempre que te apetecer.

um beijo, amiga.

Luísa disse...

Linda porta, lindo portão!
Impera o verde esperança!
Mil beijinhos

ana disse...

A porta é linda, não só pelo arco em ogiva que ostenta mas pelas quatro estrelas ou flores que a decoram. Depois tem um ar de mistério, gótico, de uma casa dos anos vinte. O portão-cancela não separa mas convida a entrar.
Memórias se calhar tem muitas e só o batente é que sabe. Não sei se é vinha virgem se é hera, mas pela cor acastanhada não parece esta última.
Bela foto.
Beijinho e memórias felizes.:))

João Menéres disse...

LUÍSA

Tudo era fantástico em Leça !


Um beijo.

João Menéres disse...

ANA

Antigamente o portão estava sempre aberto.
Só se fechava de noite.
Não havia assaltos, muito menos alarmes...
Em Leça havia meia dúzia de guardas nocturnos para conter alguém mais etilisado...
As almofadas da porta são muito bem trabalhadas.
Se bem me lembro, trata-se de vinha virgem.
Fiz esta imagem há meses...

Obrigado pela mensagem ( tenho, felizmente, muitas e belas memórias ).

Um beijo Amigo.

Manu disse...

Só pela porta posso imaginar a beleza da casa, já que estava habituada a ver por aí casas com muito bom gosto.
Esta é muito bonita e tem um Número que eu gosto.

Beijos João

Rasusras do Aparo disse...

... ter o prazer de olhar antes de se fazer ao portão de ferro e depois ir de encontro aquela porta cheia de fé e esperança em todos aqueles que lá passavam ... percebo agora o caminho ... da arquitetura ... do enquadramento natural com que nos brinda nas fotografias ... e ainda essa traquinice de juventude guardada decerto em algum recanto do jardim ...

Ana Freire disse...

Uma porta especial... e pouco comum... com história... de quem por lá habitou...
E se estiver ligada a boas recordações... fotografar... também será reviver bons momentos...
Enquadramento perfeito!
Beijinhos
Ana

João Menéres disse...

ANA

Claro que está ligada a muitas e boas recordações.
Do tempo em que era menino e moço ( versão do Séc. XX ).

Um beijo amigo.

Maria Manuela disse...

Belo trabalho em madeira, esta porta ogival !
Enquadrada assim, em granito, impõe respeito, deixa marcas, tem carácter, transmite força, atenuada pela beleza dos florões...
E para a ela aceder... há ainda que transpor o portão de ferro que a guarda e a defende...
Tudo materiais nobres, solidez...
Não espanta que ao passar por ela, várias vezes, na sua juventude, permaneçam memórias associadas a essa fase absorvente que molda para sempre...
Bela foto, JOÃO, talvez até com um pouca de nostalgia...

João Menéres disse...

MANU

O 55 é um número engraçado, sem dúvida.
Quanto à casa, também tens razão !

Obrigado e um beijo.

João Menéres disse...

RASURAS

As traquinices ficaram todas num baú !
Mas trago a chave sempre comigo !!!
É tão bom traquinar...

Um abraço, meu caro.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Toda a casa era muito especial.
Tinha uma alma especial.
Hoje, só me traz recordações.
O TEMPO encarregou-se de lhe dar outros residentes...

Um beijo e grato te fico.

Lia Noronha disse...

Amo portas e janelas...atravessam a nossa imaginação..sempre!!
Abraços meus.

João Menéres disse...

LIA

No meu sidebar podes procurar mais PORTAS / JANELAS !
Procura também em PORTO, onde há várias entradas...

Um beijo amigo.