.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

AGRILHOADO...

© João Menéres



POR RAZÕES TÉCNICAS,
IREI INTERROMPER 
AS POSTAGENS
POR UNS DIAS.

ATÉ BREVE !

17 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Ficamos grilhoados aos blogs. Breve retorno.

Ana Bailune disse...

bom dia, João.
Volte logo!

Presépio no Canal disse...


Olá, João!

Boas mudanças! Tudo a correr bem!
Cá estaremos à tua espera.
Beijinhos!!

Isabel disse...

A foto é muito intrigante...interessante.

Um beijinho e que tudo corra bem:)

ana disse...

João,
Que passe rápido esta fase de instalação.
A foto é gira.
Beijinho.:))

Maria Manuela disse...

Mas por pouco tempo, João !

Bem elucidativa, esta foto !

Um beijinho e que tudo corra o melhor possível.:)

Luísa disse...

Beijinhos agrilhoados a novas noticias.....

Remus disse...

Sendo assim, então um até já!!!
E espero que não fique com um pé amarrado a uma dessas argolas, para que o Grifo voe bem alto e sem entraves.
:-)

João Menéres disse...

ESPERO QUE 4ª FEIRA TUDO ESTEJA LIBERTADO.

Rasuras do Aparo disse...

... então é verdade sempre ficou agrilhoado ... por vezes as mudanças tem destas coisas ... são ásperas e fazem de nós uns autênticos prisioneiros ... mas coragem a liberdade está aí ... ao virar da esquina ...

João Menéres disse...

4ª feira, 4 de Novembro, já devo esvoaçar...

Ana Freire disse...

Sem problema! Já sabe que continuamos agrilhoadas por aqui, à espera do regresso do João...
Beijinhos! Desejando tudo a correr pelo melhor...
Ana

GL disse...

É preciso é que tudo corra bem. Nós esperamos.:)

Beijinho

Agostinho disse...

Agrilhoado estará ou esteve o amigo João Menéres, assim entendi, por razões de comunicações.
Quanto à fotografia, óptima para variar, com uma nitidez inexcedível, parece-me que as argolas de ferro não têm outra função que não seja facilitar a remoção das lajes de pedra que cobrirão aqueduto, colector de esgotos ou caixa de visita.

Muito boa noite.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Não sei a razão das argolas. Embora a sua explicação me pareça correctíssima, vou tentar averiguar junto de uma amiga que trabalha em Guimarães, onde esta imagem foi captada.
Ainda estou meio agrilhoado, meu estimado amigo.
Mudei de residência e daí a irregularidade da minha presença na blogosfera, embora talvez mais notada nas não postagens.
A mudança de todas as minhas coisas vai levar largas semanas
Ainda se manterá por mais dias, exceptuando a rubrica dos Domingos, que está programada até Fevereiro !...

Um abraço muito grato pela Amizade dos seus comentários.

Luísa disse...

Aqui vai a explicação:

- se no topo dos edifícios, serviam para içar as pranchas de suporte aos homens que limpariam as fachadas;
- se na base, serviam para amarrar os cavalos...

;-)

João Menéres disse...

LUÍSA

Muito obrigado !
Sabia que nos ias esclarecer !
Burrice a minha não ter discorrido !!!
E eu a dizer que estava agrilhoado !!!!!

Um beijo amigo e muito grato.