.

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

PORTA NO PORTO

© João Menéres


17 comentários:

Questiuncas disse...

Ultimamente tenho visto muitas girafas com estas duas cores (azul e vermelho), mas prefiro com as cores originais.

Ana Freire disse...

Passando por aqui... enquanto a net deixa, por estes lados... alguma dificuldade em vir aqui, João! Há blogues que abrem melhor que outros...
Por isso aproveitando para ver o que andei por aqui perdendo, ultimamente... e comentando de forma sucinta...
Mais uma porta super original, por esses lados... com o simbolo Ying e Yang... na versão girafas... das portas do Questiuncas...
Excelente enquadramento... e bom contraste de cores, acentuado pela moldura cinzenta.
Beijinhos, João! Esperando que esteja de saúde, e as férias tenham sido excelentes, e retemperadoras!
Ana

João Menéres disse...

QUESTIUNCAS

Então o melhor é procurar no jardim zoológico ou ir bem mais longe, meu caro amigo.

Um abraço.

João Menéres disse...

ANA

Muito obrigado pela tua paciência, pois eu sei que o meu blogue é muito pesado e com computadores lentos é de perder a calma.
Eu próprio tenho que adquirir um portátil para quando estou fora, não adormecer enquanto aguardo que ele abra.
Estou a pensar num MacBook. É outra loiça !

Ying e Yang ? Nem sei o que é isso, mas vou saber no google !
Agradeço o teu interesse em saber como estou.
Amanhã, vou à consulta de cardiologia saber o parecer do médico que me implantou o CDI sub-cutâneo.
Canso-me um tanto a caminhar. Estou muito bem AQUI na vossa companhia amiga !
Acho que as férias ( coisa a que um reformado não tem direito ) me fizeram muito bem.

Um beijo muito amigo e grato, uma vez mais.

Eduardo P.L. disse...

Parece mais uma ex-porta, mas bonita assim mesmo.

João Menéres disse...

EDUARDO

Na verdade, não passa de um tapume.

Ana Freire disse...

Ficou com uma letrita a mais, escrito às pressas...
Deve ler-se Yin e Yang...
Beijinhos
Ana

João Menéres disse...

ANA

Não foi por isso que eu não sabia...
Mas agora vou procurar certo.
Obrigado.

Um beijo grato.

João Menéres disse...

ANA :


E assim cheguei à bandeira da Coreia do Sul, através da Wikipédia :
" As divisões representam na parte superior (vermelho) o "Yang" e a inferior (azul) o "Ying" antigo símbolo do universo originário da China. Esses dois opostos expressam o dualismo do cosmo, a eterna dualidade: fogo e água; dia e noite; escuridão e luz; construção e destruição; macho e fêmea; ativo e passivo; calor e frio; mais e menos; o ser e o não-ser; a vida e a morte; etc. A presença da dualidade dentro do Absoluto indica o paradoxo da vida e a impossibilidade de aprendê-la integralmente."

Sempre a aprender !

Jorge Pinheiro disse...

Vai dar ao mundo das cores?

João Menéres disse...

JORGE

Quem sabe ?...

GL disse...

Criatividade é preciso:)
Como de um tapume se conseguiu um resultado tão curioso.
Mas de uma coisa não resta dúvida: a minha colecção de portas vai sair enriquecida com esta tão original.
Que posso dizer? O óbvio: um grande obrigada, João.:)

Beijinho, Amigo.

Isabel disse...

É uma porta muito curiosa e essa ideia do Yin e Yang que a Ana lhe associou é interessante.

Tinha-me aparecido uma imagem de um salto de ginástica (uma neta?...), na minha lista de blogues, mas aqui apareceu esta...

Fico à espera de ver a foto da ginasta, que me pareceu espectacular!

Um beijinho e desejo-lhe a continuação de uma boa semana:)

João Menéres disse...

GL

Ainda bem que pessoas como tu apreciam coisas assim !


Um beijo muito grato.

João Menéres disse...

ISABEL

Isso que tu viste é para o Flinpo...6ª feira está lá.

Muito obrigado.

Um beijo.

Maria Manuela disse...

Se já não tivesse lido que era um tapume, diria que se tratava de um graffiti...
para mais, com uma espécie de assinatura lá no cimo.
Interessante a escolha das cores e o recortado que as opõe.
Será que quem o pintou conhecia o seu simbolismo e quis deixar ali expresso o "dualismo do cosmos" ?
Quanto se aprende, realmente, a partir de uma fotografia feliz de um simples tapume !...
Beijinhos, João.:))

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Não deixa de ser um graffiti...
Penso que o autor não é nenhum ignorante na matéria cosmótica...
E achei também interessante aqueles repetidos sinais gráficos.

Um beijo agradecido.