.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

PORTA


© João Menéres

26 comentários:

Li Ferreira Nhan disse...

Toda ela um primor. O delicado azulejo, a janelinha...
Mas como será a chave dessa fechadura?
Beijo querido!

Remus disse...

Uma porta azul fica sempre bem.
Uma porta envolvida com azulejos azuis e brancos, vou esquecer aquele pequena faixa de azulejos castanhos e verdes, também fica sempre bem.
Até uma "cabeça" de um meco azul, fica sempre bem.

Mas se essas coisas fossem de outras cores, como por exemplo vermelhas ou verdes, aí o caso poderia mudar de figura.
:-D

Este meu comentário, se possuir qualquer semelhança com fanatismo clubístico é pura coincidência.
:-D

Eduardo P.L. disse...

135 e azul...

ana disse...

A porta do nº 135 é singela e contém beleza.
Porto seu, sempre tão especial.
Gostei das Colecções. :)))
Beijinho.

GL disse...

A originalidade é o que mais encanta, desde o trabalho em ferro(?) da janelinha, até a caixa do correio, que não era do dito mas de cartas.
Muito bonita a janelinha que mais parece de uma casa de bonecas. :)

Beijinho

GL disse...

Portinha e não janelinha. Ai, ai!

Questiuncas disse...

Uma bela porta, com uns elementos antagónicos.
A porta é notoriamente antiga, mas a fechadura já não acompanha a idade da porta.
Já agora, onde é?

Maria Manuela disse...

Uma porta velhinha numa linda cor !
Um postiguinho curioso com metades de corações, juntas e separadas, mas tudo unido por uma flor !
E a fechadura miniatura, bem ao cantinho e amarela, com ranhura horizontal ?
Tudo tão "simples" afinal !...
Tão simples que não poderia passar despercebido a um OLHAR sempre atento ao diferente... que nos mostra o granito remendado pelo tempo... e até captou a barrinha de arabescos amarelos, a dar com a fechadurazinha...
Gostei muito, JOÃO !
Beijinhos e bom regresso ao Porto seu.:))

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, A foto está magnifica com belos detalhes.
AG
http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

João Menéres disse...

LI

A fechadura já é de maior segurança...
Antigamente, quero crer, que nem precisava de ter chave...

Um beijo, querida Li e minha amiga.

João Menéres disse...

REMUS

É óbvio que nem tal coisa coisa ( a tal história relacionada com fanatismos clubísticos ! ) me passou pela cabeça.
Mas, já agora, imagine que o seu clube não tinha adversários à altura.
Qual seria o mérito das vitórias obtidas ?

Obrigado pelo seu sempre bom humor !

Um abraço.

João Menéres disse...

EDUARDO

É verdade !

Um abraço.

João Menéres disse...

ANA

E é de uma grande casa, acredita !
O Francisco Sá-Carneiro nasceu lá...

Resolvi apostar nessa, já que o formato é VERTICAL.

Um beijo desta Cidade do Porto.

João Menéres disse...

GL

Muito obrigado pelo teu comentário.
Para mim, é mais postigo do que portinhola...

Um beijo grato.

João Menéres disse...

QUESTIUNCAS

Sem eu ter lido o seu comentário, já referira essa opinião à Li.
portanto, estamos de acordo !
Veja o que escrevi à ANA, por favor.
Se continuar a não saber o nome da rua, dir-lho-ei.

Um abraço.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Não te escaparam essas metades de corações unidos com saber e arte...
Pois se eu vi os corações, não tinha visto bem !
A fechadura já é muito mais moderna, ao contrário do botão da campainha ( que não sei se está activa...).

Muito obrigado pela atenção que me prestas !

Um beijo ( depois de uma viagem longa e cuja AE me causa um sono terrível e me obriga a parar a curtas distâncias ).

João Menéres disse...

Caro A. GOMES ( Algarvio )

Muito obrigado pelo seu amável elogio à imagem.
Estive um mês na Rocha ( não fiz um único disparo !...) e fiz duas saídas: uma, para ir à Prainha, onde um filho possui uma moradia. Outra, para ir à Guia ( ao Leroy et Merlin ) ver recuperadores de calor...

Um abraço e até breve ( espero ).

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Olá Antônio, que sutileza tem esta foto. Uma porta azul que nos lembra o céu e mar.Símbolo de saída e de tantas voltas. Porta que deixou passar por ela tantas pessoas, tantas emoções ... Uma janelinha de ferro que dá suporte à bela campainha e à caixa do correio fazendo o trio ficar mais sintonizado. A delicadeza dos azulejos pintados com minúsculas flores azuis.O número com a base na mesma cor combina com a grade de ferro, da qual aparece um pouco. E a fechadura, de onde saiu?
Linda a sua postagem. Grande abraço!

João Menéres disse...

TEREZINHA

Não sou António...
Mas não tem importância.
Agradeço imenso a tua 1ª visita comentada.

Um beijo.

Rute disse...

O azul dessa porta é muito fora do comum e muito bonito. Os azulejos à volta são ainda a embelezam mais. Excelente registo.

1 beijo

João Menéres disse...

RUTE

Um azul destes é muito pouco utilizado, tens razão, RUTE.
E é muito distinto...

Um beijo e bom fim de semana.

AvoGI disse...

Posso te tratar por António?.... Ri-me e bom rir
Mensagens que nos fazem sorrir
Kis:)

João Menéres disse...

GISELDA

Se eu te tratar por Joaquina...

IOL.

Agostinho disse...

Venho fora de tempo e encontro uma afluência extraordinária, o que é ótimo para o autor e sobretudo para quem vem desfrutar da beleza da arte fotográfica do Menéres.

Gosto de apreciar as fotografias em jejum para não ser “inquinado” pela opinião alheia
Fiquei com a impressão de tratar-se de uma porta singela, não é opulenta, com o pormenor engraçado do postigo. O “segredo” está no conjunto porta-cantaria-azulejo com um equilíbrio notável.
A porta da fotografia será uma “reconstituição” de uma mais antiga, original ou não, (elas degradam-se com alguma rapidez quando expostas diretamente aos elementos. Alguém terá conservado briosamente a traça original. O atual proprietário será mais descuidado pois parece que a porta está a precisar de repintura.

Luísa disse...

Entraste no Minho fidalgo, de casa com requinte e entradas imponentes?
hummmmm! apanhaste uma bela porta!Bjnhs

Luísa disse...

ahhhhhh! falhanço! vi agora que é no porto Teu!

sorry