.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

UMA ESPLANADA NA FOZ E A PÉRGOLA


© João Menéres

35 comentários:

Cropping View disse...

No domingo passado aí andei, muito devagarinho, a apreciar a beleza desse passeio à beira-mar...e não consegui um lugar numa qualquer esplanada.
abraço

João Menéres disse...

CROPPING VIEW

É natural com o calor que estava...
Mas passear sem pressa, assim devagarinho, é o que me sabe melhor.
Os rochedos têm sempre lugar !...

Obrigado por esta visita surpresa.

Ana Freire disse...

João, se a foto de ontem estava fascinante, esta hoje estará absolutamente deslumbrante!
Com uma magnífica perspectiva, e uma profusão de cores fortes, e igualmente apelativas.
O tom madrepérola da pérgola, resplandecendo ao sol, e em toda a beleza da sua elegante estrutura, fazem um contraste maravilhoso com o azul enérgico do céu, numa posição de destaque.
Além de que a presença das pessoas, em vários ambientes distintos, ao longo da foto, pura e simplesmente, cativa a nossa atenção, completamente... convidando a uma demorada apreciação da imagem.
Resumindo, João... A foto está linda!...
Bjs
Ana

João Menéres disse...

ANA FREIRE

A perspectiva é nova...
Talvez pudesse ter disparado um segundo mais cedo para não cortar o tipo de camisa axadrezada que está lá em cima à esquerda, mas estive à espera que outro me saísse da frente !...

Muito obrigado pelo tempo que me dás !

Um beijo amigo.

ZEKARLOS disse...

Muito bom João, acho que a Ana já disse tudo. Abraço

Cristina Ferreira disse...

Que lugar gostoso!
Bjus

Eduardo P.L. disse...

Ventos leves de verão. Brisa.

Carolina Tavares disse...

As esplanadas na Europa são pitorescas. Uma pelas pessoas de pele muito branca a tomar banho de sol, outra porque cada canto dos jardins, praças e encostas, costumam ser bem aproveitados com se estivesse a fazer um convite. Muito bom.

Li Ferreira Nhan disse...

Bem vindo o sol, fonte de vitamina D!
Gosto das imagens do verão!
Beijo querido!

João Menéres disse...

ZEKARLOS


Um abraço agradecido.

João Menéres disse...

CRIS

É sempre muito especial, seja Verão ou a invernia nos fustigue o rosto.

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

EDUARDO


Muito bom o seu comentário !

João Menéres disse...

CAROLINA

Por aqui temos muitos dias de sol durante o ano, mas há sempre quem se deleite como se fosse o primeiro dia radioso !

Um beijo.

João Menéres disse...

Li

Todos os dias têm o seu próprio encanto.
E no Porto os dias são muito variáveis !!!
Há que saber aproveitar o que cada um nos proporciona.

Um beijo, Li querida.

Remus disse...

Ninguém me tira a ideia, que o verdadeiro objectivo desta fotografia não era retratar a esplanada nem a pérgola, mas sim as pernas das moças.
E nem tente dizer o contrário.
:-D

João Menéres disse...

REMUS

A das moças e as das cadeiras !
O eterno feminino...

Retribuo a sua

:-D

Maria Manuela disse...

Bela imagem de Verão !
Local emblemático... em perspectiva que realça a extrema elegância de suas linhas...
... E convida a descer a bela escadaria... juntar-se aos demais e entre reflexos e cores relaxar... refrescar-se... ficar ou passear... inspirar o sol...
Está-se bem aqui, João, só de olhar...
Óptima Foto ! Obrigada.
Beijinhos.:))

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

É um extenso passeio à beira mar.
Há esplanadas que protegem do vento, quando ele sopra .
Nesta tarde, bem precisávamos de uma brisa...
Hoje voltou a chover e a refrescar.
O Verão recolheu-se outra vez...

Obrigado, Maria Manuela, pelo interessante comentário.

Um beijo amigo.

Luísa disse...

Curvas do Porto teu!
Neste dia com um sol enamorado pelas gentes veraneantes!
Gosto muito da foto! Tem cor de verão!
Beijinhos mil

João Menéres disse...

LUÍSA

São as curvas, as subidas, o rio , o mar, as árvores, o parque, as casas doutros tempos e as pessoas que, no seu todo, fazem deste porto o PORTO MEU.

Obrigado e um beijo amigo.

Rasuras do Aparo disse...

... interessante a pérgola dá um ar nobre ao local ... assim como parece ancorar a terra no local onde o rio se junta ao mar ...

Luis Almeida disse...

Linda Foto Amigo

Rui - Olhar d'Ouro disse...

Mas que perspetiva genial!!!
Parabéns caro amigo! Gostei muito.
Abraço

João Menéres disse...

RASURAS DO APARO

Curiosa essa ideia das âncoras !...
Eu gostava de ter uma daquelas redinhas para apanhar uma borboleta...

João Menéres disse...

LUIS ALMEIDA

Obrigado.
Não sei se leu o que eu disse nos comentários que há no Flinpo...é que não consigo fazê-lo no seu site por mais que insista...

Um abraço.

João Menéres disse...

RUI PIRES

Realmente a perspectiva é interessante e não me lembro de a ter visto assim noutro lado.

Um abraço agradecido.

Luis Almeida disse...

Li sim, muito obrigada pelas palavras, irei ver o que se passa com a situação das mensagens no meu blogue, mas tenho ido ao Flinpo quado posso não só para votar mas também olhar nos blogues das pessoas que tenho como amigos vereficar os vossos belissimos trabalhos, um abraço de quem tem um grande apreço para com a maioria dos participantes da Flinpo, e mesmo pela própria, pois continuo a adorar os desafios de de lá.

João Menéres disse...

LUIS ALMEIDA

Se precisar do meu endereço postal, por favor diga-me.

Um abraço.

( Não sou expert em informática. por isso, é natural que eu encontre dificuldades que ninguém tenha ).

Conceição Duarte disse...

Momentos alegres que o verão nos entrega…
andei pelo hospital com OD…

bjks

João Menéres disse...

CON

E está melhor agora ?

Um beijo.

Jéfferson B. Cezimbra disse...

Bela composição João.
As pernas nem tanto rsrsrsrs
Abraço

João Menéres disse...

JÉFF


NEm todas, nem todas...
Obrigado e um abraço.

Agostinho disse...

O local é por si só apaixonante, convida a um olhar atento de demorado para se apreender a beleza subtil existente nas cores presentes.
A fotografia é, digamos, uma peça em dois atos. O primeiro, o superior – a harmonia do homem com o céu – com a saída de cena do senhor do xadrez para que o cenário ficasse perfeito, imaculado. O segundo, o plano inferior – os deuses não calçam ténis, sandálias ou chinelos – há no perfilar de pernas, de cadeiras e figurantes, uma atitude contida, (im)prevista.
A paciência que o fotógrafo terá tido na espera do momento, e a pena da recusa dos terráqueos em abandonar-se à obje(c)tiva… E, mesmo assim, uma fotografia magnífica ficou.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Na minha opinião, este local é tão ícone como a Torre dos Clérigos, a Lello, Serralves, S. Lázaro ou a CdM, entre tantos que podia enumerar...
E não falei da Ribeira, pois é bem diferente e não cabe nesta listagem tão específica.

( Não foi preciso esperar muito tempo ! Apenas breves segundos. ).

Um abraço e o resto de um bom Domingo.

Luis Almeida disse...

O meu endereço Electrónico é almeida1711@hotmail.com estarei sempre ao dispor para falar com o senhor, o mesmo pelo blog !aqui! pois visito com frequência o no meu ou através de face visite.