.

quinta-feira, 10 de julho de 2014

PASTORÍCIA ( Imagem vintage )


© João Menéres

( Clicar sobre a imagem para ampliar )



DEIXO AS PALAVRAS PARA OS POETAS ...




 Olá, Guardador de Rebanhos
 
 
  

     "Olá, guardador de rebanhos,
     Aí à beira da estrada,     
     Que te diz o vento que passa?"     

    "Que é vento, e que passa,
     E que já passou antes,    
     E que passará depois.     
     E a ti o que te diz?"

     "Muita cousa mais do que isso.  
     Fala-me de muitas outras cousas.       
     De memórias e de saudades      
     E de cousas que nunca foram."

     "Nunca ouviste passar o vento.
     O vento só fala do vento.     
     O que lhe ouviste foi mentira,      
     E a mentira está em ti."


                   ( Alberto Caeiro ( heterónimo de Fernando Pessoa )

35 comentários:

Maria Manuela disse...


João, que maravilha !!!

Esta luz, estes contrastes, as sombras de um amanhecer...
E a folhagem embalada na delicadeza deste vento !...

Muitos parabéns pela excelência !
Imagem e poema numa simbiose impressionante ...
Só mesmo um Poeta para fazer tal acontecer...
Beijinhos e obrigada:))

Luzinha disse...

Fabulosa :)

Li Ferreira Nhan disse...

Obrigada pela imagem, fui por um momento até o Cimo... :)
Obrigada pelo Guardador de rebanhos; Alberto Caeiro é o meu preferido!
Beijo querido

ana disse...

João,
Adoro este heterónimo de Pessoa.
Quanto à fotografia, ela é digna de uma exposição num museu.

No criptopórtico do Museu Machado de Castro está uma exposição fotográfica. Constatei que o João faria lá uma melhor exposição do que a que está agora patente.

Em breve tempo mostrarei.
Beijinho. :))

Eduardo P.L. disse...

Foto que me remeteu aos santinhos que as igrejas distribuíam na primeira comunhão...

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Era manhã, sim.
E muito cedo, lá para o Montesinho...
E era quase Inverno !

O resto ( do Alberto Caeiro ) veio por arrasto, obviamente.

Um beijo e muito obrigado, querida Maria Manuela.

João Menéres disse...

LUZINHA

Muito obrigado pelas tuas palavras no singular !

Um beijo.

João Menéres disse...

LI

Aquela zona transmontana é propícia a tudo !
Gosto que gostes !

Um beijo, Li querida amiga.

João Menéres disse...

ANA

Obrigado !!!

( Eles dão algum apoio ??? )

Um beijo muito grato.

João Menéres disse...

EDUARDO

Por aqui os santinhos eram ( e são ) diferentes.
Por isso não entendi a "recordação"...

Questiuncas disse...

Lembro-me de ver, quando ia de férias para a aldeia da minha mãe, os rebanhos a irem pastar e a ocuparem o caminho. Mas obedeciam ao pastor.
Bons tempos.

João Menéres disse...

QUESTIUNCAS

Belos tempos esses...

Um abraço.

Ana Freire disse...

Uma imagem doce, calma e harmoniosa, conjugada com as palavras de Fernando Pessoa, que felizmente, tanto contribuem para o desassossego da alma... pois só assim se sente verdadeiramente...
Tal só poderia resultar, por aqui, num momento ímpar, com um dos meus autores preferidos.
Belíssimo post, João!
Bjs
Ana

ZEKARLOS disse...

Gosto muito, grande post. Abraço

João Menéres disse...

ANA FREIRE

"Doce, calma e harmoniosa " referes tu. Eu acrescentaria : onde o frio se pressente.
Esse desassossego é propício a arrepios da alma.
E quem quer ser poeta tem que estar sempre fora do contexto de sossego !

Sabes que agora espero sempre pelos teus comentários ?

Obrigado, uma vez mais !

Um beijo.

João Menéres disse...

ZEKARLOS

Assim o sintam muito dos outros !

Um abraço grato.

Rui - Olhar d'Ouro disse...

Maravilhosa essa "vintage" retirada provavelmente do fundo do baú :)
Abraço

João Menéres disse...

RUI PIRES

Sim, foi do baú...
40 Years Old.

Um abraço.

Georgia Aegerter disse...

Oi mei amigo Joao, tudo bem contigo?
Como por aqui sao férias sobra um tempinho para rever os amigos e apreciar lindas fotos.

Tem algo para vc na Saia, é pegar ou lagar, rs.

Um grande abraco

Fatyly disse...

Bem João, esta tua foto merecia um prémio, que maravilha e a ela juntaste um verso que gosto, mas... fico-me pelo teu trabalho. Parabéns!

Um abraço

João Menéres disse...

GEORGIA

Acabei há minutos de jantar, mas vou já ver o que tens lá !
É claro que não largo !
Tudo bem por aqui, felizmente.


Um beijão.

João Menéres disse...

FATYLY

Obrigado pelo elogio !
Veremos, veremos...

Um beijo muito grato.

Georgia Aegerter disse...

Linda imagem contada em versos e prosa.

Sim, Joao. É isso mesmo.

Você é um dos meus amigos que gosta de brincar. Assim vou poder te conhecer mais um pouquinho.

Um grande abraco

João Menéres disse...

GEORGIA

Vamos a ver como me saio !...
O Grifo Planante não é muito próprio para estas brincadeiras, como sabes. Mas vou fazer os possíveis !

Outro beijão.

Luísa disse...

Quantas cores na tua foto?
Tantas quantas as palavras pintam!
Se na beleza do teu olhar mora a natureza, nas palavras escolhidas habita a melhor das escolhas!
Um grifo que plana sobre toda a matéria...
Beijinhos mil

João Menéres disse...

LUÍSA

Quantas contaste ?
Ah, pois, já respondeste...

Não quero voar muito alto. Apenas o suficiente para chegar ao alcance da vista das pessoas que realmente me interessam.
E tu viste-me, Luísa !

Um beijo grande e muito amigo.

Luzinha disse...

Deixe-me dizer que Fernando Pessoa foi um dos meus autores preferidos, quando estudei Literatura Portuguesa, apesar de Álvaro Campos ser o meu heterónimo favorito,(a Ode Triunfal é sensacional), tbm admiro Alberto Caeiro e Ricardo Reis :)

João Menéres disse...

LUZINHA

E outros há, bem na linha destes.
Mário de Sá-Carneiro, por exemplo.
Noutros ares, o Vasco Graça Moura, António Botto...enfim uma lista de tamanho razoável.

Um beijo e BFS.

Agostinho disse...

Um sonho de trabalho.
Não digo mais.

Remus disse...

Não me vou colocar aqui a contar as ovelhas, por se não corro o risco de adormecer em frente ao computador.
:-)

Fiquei rendido a este momento e a esta paisagem outonal.

João Menéres disse...

AGOSTINHO

Para a semana quero ver se assim pensa uma grande parte dos meus "adversários" !...


Um abraço muito grato.

João Menéres disse...

REMUS

Podia ter ficado a olhar para a pastora e a contar-lhe uma história !...

Veremos depois...


Um abraço agradecido.

Rasuras do Aparo disse...

... haverá sempre um vento ...que nos contará uma mentira ondulante ... fresca ... que nos fará sentir um fim de tarde luminoso e bucólico ...

Rasuras do Aparo disse...

... haverá sempre um vento ...que nos contará uma mentira ondulante ... fresca ... que nos fará sentir um fim de tarde luminoso e bucólico ...

mariam [Maria Martins] disse...

Caeiro, um dos 'criativos' de Pessoa que mais gosto. Do pastoreio, vivo na urbe mas ainda tenho o privilégio de ver passar um rebanho perto de casa! A foto é linda. Pbs :)