.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

PAISAGEM DO ALTO MINHO


© João Menéres


PARA QUE A VISTA DESCANSE
E O ESPÍRITO DIVAGUE.

30 comentários:

myra disse...

sim minha vista descansa desta horrivel vista daqui...montanhas sem graca com ainda restos de neve...mas ainda nao posso sair de casa....
beijos

João Menéres disse...

MYRA

O Minho caracteriza-se por pequenas propriedades, ao contrário do Alto Douro e, sobretudo, do Alentejo, onde o latifúndio predomina numa paisagem essencialmente plana.

Espero que os taxis circulem o mais breve possível para que te sintas mais liberta.


Um beijooooooooooooooooooooooooooooooooo

Luísa disse...

Alto minho é a minha terra!
A origem de todos os tempos vividos!
Sou muito terra, muito verde, muito frio ou muito calor!
Sou muito Minho!

Grata pelo presente. Minifundios apreciáveis..

Mil beijinhos

João Menéres disse...

LUÍSA

Não escrevi nada no texto que a ti aludisse, mas esta postagem foi editada a pensar em ti.
Uma espécie de homenagem...

Um beio Amigo.

Maria Manuela disse...

Que maravilha!

Sente-se a limpidez do ar...
E a Paz destes horizontes azuis a escorregar devagarinho para um verde vibrante de Esperança...
Que suavidade, neste planar e neste olhar!...
Um beijinho, João.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Em dias de Outono, temos dias com esta pureza.
Gostei muito de tudo, mas ficou-me a frase :
Que suavidade, neste planar e neste olhar!...

Obrigado, Maria Manuela !

Um beijo AMIGO.

Jorge Pinheiro disse...

Deste Minho em gosto. Do outro pequenino e cheio de couves-galegas, nem tanto.

João Menéres disse...

JORGE

Estamos em sintonia.

Remus disse...

Agora senti-me completamente divagado...
Bela paisagem, com cores cheias de cheiros de Outono e com um ar limpo de fazer desaparecer qualquer tipo de pneumonia.

Li Ferreira Nhan disse...

Só passei por essa região quando venho da Galícia. Gostava muito de conhecer, poder com tempo ver essas terras e principalmente ouvie a fala desse povo. Há muito ainda por conhecer . Ora se há!
Beijo aos meus queridos João e a minhota Luísa!

Isabel disse...

Bonita paisagem! Não conheço!
Bela foto!
Um beijinho

L.Reis disse...

Ó caramba!...Era mesmo disto que eu precisava agora: uma casinha assim ali perdida pelo meio...sem vizinhos à vista, uma bela lareira, uma mantinha xadrez, uma murmúrio de música, um copo de Quinta do Carmo e um livro para aí com 400 páginas de letras...isso é que era!! Eu bem digo que tenho uma queda natural para a hibernação, mas ninguém acredita... :)

Luísa disse...

Obrigada, Senhor das mil e uma belas imagens!
Tal como a dimensão dos campos que se dividem entre muros, deixas-me pequenina perante tão bela homenagem.

Beijinhos mil, diretamente do verde Minho, onde o frio adivinha o Natal.

Rasuras do Aparo disse...

... olho as árvores já de folhas castanhas ... preeenchidas de ideias ...ilusões ...sonhos ... mais de 400 supomho eu ... aqui de longe, e continuo esperançado de que de porta em porta alguma se abra ... e me mate a sede ... tambem com ... Quinta do Carmo no cálice certo ... na companhia certa ... e lareira brilhante ... oh! como eu gosto deste postal de Alto Minho ... assim

ana disse...

Realmente, João, dá para repousar a vista.
Que harmonia e equilíbrio.
Beijinho grato por esta partilha. :))
ana

Manu disse...

Gosto destas paisagens previlégio dos que vivem a norte, respira-se pureza e as tonalidades são uma autêntica pintura.

Beijos João

GL disse...

Respira-se paz, serenidade. Não me importava que uma daquelas casinhas fosse minha!
Obrigada, João!
Beijinho.

João Menéres disse...

REMUS

De pneumonia e até de...

( e mais nãodigo...


Um abraço.

João Menéres disse...

LI

Portugal é muito pequenino, mas lindo de morrer.
Cada regiãoé diferente !
É como as 9 ilhas dos Açores, todas maravilhosas e puras e todas com o seu encanto próprio.
Um casal da Tijuca, passeou um mês aqui em Portugal. Conheciam tudo !
Travámos conhecimento com eles num Cruzeiro.


Um beijo, Li querida.

João Menéres disse...

ISABEL

É natural...é preciso sair das AE e andar por montes e vales.

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

L. REIS

Arranjo-te quase tudo :
Uma mantinha de xadrez, uma música murmurada
( tens alguma preferência por um ouvido ? ), um copo ( ou mais da Quinta do Carmo; nunca acerto no vinho, irra ! ), um livro com letrinhas em mais de 400 páginas e uma lareira.
Sóa casa é que não é isolada...
Mas, se quiseres, isolas-te !

Basta assim ou queres mais ?

Um beijo à moda do Minho e das suas danças e contra-danças.

João Menéres disse...

LUÍSA

Nada tens a agradecer !
Quantas vezes é preciso dizê-lo ?

Como já choveu, o frio amaciou.

Um beijo e até mais logo !

João Menéres disse...

RASURAS DO APARO

Que trio...


Um abraço Amigo.

João Menéres disse...

ANA

Bem sabes que este blogue varia muito de tema e de género !
( A essa hora, estava a ver o filme MANDELA. São cerca de 2:30 h que aconselho todos verem ).

Um beijo grato.

João Menéres disse...

MANU

Realmente só no Minho podes desfrutar destas cores e destas tonalidades. Consequência da implantação geográfica e do clima.

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

GL

Os preços são em conta...e tornavas-te RAINHA !


Um beijo.

Fatyly disse...

Este sim...para mim daria um quadro maravilhoso. O teu trabalho fotográfico é fantástico e a tua frase cheia de sabedoria e verdade.

Beijos

João Menéres disse...

FATYLY

Muito obrigado pelo elogio a que desta vez tive direito.


Um beijo amigo.


GL disse...

Raínha? Ai era? Estou a ver que pensar seriamente nesse assunto. :))
Beijinho

João Menéres disse...

GL

Pensa, pensa !

Um beijo.