.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

O CÁLICE DO SIZA VIEIRA


© João Menéres

( SE CLICAR SOBRE A IMAGEM, ELA AMPLIA )


O ARQTO. SIZA VIEIRA
CRIOU UM CÁLICE ADEQUADO
PARA O VINHO DO PORTO.


32 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Cálice: Detalhe importante no caso do bom vinho.

João Menéres disse...

EDUARDO

Tão importante por onde se bebe, como escolher o vinho que deve acompanhar a refeição.

L.S.A. disse...

O cálice é bonito mas... eu não gosto de álcool...!
Mas gosto das obras de Sisa Vieira.
Boa semana

João Menéres disse...

MARIA

E da imagem gostas ?

Um beijo.

Fabricio K. Ramos disse...

Excelente fotografia... Que esses copos cheguem ao Brasil urgentemente, pois o vinho do porto é muito consumido por aqui.
Abraços.

João Menéres disse...

FABRICIO

Agradeço muito o duplo elogio !

Numa loja da Atlantis ou da Vista Alegre, deve encontrar os cálices do Vinho do Porto !

Um abraço grato.

Luísa disse...

Cálices...
...lembro-me deles pequenos, de pé alto, com parras muito bem desenhadas no vidro fino!!!
Lembro-me deles italianos, verdes, pintados à mão...
Ou então, como este, estilizado, com um designe moderno adaptado ao homem de hoje!

Cálices...uma elegância de mão, num ritual aromatizado quando degustado o licor dos Deuses nas mãos dos homens!

Bjnhs mil, sem Porto numa hora em que o leite ou o chá cai bem melhor!

João Menéres disse...

LUÍSA

Como dissertas com toda a propriedade sobre os cálices ao longo do tempo !
Acho que tenho para todos os gostos...
Dos das parras, confesso que não me lembro ( se calhar até tenho fora de uso...).

Se achas a mão elegante, obrigado !
Tem o meu ADN...

Sabias que este pé tem uma reentrância para o dedo ?

Um beijo muito grato.

Remus disse...

E porque é que é um cálice adequado para o vinho do Porto?
Que estudos e que análise é que ele fez?
Como é que um arquitecto, cuja a sua formação é desenhar edifícios, pode fazer uma peça "adequada para beber vinho do Porto"?
Não é o mesmo que me colocarem a fazer consultas de urologia?

Sou muito céptico em relação a estas coisas. Acho que cada macaco deve ficar no seu galho.
Vender algo como sendo excelente e adequado, só porque quem o desenhou é alguém famoso, acho que sinónimo de desprestigio.
Mas esta é somente a minha opinião.

Já da fotografia, respeita inteiramente o desafio do Flinpo.
;-)

João Menéres disse...

REMUS

Todas as firmas de Vinho do Porto utilizam cálices de prova semelhantes a este.
A forma de tulipa permite agitar bem o néctar epara libertar os aromas e, simultaneamente, conservá-los no cálice, o que não acontece com um outro que seja
mais largo.
Fiz-me entender ?


Obrigado pelo seu comentário.

Um abraço.

Jorge Pinheiro disse...

A imagem está óptima. O vinho até cheira...

L.Reis disse...

…eu também já bebia um…mesmo que o cálice não fosse o apropriado :):)
Acho que vou abrir a garrafa reservada para o Natal :):) Estás a ver o que tu provocas???!!!!

João Menéres disse...

JORGE

Obrigado.
E gostou do aroma ?

João Menéres disse...

L. REIS

Mas tu sabes como se faz para apreciar um Vinho do Porto !...
Consegues apreciar como deve ser.
Já fui testemunha.

E que garrafa tens tu reservada para o Natal ?
RESPONDE DEPRESSA !!!

:.tossan© disse...

O importante João é a boa foto e o bom vinho da casa. Abração

Li Ferreira Nhan disse...

Elegância! No cálice, na camisa, na gravata e no gesto!
Beijo querido!

João Menéres disse...

TOSSAN

Muito obrigado pelo elogio à fotografia !

Sim, o vinho era um esplêndido Vinho do Porto...
...mas já não sei qual...

Um abraço com Amizade.

João Menéres disse...

Li

Não é de admirar, pois não ?
É o meu filho mais velho !
LOL


Um beijo. Li querida.

Rasuras do Aparo disse...

... cálice sempre significou algo transcendente ... o seu aperfeiçoamento no que concerne à sua forma para a degustação dos diversos tipos de vinho é algo que ocorreu sempre ao longo dos tempos ... um bom vinho requer sempre um bom cálice e uma boa companhia ... só assim a plenitude dos sentidos terá complementaridade ...

João Menéres disse...

RASURAS DO APARO

Ora aí está A GRANDE VERDADE !

UMA BOA COMPANHIA...
E mais não digo...

ana disse...

Vi este copo quando saiu, já há um tempo. Gosto do Siza Vieira.
Experimentei mas é mais difícil de chegar o Porto ao palato, talvez seja esse o segredo. :))
Beijinho.

João Menéres disse...

ANA

Aprovadíssimo pelos enólogos...


Um beijo.

peri s.c. disse...

Como o Alvaro Siza ( assim o chamamos aqui no Brasil ) é um fantástico arquiteto e sei que desenha muitíssimo bem ( vi alguns desenhos dele quando estivemos em sua casa, João ) está acostumado a analisar com cuidado os problemas e pensar nas soluções que envolvem o desenho de um edifício, uma casa ou ... um copo. Tenho certeza que o resultado foi ótimo. Acho que isso ajuda um pouco a esclarecer a dúvida do Remus : arquitetos podem desenhar, com propriedade quase tudo.
Grande abraço João
Mauro M

João Menéres disse...

MAURO

Muito valioso o seu depoimento, como Arquitecto que é.
Por isso, muito lhe agradeço as palavras.
Aliás, o Mauro bebeu um Porto num cálice Siza !
Penso que o REMUS está suficientemente esclarecido.


Um abraço amigo.

Remus disse...

Ó... mas copos de cálice, uns mais curtos outros mais longos, uns mais largos outros mais estreitos, sempre existiriam. Não foi o Siza que os inventou.

Este copo só ficou "famoso" porque existiu uma campanha de marketing.
Pegaram em alguém famoso, que desenhou um copo segundo as especificações que alguém lhe deu, porque aposto que não foi o Siza que descobriu que tinha que ser um copo com o tamanho X e largura Y para que o aroma e paladar ficasse evidenciado.
O mérito deveria serr todo para o enólogo ou cientista que descobriu que o copo deveria ter o tal tamanho e formato. O Siza limitou-se a seguir as instruções e a dar o seu nome.

Remus disse...

peri s.c.: É verdade. Os arquitectos são excelentes desenhadores. Eles são excelentes a desenhar tudo. Mas construir e passar para a realidade para o que está desenhado em papel, ou se é realmente algo "adequado" e excelente para algo, vai um grande passo.

João Menéres disse...

REMUS

Não o vou desmentir !
Deus me livre !!!

Um abraço.

João Menéres disse...

REMUS

Já no comentário ao PERI, atrevo-me a dizer que há arquitectos e ARQUITECTOS !

Outro abraço.

mauro m disse...

João : esse detalhe do copo do Siza quando você nos brindou com aquele fantástico Porto, nos escapou !
Grande abraço

mauro m disse...

Prezado Remus : Como escreveu o João , há arquitectos e ARQUITECTOS . Arquitetos não são senhores das verdades .Os bons profissionais para elaborarem seus projetos ( desenhos )sempre contam com a assessoria e colhem as necessárias informações dos experts no assunto em questão, seja um copo ou um hospital . E buscam assim melhores soluções. Obviamente o Siza conversou muito com vários enólogos ( e certamente provou incontáveis e preciosos Portos ), provavelmente ele também é um. Analisou as opiniões , testou vários outros copos e por fim fez o que é sua especialidade : desenhou e definiu as proporções e as medidas do novo copo. Diferente dos outros. Necessariamente o melhor ? Não . Agradará alguns , não encantará outros.
Somos movidos pela inquietude de certos seres humanos, sempre procurando melhor o mundo físico ( e emocional ) que nos cerca . A mesma inquietude que moveu os arquitetos navais a desenharem as caravelas . Sem elas não estaríamos aqui a conversar. O que seria ua pena.
Grande abraço, um prazer fazer essa troca de considerações .

João Menéres disse...

MAURO

Eu também devia ter chamado a atenção...

Um abraço.

João Menéres disse...

MAURO

Enquanto o REMUS não ACORDA e lhe responde, entro no diálogo.
Como sabe, conheço o Siza desde ( quase ) a mim me conheço.
E posso confirmar que ele estuda ao mais ínfimo pormenor tudo !
Documenta-se a sério. Consulta os especialistas em cada matéria.
Não se limita a fazer as coisas apenas porque se sente inspirado.
Pessoalmente, gosto IMENSO do cálice dele !

Um abraço e até breve.