.

sábado, 14 de setembro de 2013

A EXPOSIÇÃO DA JOANA VASCONCELOS NO PALÁCIO DA AJUDA / ( I )

ESTA EXPOSIÇÃO, EMBORA A ENTRADA FOSSE PAGA,
BATEU, EM NÚMERO DE VISITANTES, 
TODOS OS RECORDES EM PORTUGAL.


© João Menéres

O VASO



© João Menéres


AS GRAVATAS ESVOAÇANTES

© João Menéres

VITRAL

(  Em lã e algodão )

© João Menéres

AMÉLIA 

( FAIANÇA DE RAFAEL BORDALO PINHEIRO,
PINTADA COM VIDRO CERÂMICO,
RENDA EM CROCHÉ DOS AÇORES. )

© João Menéres

OS FERROS A VAPOR

30 comentários:

ana disse...

João,
As fotografias estão maravilhosas. A peça dela que mais gostei está aqui contemplada: o vitral. Parece-me genuína, da lavra dela...
O bolo gigante saiu beneficiado pela tapeçaria que se vislumbra. :))
O fontanário em verde também era o que escolheria, por razões óbvias.
Sabe, o chão do palácio é aqui representado em todo o esplendor.
Parabéns!
Beijinho.:))

myra disse...

nao sei se as obras sao tao lindas como as fotos que voce fez delas!!!!entao maravilhoso vcs dois!!!!
beijos

Ana Bailune disse...

Muito interessante! Ela transformou o ordinário em inusitado.

Li Ferreira Nhan disse...

Parabéns João! Este post sim está a altura da exposição da Joana Vasconcelos!
Foi mesmo uma exposição muito bonita!
Beijo querido!

GL disse...

Consegues embelezar aquilo que para mim tem pouco interesse.
Sem querer tirar mérito a JV, muito sinceramente, este tipo de arte não me diz nada.

Belissimas, as fotografias!

Bom fim-de-semana.

Abraço amigo.

Isabel disse...

Fantásticas fotos!
A tapeçaria foi um dos trabalhos que mais gostei, mas gostei muito de muitos mais, da mesma forma que detestei outros - como o helicóptero.
Há obras para todos os gostos!

Um beijinho e bom fim-de-semana!

Kaipiroska disse...

Tudo isso tem a ver com o simples fato de ser uma expo completamente diferente do usual, com materiais que não lembraria ao macaquinho, e ainda mais num belíssimo palácio. Já para não falar na publicidade ao nível da imprensa que proporcionou a esta exposição um grande e merecido mediatismo.

Jane Gatti disse...

Magnífico trabalho! Belíssimas fotos. Sinto estar tão distante e não poder presenciar as obras de arte, que partem do cotidiano estéril, transformado pela artista. Mas suas fotos nos permitem, ao menos, ficar alguns momentos apenas na contemplação. Obrigada por nos permitir esse prazer. Abraços.

Maria Manuela disse...

Belíssimas Fotos!...
Como "certos" enquadramentos e não só... podem realçar tanto cada uma daquelas peças...
E quase esquecemos que olhamos o banal... feito arte!
Gosto especialmente do vitral.

E que beleza de pavimentos, aqueles!
Um beijinho e bom domingo.

Eduardo P.L. disse...

Grande Joana.

Rasuras do Aparo disse...

... tendo em conta toda a exposição mediática que rodeou toda a apresentação , há que ter em conta a forma visual em que tudo surge em grande ... coisa pouco habitual no universo português das artes ... transporta-me para Paula Rego esta ao nível da pintura cujas imagens retratadas são sempre maiores do que o convencional ...
gosto de facto de ambas ...

L.S.A. disse...

Claro amigo João, A Joaninha anda por todo o lado.
A imaginação dela é "enorme", mas para mim em primeiro lugar... "A noiva", aquela que Versailhes não quis.

Jorge Pinheiro disse...

As imagens estão excelentes. Grandes fotos. Foi com a máquina que encravou?

João Menéres disse...

ANA

Então as fotos a correr não te desiludiram de todo...
Fico muito mais descansado, acredita.
Obrigado por todas as observações, sempre muito pertinentes.

Um beijo.

João Menéres disse...

MYRA

És muito exagerada !
Mas agradeço a generosidade, naturalmente.


Um beijooooooooooooooooooooooooooooo

João Menéres disse...

ANA BAILUNE

É a forma que ela tem de fazer Arte : Servir-se de objectos vulgares e utilizá-los com muita imaginação.
Há peças espantosas. A sua imaginação e criatividade são um desafio para quem as vê !


Um beijo.

João Menéres disse...

LI

Se disseres que as fotografias estão à altura da Exposição, já ficava feliz !
O inverso , NÃO !


Um beijo, Li querida.

João Menéres disse...

GL

Compreendo perfeitamente.
Nem todas as pessoas gostam do mesmo, não é ?

Obrigado pelo elogio.

Um beijo.

João Menéres disse...

ISABEL

O Helicóptero também não me entusiasmou...
Mas, verdade seja dita, precisava de um espaço bem maior !

Obrigado pelo elogio.


Um beijo.

João Menéres disse...

CARIN

Tens TODAa razão quantoaos meios utilizados para publicitar a Exposição !
Que me lembre, não houve outra que beneficiasse de tanta !


Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

JANE GATI

As tuas palavras são um forte incentivo para continuar a fotografar algumas exposições , depois, apresentar aqui o que mais me sensilizou.


Um beijo.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Era evidente o risco de apresentar esta exposição num ambiente absolutamente oposto !
Quem não aprecia muito o trabalho da Joana Vasconcelos sente-se mais chocado e terá a tendência de ainda apreciar menos.

Mas, o VITRAL parece reunir o concenso generalizado...

Obrigado por apreciares o meu trabalho.


Um beijo Amigo.

João Menéres disse...

EDUARDO

É verdade em todos os sentidos!

João Menéres disse...

RASURASDO APARO

Devo dizer que reconheço como a P. R sabe desenhar, porém está longe se fazer uma pintura que me encha as medidas !


Um abraço amigo.

João Menéres disse...

MARIA

Também gostei !


Um beijo.

João Menéres disse...

JORGE


ORGE
Essa mesmo !
E no final de Julho teve que ir para o seu hospital, o que me fez estar todo o Agosto sem ela.
Agora, está completamente boa !

Li Ferreira Nhan disse...

rsrsrs
João com tão pouca iluminação e tanta gente a passar conseguistes mesmo um milagre! As fotos estão ótimas!
Beijo querido!

João Menéres disse...

LI

Neste dia não havia quase ninguém !
Souberam que eu ia e foram visitar outras exposições...
LOL

E a camera resolveu enguiçar constantemente.
Já foi reparada e agora está operacional, mas fiquei todo o mês de Agosto desamparado.

Um beijo e obrigado pelo elogio.

Remus disse...

Faço minhas as palavras da Kaipiroska.
Mas mesmo assim, sem dúvida que a Joana é uma artista que tira um excelente partido das peças mais banais.

João Menéres disse...

REMUS

Ei, que vergonha !
15 dias para agradecer...

Não tenho palavras.


Um abraço.