.

domingo, 18 de agosto de 2013

PORQUE HOJE É DOMINGO...


 
 
   O PADRE
 

  
           
Numa povoação pequena, mesmo junto à fronteira com Espanha, a igreja fica cheia para a missa das 10: portugueses, espanhóis, o presidente da junta, etc.

 O padre começa o sermão:

 - Irmãos estamos hoje aqui reunidos para falar dos Fariseus... Aquele povo desgraçado como esses espanhóis que estão aqui...

 
Oh ! O maior tumulto tomou conta da igreja. Os espanhóis ofenderam o padre, houve porrada no adro.

 O presidente da junta levou as mãos à cabeça e, indignado, foi falar com o padre na sacristia:

 - Sr. padre, vá devagar, os espanhóis vêm para este lado, gastam nas lojas, nos restaurantes, trazem euros para Portugal. Não faça mais provocações.

 Durante a semana a conversa entre todos era a mesma: o padre e o sermão do domingo. Aquele zum-zum todo foi fazendo com que as pessoas ficassem curiosas e a querer saber mais sobre o que tinha acontecido.

 Finalmente, chega o domingo.

 O presidente da junta vai à sacristia e fala com o padre:

 - Sr. padre, o senhor lembra-se da nossa conversa ? Por favor, não arranje nenhum problema hoje, está bem?

 Vem a missa e o padre começa o sermão:

 - Irmãos... Estamos aqui reunidos, hoje, para falar de uma pessoa da Bíblia: Maria Madalena. Aquela mulher, prostituta que tentou Jesus, como essas espanholas que estão aqui...

 Caldeirada: pancadaria na igreja, partiram velas nos corredores, chapadas, socos e alguns internamentos no hospital mais próximo.

 O presidente da junta foi novamente ter com o padre:

 - Sr. padre, eu não lhe disse para ir com mais calma? Se o senhor não amansar, vou escrever uma carta ao Bispo e pedir a sua retirada imediata.

 Naquela semana, as conversas sobre o sucedido abundavam mais. Ninguém iria perder a missa do próximo domingo, nem que a vaca tossisse.

 Na manhã de domingo, o presidente da junta entra na sacristia com o graduado da GNR e adverte o padre:
 - Sr. padre, não provoque os espanhóis desta vez, senão acuso-o de provocação de tumulto e vai preso!

 A igreja estava a abarrotar. Quase não se conseguia respirar de tanta gente.

 Começa o sermão:
 - Irmãos... Estamos aqui reunidos hoje, para falar do momento mais importante da vida de Cristo: a Santa Ceia.

 (O presidente da junta respirou aliviado...)

 - Jesus, naquele momento, disse aos apóstolos: esta noite, um de vocês me trairá. Então João pergunta: Mestre, sou eu? E Jesus responde: Não, João, não serás tu. Pedro pergunta: Mestre, sou eu? E Cristo responde: Não, Pedro, não serás tu. Então Judas pergunta:
 
Mestre, soy yo?

(  
A PANCADARIA FOI GERAL !!!!! )



 




  

14 comentários:

myra disse...

hahahahaha! OTIMA!!!!

João Menéres disse...

MYRA

Diz-me uma coisa : Continuo aos Domingos com esta rubrica ?

Um beijoooooooooooooooooooooooo

Luísa disse...

Ahahahahah!
Per suposto bo tirada!
Biquiños de domingo

ana disse...

:)))))
Bom domingo!
Boa praia. :))
Beijinho.

Ana Bailune disse...

hahahaha! Não tem jeito, mesmo... legal, João! Bom domingo pra você.

jose jaime disse...

HAHAHAHAHA! Espero o próximo domingo.
Abraços

Mena G disse...

Esta fez-me rir! Muito boa, João. :D

Li Ferreira Nhan disse...

Ótima João!
JAJAJA!!!!

(a moda espanhola de rir)

João Menéres disse...

LUÍSA

ANA

ANA BAILUNE

JOSE JAIME

MENA ( é um prazer rever-te por cá ! )

LI

A todos agradeço as risadas.
Então, vamos continuar !

Beijos e um abraço.

Conceição Duarte disse...

Ah! João, faz-me rir!

MUito bom!!


Adorei vc por lá tb!

Bjks e saudades, e continuo lembrando de vc...rs

CON

João Menéres disse...

CON

Ao Domingo, areja-se a cabeça com uma risada.

Sempre que posso, lá te bato à porta !...

Um beijo enorme.

photographic-sketchbook disse...

Ai yai yai! Quanta pancada! É isso, em Portugal contam piadas sobre os espanhois?
beijos

Conceição Duarte disse...

hahahahhaa bj

Maria Manuela disse...

Mas que grande ribaldaria!...

Ou será que este padre português vivia perto de Olivença?!...
Hahahaaaaaa...
Muito boa!