.

sábado, 27 de abril de 2013

SIM E NÃO

© João Menéres


ESTÁS SEMPRE SOB O MEU OLHAR ATENTO,
MESMO QUANDO TE ESCONDES OU AUSENTAS.
PROCURO-TE COMO MEU ALIMENTO.
ENCONTRO-TE JUNTO DESTA ÀRVORE
DE ONDE EXTRAIS AS TUAS COLORIDAS
FOLHAS DE PAPEL.
MAS JÁ VAIS...
AGORA, REENCONTRO-TE REFLECTIDA
NAS ÁGUAS SERENAS DESTE PURO RIO.
ANDAS DE TRONCO EM TRONCO
FEITA BORBOLETA 
À PROCURA DE OUTRA COR.
NÃO VEJO OS VERMELHOS,
TÃO POUCO OS TEUS LARANJAS
E ESTE AZUL NÃO É O TEU...

21 comentários:

myra disse...

lindalindalindalinda...foto:)
bjosssssssssssss

Maria Manuela disse...

Excelente foto!...

Sim, uns troncos e ramagem são reflexos, outros não, além de que, cada um é livre de dar a sua interpretação...
Esta imagem é belíssima e tão calma, tão doce ou não fosse mais um belo trecho do Ceira!
É nesta variedade que reside um dos vários encantos deste blog, sempre a surpreender ou não fosse de um Grifo atento...
Poema lindo, dedicado à musa inspiradora que, destes troncos e ramos verdes, seja em reflexo ou não, extrai as tais "belas folhas coloridas", que também nos enche o olhar e o coração de alegria... nelas se vendo, além do Sol, toda a sua incomensurável fantasia...

Um beijo e um fim de semana tão sereno e agradável como este pedacinho do Ceira...

Z.M.Z. disse...

Excelente olhar, amigo João!
Uma imagem cheia de calma e romantismo.
Parabéns.
Abraço
Maria

Anónimo disse...

Você nos mostra através das águas. Obrigada pela bela mirada!
Beijos querido!
Li F N

ana disse...

João,
No rio Ceira, o rio que fica perto de mim. Os reflexos são como um espelho, uma espécie de magia.
Beijinho e parabéns pela foto e pelo poema. [Um poema muito bonito].:)

João Menéres disse...

MYRA

Estava uma manhã de sonho !

Um beijooooooooooooooooooo

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

E se dizes que o poema é lindo, eu digo que a musa mergulhou nessas límpidas águas e mais não voltou...
Quem sabe se hoje a vemos ?

Aos Domingos, como é hábito, é dia do ANEDOTÁRIO.
Algumas delas são um tanto picantes.
Mas se tirarmos o sal e algum condimento a um belo petisco, o que fica ?
Somos todos adultos e já Bocage contava algumas assim saborosas.

O fim de semana no Norte foi bem fresco e as noites gélidas.

Um beijo grato prlo teu comentário sempre tão pertinente.

João Menéres disse...

Z.M.Z.

Estou enganado ou é a primeira vez que comentas aqui ?

Calmo ( procuro ser )
Romântico ( está-me na massa do sangue, no coração e na alma ).
É natural que tenda a procurar imagens que reflictam parte do meu sentir.

Volta sempre quequeiras e possas.
É um prazer receber-te !

Um beijo.

João Menéres disse...

LI

Querida Amiga

Não sei como te agradecer as palavras que sempre me dedicas tão amáveis !

Um beijo.

João Menéres disse...

ANA

Obrigado por tudo quanto escreves no teu comentário.
Já conhecia o Ceira, mas noutros pontos do seu percurso,
Aqui, pertinho de Serpins e bem junto a ele nunca tinha estado !
Um pouco mais adiante ( cem metros, talvez ) há um rápido. Não consegui fotografá-lo do sítio que desejava.

O poema foi escrito de relance.
Se saiu bonito, fico bem feliz.

Um beijo e bom Domingo.

Luísa disse...

Ai, Senhor meu!
Que imagem bela nos mostras!
Por onde andas? O que nos mostras é tão lindo!
Sabes que gosto deste teu oljar especialmente! Aprecio a junção do teu registo visual com o teu cunho de escrita tão pessoal!
Mil beijinhos para ti!Mil beijinhos muito especiais!

João Menéres disse...

LUÍSA

És de um carinho comigo que até me confundes.
Valorizas muito o que nem tanto merece !

Sabes bem que saindo do Porto, e estiver bem, só posso andar por aí..., sempre planando

E, em Maio, vou um pouco mais longe...mas não terei ao meu alcance locais assim singelos, mas muito belos e que nos transmitem uma paz de alma que não sei descrever.

Um beijo e muito obrigado.
BOM DOMINGO PARA TI E PARA TODOS OS TEUS ENTES QUERIDOS.

Anónimo disse...

QUE BELA FOTOGRAFIA ....
PROVÁVELMENTE A MAIS BONITA QUE VI NOS ULTIMOS TEMPOS...

UM POSITIVO/NEGATIVO DE GRANDE QUALIDADE...PARABÉNS JOÃO !!!

BJOCA

L.R.O.

João Menéres disse...

L. R. O.

Lá que é bonita, até concordo.
Mas " a mais bonita dos últimos tempos " ?

Olha que uma das da caneleira pede meças !
Para não falar de outras, claro...
Temos que ter umas aulas, sabes ?

Um beijo e MUITO OBRIGADO.

Eduardo P.L. disse...

SIM. Como sempre!

João Menéres disse...

EDUARDO

Agradeço a sua presença aqui no Grifo.

L.Reis disse...

Porque às vezes sim, porque às vezes não, porque às vezes real e outras apenas miragem, porque às vezes reflexo e outras vezes árvore perdida na margem, porque às vezes cor e outras vezes mera sombra...e porque, às vezes tudo isto, sempre e sempre rio, à procura do salgado abraço do mar.

João Menéres disse...

Se estás à espera que o mar te abrace, ainda terás que percorrer muitas pedras, quer rias ou não...
Darás umas quedas bruscas que alguém, ansioso por ver, não deixará de se deleitar para te captar num olhar, mais ou menos planante.

Continua a tua inspiração literária, L. Reis !

Um beijo nesse mar que o Pessoa cantou.

Remus disse...

Já não cheguei a tempo de ver a sereia. Olhei... olhei... olhei para fotografia, mas ela nem uma ponta de cabelo colocou fora de água.
Mas como não sou de desistir, vou preparar um farnel e vou passar aqui a noite a vigiar se ela aparece.
Se ela aparecer, eu mando um berro para acordar o amigo João.
:-)

João Menéres disse...

REMUS

A sereia apareceu à tona já em Lisboa, ali noTejo !

Agradeço a intenção.
Quanto ao farnel, ficará para outra ocasião. Agora é tratar de o comer !


Um abraço (atrasado ).

Conceição Duarte disse...

A foto é um primor, JOAO!!

bjs, CON