.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

PROTECÇÃO PARA A POLUIÇÃO

© João Menéres


16 comentários:

Remus disse...

O oriente possui lugares mágicos e de extrema beleza, mas também possui lugares muito maus e poluídos.
O pior é que aparentemente eles não tomam medidas para minimizar esses impactos negativos nas vidas das pessoas. Preferem viver com máscaras e ver através do nevoeiro químico, em vez de apostar num bom sistemas de transportes públicos e reduzir as emissões poluentes.
E o mal parece estar a espalhar-se. Aí mesmo no Porto, ao longo do ano, já começam a ser muitos os dias em que a qualidade do ar é má. Assim vai o nosso mundo...

Maria Manuela disse...

...E ela escolheu um chapéu tão fresco e primaveril...e cores frescas para vestir-se... já que lhe é negado respirar o ar fresco da natureza...

Contrastes que não escaparam a um sábio Grifo que ali perto passou... para cuja lente ela olhou, resultando uma óptima fotografia...

Um beijinho.

João Menéres disse...

REMUS

Tem toda a razão nas considerações que explana neste seu comentário.
Tive a oportunidade de o verificar em vários locais.
Banguecoque é um exemplo disso mesmo, mas o Cairo, Hong-Kong e muitas outras cidades seguem esse modelo de poluição. Já cidades, que não capitais, são perfeitamente o oposto, para bem de todos.
Aqui no Porto, já não estranho quando vejopassar alguém com máscara protectora na rua.
De facto, nalguns dias sinto essa poluição perfeitamente.

Obrigado pelo valioso contributo que nos deu, Remus !

Um abraço.

João Menéres disse...

MARIA MANUELA

Não contava ter esta oportunidade em Macau !...
A roupa fresca era indispensável, tal a temperatura e o grau de humidade que se verificavam !...

Estas imagens de Macau, foram, na sua maioria, obtidas quase sem ter tempo para disparar.
Daí a razão de não possuirem a focagem desejada, mas que, com uma dose de boa vontade, escapam.

Agradeço a atenção com que visionas as imagens.

Um beijo.


expressodalinha disse...

A poluição faz parte da vida moderna.

João Menéres disse...

JORGE

E se fosse apenas a poluição atmosférica...

L.S.A. disse...

A grande industrialização trouxa ao oriente uma poluição desmadida.
Esta imagem é muito bonita, nas cores e no enquadraneto perfeito, mas não nos faz esqucer o resto que estã por de yrás desta imagem.
Parabéns amigo.
Uma pergunta somente: não teremos nós algo que, embora diferente, nos mostra também um mundo de loucura...?
Parece-me que sim, mas só é visto por quem abra bem os olhos.
Abraço-

www.umolhardeperto.blogspot.com disse...

Mesmo de sorriso escondido, trago o olhar estampado da felicidade!

Prevenção?
cof-cof-cof! De máscara sempre à mão, pois claro!



Isabel disse...

Deve ser horrível ter que viver assim. Com máscaras por causa da poluição.

Um beijinho

João Menéres disse...

MARIA

Tens toda a razão no que apontas quanto à poluição que se verifica em tantos países por esse mundo fora.
Nós, por cá, somos intoxicados ! Nem uma máscara nos coloca a salvo !

Um beijo e obrigado.

João Menéres disse...

LUÍSA

Até dentro dos autocarros usam a máscara !

" Mesmo de sorriso escondido, trago o olhar estampado da felicidade! "

Não te esqueças de quem a estava a fotografar !
LOL

Um beijo.

João Menéres disse...

ISABEL

Penso que não é só o incómodo...
O mal da questão é mesmo a poluição...
Por acaso, não senti ( não quer dizer que os pulmões não tenham sido invadidos...).


Um beijo e obrigado.

Anónimo disse...

... preço do progresso ?! ou o preço da vil ambição do homem a qualquer preço ...
T

João Menéres disse...

> T <

Talvez um misto, com maioria da ambição pelo vil metal.

Um abraço.

L.Reis disse...

Quando vejo imagens assim fico sempre a pensar na espécie de lugar em que estamos a transformar o mundo...

João Menéres disse...

L. REIS

L. REIS

Como sabes, o Porto não tem uma população permanente muito elevada, nem é uma cidade onde a indústria seja muito densa à sua volta.
Todavia, não é raro, passar por pessoas com uma máscara de proteção ...

Perguntas bem :

Quando vejo imagens assim fico sempre a pensar na espécie de lugar em que estamos a transformar o mundo...


Um beijo sem poluição.